Eucaristia exposta no altar

Jesus está presente! Como estar mais perto da Eucaristia

Eucaristia exposta no altar
Eucaristia exposta no altar da Igreja da Morte. (Foto: Francisco Macedo)

Tempo especial

Junho é um mês cheio de grandes festas e solenidades na Igreja. No Brasil temos a alegria de termos Corpus Christi como um feriado, dia dedicado ao Corpo e ao Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo presentes na eucaristia.

É nítido como nesse dia existe uma grande piedade popular, ainda mais pelo fato de ser uma das únicas ocasiões onde o Santíssimo Sacramento é retirado do tabernáculo para “passear”, em procissão, pelas ruas de quase todas as cidades do mundo.

Porém, ao mesmo tempo em que há tamanha piedade nesse dia, percebemos o quanto, no cotidiano, a presença do Cristo Eucarístico é desprezada.

Visitar Jesus

São João Bosco, patrono e grande místico da Igreja, foi um grande divulgador da adoração eucarística, sempre recomendando-a aos jovens de seus oratórios.

Um de seus ensinamentos diz:

“Quereis que o Senhor vos dê muitas graças? Visitai-o muitas vezes.
Quereis que Ele vos dê poucas graças? Visitai-o poucas vezes.
Quereis que o demônio vos assalte? Visitai raramente a Jesus Sacramentado.

Quereis que o demônio fuja de vós? Visitai a Jesus muitas vezes.
Quereis vencer o demônio? Refugiai-vos sempre aos pés de Jesus.
Quereis ser vencidos? Deixai de visitar a Jesus.
Meu caros, a visita é um meio muito necessário para vencer o demônio.
Portanto, ide frequentemente visitar Jesus, e o demônio não terá vitória contra vós”.

Pode interessar: Do lixo à Eucaristia: a emocionante história de um pobre que se encontrou com o Cristo 

Ele espera

Muitos templos católicos ficam abertos durante a semana e, dificilmente, as vemos com fieis rezando em seu interior ou próximos às suas capelas do Santíssimo.

A presença do Cristo na eucaristia é real, provada por Ele mesmo nas Sagradas Escrituras ao dizer “isto É o meu corpo, isto É o meu sangue”, mas também em milagres como o de Lanciano (na Itália), onde as espécies do pão e do vinho transforam-se verdadeiramente em carne e sangue.

Além de ALIMENTO para a vida, a presença de Jesus na eucaristia é para nós refúgio. Atrevo-me a dizer que, se as capelas fossem mais visitadas pelos fiéis e estes adorassem mais, os consultórios de psicólogos, psiquiatras e afins não seriam tão lotados como os são hoje.

A luz vermelha acesa em cada templo católico não serve apenas para embelezar o local, mas para sinalizar uma presença que salva, cura, purifica, liberta. Aquela luz diz: Jesus está aquiEle é Deus Conosco e, como naquela última ceia, está pronto para nos alimentar, mas também para nos receber e nos aconchegar em Seu Sagrado Coração, como fez com João, o discípulo amado.

Saiba mais: O Milagre da Eucaristia 

Profecia

O Monsenhor Jonas Abib, fundador da Comunidade Canção Nova sempre diz: Quem não adorar não vai aguentar!”.

Mais do que um instante diante do sacrário ou do ostensório com o Senhor exposto, adorar é colocar-se à disposição do Senhor, diante de seu senhorio, dando-Lhe liberdade para atuar curando, libertando, exortando, corrigindo.

O Pai procura adoradores genuínos e quem assim não o for, não aguentará os dias que estão por vir. Dias de tribulações, medo, mas também de esperança para os que se refugiam diante dAquele que tudo pode.

A Adoração Eucarística é uma verdadeira academia para alma que, mais do que querem se adequar a padrões estéticos humanos, quer ser moldada ao coração do seu Salvador.

Adoração Perpétua

Visão geral da Igreja Nossa Senhora da Boa Morte.
Visão geral da Igreja Nossa Senhora da Boa Morte. (Foto: Francisco Macedo)

A Aliança de Misericórdia tem a alegria de, desde 2009, custodiar a única igreja da capital paulista com adoração perpétua: a Igreja de Nossa Senhora da Dormição ou Nossa Senhora da Boa Morte.

Localizado no centro de São Paulo, próxima à estação Sé do Metrô, o templo fica aberto 24h por dia e todos os dias da semana, proporcionando adoração eucarística, missa diárias, atendimento de oração e aconselhamento, além de formação para os “Adoradores da Divina Misericórdia”, irmãos e irmãs que se dedicam especialmente à oração e intercessão pela conversão dos pecadores, salvação das almas e pela santificação da Obra Aliança de Misericórdia.

Visite a Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte:
Rua do Carmo, 202 – Centro
Próximo ao Metrô e ao Poupatempo da Sé

Robson Landim, jornalista e colaborador da Aliança

<

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password