Fundadores

720x230_Fundadores2

Início da Caminhada

Desde jovem, os padres João Henrique e Antonello, nascidos na Sardegna – Itália, sentiam o coração inflamado pelo anseio de consumir a vida para que o Amor de Deus fosse conhecido até os últimos confins da terra.

Por caminhos diferentes, eles tiveram a graça de conhecer um Padre missionário Xaveriano, Pe. Luigi Prandin, que os contagiou com o desejo de viver a Palavra de Deus concretamente, no dia a dia, e de amar os pobres.

O chamado missionário levou-os a ingressar nesse Instituto, onde receberam uma profunda formação na vida consagrada e apostólica – missionária.

O pulo na fé

Durante o Tempo de diaconato Deus interveio novamente, pedindo a eles um novo pulo de fé na entrega para com Ele. Estavam já na preparação para o sacerdócio, porém, no coração uma inquietação: o desejo de uma vida comunitária mais profunda.

Comentado isso com os superiores alguns compreenderam como Vontade de Deus e outros não, o que gerou um tempo de muito sofrimento. Perante a isso, decidiram somente obedecer e se abandonar, na plena sinceridade, ao que Deus lhe falava ao coração.

Um desejo mais profundo

Já no ano de 1981, confirmada por muitos sinais de Deus, o caminho dos padres foi junto ao nascimento e crescimento da Comunidade Missionária de Villaregia, como nova Comunidade da Igreja, na forma de “família eclesial”, cujo carisma consistia na vivência da Unidade, à Imagem da vida Trinitária, como primeiro anúncio e testemunho para a missão: ser missão sendo comunidade, ser comunidade para ser missão.

Não pouparam esforços para responder ao Chamado nesta obra, em que chegaram a ocupar cargos de confiança na formação dos teólogos e depois no Conselho Geral da mesma.

A radicalidade na pobreza

Contemporaneamente, outra inquietação os deixava desejosos de uma nova resposta ao Senhor.

Em várias circunstâncias perceberam que o carisma da Comunidade onde estavam já não saciava a sede de seus corações. Havia neles o anseio por viver de forma mais radical em meio a pobreza e acolher os que desta maneira se encontravam.

Sentiam de viver o Evangelho concretamente em todas as expressões da Misericórdia de Deus e perceberam ao longo deste discernimento que não poderíamos cobrar da comunidade de origem o Novo que Deus estava lhes pedindo.

O anúncio da Misericórdia

Esse foi o caminho pelo qual foram conduzidos e preparados para o então nascimento da Aliança de Misericórdia.

Entenderam que o Senhor os chamava a um novo passo em vista de uma nova vocação para um anúncio da Misericórdia no amor preferencial para os pobres e pecadores, na acolhida destes.

Neste momento, outros irmãos partilharam deste mesmo desejo, entre eles a Maria Paola e o Pe. Giampietro, que, juntos deram início a Aliança de Misericórdia no Advento do ano de 1999, Advento do “Novo Millennio Ineunte” (o novo milênio que vem).

Padre Antonello

Antônio Cadeddu nasceu no dia 6 de novembro de 1952, em Cagliari, na Itália, mas foi logo chamado por sua mãe de Antonello, sétimo filho de 9 irmãos, ainda criança ganhou de seu pai um violão que o fascinou.

Jovem, começou a estudar medicina e a trabalhar com venda de produtos farmacêuticos. Uma de suas lembranças familiares são a Missa e a oração do terço, semente que iria dar frutos quando, na juventude, começou a se questionar sobre a direção de sua vida.

O chamado de Deus

Entrou para o seminário dos Xaverianos onde estudou filosofia e teologia. Neste período pediu a Chiara Lubich, fundadora do Movimento Focolares, um nome de consagração ao que ela respondeu: Antonello de Jesus Crucificado e Abandonado.

Ordenou-se em 12 de abril de 1982, na Diocese de Chioggia (VE), na Itália, pela Comunidade Missionária de Villaregia, onde foi coordenador de casa de formação por 20 anos.

Sacerdote de origem italiana, ele vive a alguns anos no Brasil, dedicando-se intensamente a pregação de encontros e retiros em vários estados brasileiros, quando foi, entre os anos de 1999-2000, Diretor espiritual do Conselho Nacional da Renovação Carismática Católica.

Ao lado de dois sacerdotes e um grupo de leigos, iniciou o Movimento Aliança de Misericórdia que se ocupa da evangelização dos mais pobres materialmente e espiritualmente.

Pe. Antonello é autor das obras:

“ Repouso no Espírito” (2004)

“ O caminho de Cura é Jesus”  ( 2009)

“ A cura do Amor paterno “ (2012)

Obras escritas por Padre Antonello e Padre João Henrique:

“O Rosário da Virgem Maria“ (2010)

“Tua Palavra é lâmpada para os meus pés” (2012)

“Paulo Roberto, um santo oculto” (2013)

“São Paulo: meu viver é Cristo” (2013)

“Emaús, o Caminho da Unidade” ( 2013)

“A Palavra de Vida” (2014)

“A Escola do Espírito Santo” (2015)

Obras escritas pela Aliança de Misericórdia:

“O que será da minha vida” ( 2013)

“Orações de devoção mariana”

“Novenas para cada dia”

“Livro de orações “ (2014)

“Devocionário da Misericórdia” ( 2015)

“Um sonho de Deus”

Maria Paola do Cordeiro Imolado

Infância e juventude

Italiana, natural de Sinnai, Sardegna, Maria Paola é caçula entre as irmãs, Luisa (casada) e Rita (Ir. Elizabete da Trindade, que é carmelita na Itália), seus pais Severino (falecido um ano após a morte da filha) e Bonarina, que atualmente mora com Luisa. Abaixo Maria Paola (centro), com sua avó, irmãs e primos.

Maria Paola, com avó, irmãs e primos

Maria Paola, como toda jovem, era repleta de entusiasmo perante a vida, fez faculdade de biologia, pois era apaixonada pela natureza e pela arte, sempre na busca pela vontade de Deus sem perder a essência daquilo que estava em seu coração.

Maria Paola mergulha no mar da Sardegna.

A dança, o teatro, artesanato, marcaram sua história. Fez parte do primeiro musical da Aliança “Eu te fiz livre”, onde atuou e dançou, depois dentre os trabalhos desenvolvidos, deu início aos quadros pirografados e cartões artesanais.

Vida doada a Deus

Entrou na Comunidade Missionária de Vilaregia na Itália, até conhecer o Brasil, onde ardeu seu coração no desejo fazer algo pelos pobres, dessa forma, sem ao menos saber onde tudo isso ia parar, junto com os padres Enrico e Antonello e mais alguns irmãos que disseram sim para algo que não podia se ver concretamente, mas que estava no coração de cada um, que era o início dessa obra “Aliança de Misericórdia”.

Maria Paola ao lado dos primeiros missionários da Aliança.

Maria Paola do Cordeiro Imolado, deixou sua terra natal, seus sonhos, para sonhar o sonho de Deus, acreditava que dizer sim à Deus, é dizê-lo com um grande sorriso, e essa alegria estava estampada no seu dia a dia, no cuidado com as pessoas, na atenção aos detalhes, na percepção da presença de Deus nos simples sinais do dia.

No ano de 2009, depois de uma luta de cinco anos no tratamento de um câncer de mama, Maria Paola encerrou sua missão nessa terra. A enfermidade foi um caminho de intimidade com Deus e ela que no início não entendia o porquê de todo esse sofrimento, com o passar do tempo pôde, como esposa do “Cordeiro Imolado”, unir seu sofrimento ao Dele.

Maria Paola diante do sacrário.

Como formadora dos jovens missionários da Aliança, sua presença foi marcada no cuidado materno que percebia a necessidade sem que ninguém dissesse e o seu amor pela Palavra de Deus.

Maria Paola do Cordeiro Imolado 11/12/1968 + 08/06/2009.

 

Padre João Henrique

Uma vida dedicada à Misericórdia

Nasceu em 9 de fevereiro de 1955, em Cagliari (Itália), e ordenou-se em 12 de abril de 1982. Veio para o Brasil, onde trabalhou na Arquidiocese de Belo Horizonte(MG), na periferia, com a formação de jovens e com as crianças de rua de 1986 a 1994, ano em que voltou à Itália, onde permaneceu até 15 de novembro como responsável do estudantado do Teológico da sua Comunidade de origem.

Retornou ao Brasil em 1999, para a arquidiocese de São Paulo, e no ano de 2000, juntamente com padre Antonello Cadeddu, deu vida à Associação Aliança de Misericórdia.

Pe. João Henrique é autor das obras:

“ No oceano da Infinita Misericórdia “ (2004)

“O bom ladrão” (2015)

“ Caminho Espiritual com Maria” ( 2015)

Obras escritas por Padre João Henrique e Padre Antonello:

“ O Rosário da virgem Maria “ ( 2010)

“ Tua Palavra é lâmpada para os meus pés”(2012)

“ Paulo Roberto, um santo oculto” (2013)

“ São Paulo: meu viver é Cristo” (2013)

“ Emaús, o Caminho da Unidade” ( 2013)

“ A Palavra de Vida” (2014)

“ A Escola do Espírito Santo” (2015)

 

 Obras escritas pela Aliança de Misericórdia:

“ O que será da minha vida” ( 2013)

“ Orações de devoção mariana”

“Novenas para cada dia”

“Livro de orações “ (2014)

“ Devocionário da Misericórdia” ( 2015)

“ Um sonho de Deus”

 

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password