Assaltante invade igreja durante da Missa, mas fieis reagem

No domingo dia 16/06 um homem invadiu a Igreja Menino Jesus de Praga, em Juazeiro do Norte e foi detido pelos fiéis.

Reação imediata

A Missa estava a alguns minutos de iniciar quando um homem invade a igreja e dirigindo-se ao altar começa a quebrar objetos sagrados, segundo o portal de notícias G1.

A reação dos fiéis começou quando o homem agrediu outra pessoa e insinuou ter sob a blusa uma arma. Um homem porém, reagiu e logo os outros ajudaram numa tentativa de imobilizar o agressor. As imagens podem ser conferidas abaixo.

O Pe. Gabriel Vila Verde compartilhou o vídeo e levou os seus seguidores a uma reflexão tendo como pano de fundo o ocorrido. Segundo ele, algumas pessoas não concordaram com a atitude dos fiéis em revidarem a agressão e proteger o ambiente sagrado.

Polêmica nas redes

Sua resposta foi direta e nos faz lembrar da passagem “O zelo por tua casa me devora” (Sl 69, 9). Confira a fala do padre:

“O processo de “imbecilização” criado pela mídia deu certo. Por que digo isso? Acabo de ver um vídeo onde um assaltante sobe no altar de uma igreja, em plena Missa, para roubar os objetos sagrados.

Ele trazia a mão por dentro da roupa, como se segurasse uma arma. Um fiel corajoso avançou para ele com uma cadeira, e quando conseguiu contê-lo, os outros homens que estavam presentes “caíram pra cima”, com toda a indignação possível.

Nada mais justo, pois aquele rapaz, além de roubar o que é de Deus, poderia atirar em alguém. Porém, nos comentários do vídeo no Instagram, as pessoas estão condenando aqueles homens e defendendo o assaltante.

Uma senhora perguntou: “será que Jesus agiria assim?” Pois bem, se ela conhecesse Jesus de verdade, saberia o que Ele fez no Templo, com um chicote nas mãos. Digo e repito: estamos vivendo no reinado da imbecilidade. O certo virou errado, e o errado virou certo.

Feliz de quem escapar dessa correnteza maldita. Ah, e parabéns aos rapazes que contiveram o assaltante”.

Por que gerou a polêmica?

Quando pensamos em cristão achamos que o lema que nos guia é “se te baterem numa face apresenta a outra”, como se tivéssemos que viver este versículo de modo literal, mas não é isso. A regra de ouro diz respeito a conter o ciclo de violência que costumava aumentar cada reação de vingança.

Há várias atitudes para se ter antes de “oferecer a outra face“, devemos rezar e bendizer os nossos inimigos (Lc 6, 27-29). Sabe o que quer dizer de verdade dar a outra face? É perdoar.

Neste caso específico da igreja o homem estava ameaçando a integridade física das pessoas e do templo, a reação foi esperada. Aquelas pessoas estavam em família, na Casa de Deus que é um ambiente sagrado. O homem que reagiu usou do seu direito de defesa arriscando sua própria vida.

E você o que acha? O que você faria se estivesse lá?

Com informações de G1

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password