• Oração para o time ganhar é legítimo?

    Oração para o time ganhar é legítimo?

Estamos à flor da pele com as competições da Copa do Mundo. Milhares de pessoas em diversos países estão sintonizados para saber os resultados.

Claro, os países que avançaram para as fases eliminatórias vivem a expectativa pelo título. A TV e os jornais, gostam de registrar cada momento do evento, principalmente aqueles onde jogadores e torcedores fazem uma prece olhando para o céu, manifestando sua fé.

Mas uma pergunta surge: é legítimo orar a Deus pedindo que o seu time ganhe?

O que é oração e para que serve?

Primeiro temos que ter bem claro que oração não é simplesmente uma persuasão de Deus para obter dEle tal e tal coisa.

Oração antes de tudo é um diálogo de quem se coloca disponível para que a vontade de Deus seja feita.

Logo intuímos a respeito da legitimidade da oração para o time de futebol, não é mesmo? Reduzir o poder de Deus ao resultado de uma partida não é reduzir o poder de Deus?

Quando lhe dirigimos uma oração de petição, ela deve ser a exemplo da oração que Jesus nos ensinou; pedir a Deus o necessário para vida no hoje e o perdão dos nossos pecados.

Além disso, a oração verdadeira visa o bem próprio e do próximo; Pai Nosso…venha a nós…o pão nosso. Então, quando um pedido pressupõe o mal do próximo, logo não é uma oração que agrada o Senhor.

Então, o que fazer?

Este é um evento humano, uma competição onde se premia os melhores, com as medidas humanas. Os melhores para Deus são outros:

“Nas corridas de um estádio, todos correm, mas bem sabeis que um só recebe o prêmio. Correi, pois, de tal maneira que o consigais.

Todos os atletas se impõem a si muitas privações; e o fazem para alcançar uma coroa corruptível. Nós o fazemos por uma coroa incorruptível. Assim, eu corro, mas não sem rumo certo”.  (I Cor 9, 24-27)

Torça, faça vida social, é saudável, mas não confunda; uma coisa é oferecer aquele trabalho a Deus, outras achar que Ele irá intervir num jogo de futebol, como se algo essencial para a nossa vida.

Segundo Fonte de Aleteia.fr

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password