mão erguida com a cruz

Músicos da Aliança de Misericórdia

(Foto/William de Oliveira).

Com harmonia, anunciar a Misericórdia!

A música está em todas as atividades da Comunidade Aliança de Misericórdia. Desde a fundação de nossa pequena família, a música é uma extensão natural da oração, assim como fonte inspiradora que nos ajuda a entrar em oração: é como uma “arma” de batalha pelas almas.

Muito além de apenas uma evangelização específica que tem sua autonomia para a missão, seja qual for a evangelização praticada, não há quem não se “arme” da Adoração Eucarística, da Palavra de Deus, do santo terço e pelo menos um violão (mesmo que lhe falte uma corda!) para anunciar cantando a Misericórdia do Senhor!

Nós músicos da misericórdia temos a consciência de que nosso primeiro compromisso é com o carisma da Comunidade, de sermos ser expressão viva do amor misericordioso do Pai à humanidade e, a partir daí, colocar nosso dom à serviço de Deus, para que Ele nos use através da arte da música.

Estamos certos de que muito antes de músicos, somos filhos amados do Pai! Filhos e alvos da Misericórdia que nos atingiu para que, diante da profunda experiência de miséria que cada um viveu, tenhamos consciência de que nossa vivência ministerial também deve estar embebida desta Misericórdia.

Chamados a ir aonde ninguém quer ir

Estar prontos para toda e qualquer missão, onde for, quando for, seja qual for a estrutura, custe o que custar. Nosso carisma é para o mundo um instrumento que manifesta a Misericórdia do Senhor. E como revelado à Santa Faustina, a Misericórdia é a última tábua de salvação ao mundo, desta forma nós músicos somos chamados a manifestar esta misericórdia nos lugares nos quais a música não chegaria.

Presídios, periferias, pequenos eventos, praças, são os palcos onde nos encontramos com o Senhor e onde queremos ser encontrados por Ele.

Também desenvolvemos nosso ministério em grandes eventos, shows, televisão, rádio, internet, pois para nós este anúncio deve chegar aos quatro cantos do mundo onde exista um pobre que tenha a necessidade do anúncio da misericórdia lá deveremos estar, pois assim e para isso o Senhor nos enviou através de nossa palavra constitutiva:

“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me consagrou por sua unção e me enviou a proclamar a Boa Nova aos pobres, curar os corações feridos, anunciar a libertação aos cativos, e aos prisioneiros a liberdade, enviou-me a proclamar o ano da graça (misericórdia) da parte do Senhor…” (Is 61, 1ss).

Desta forma, o anúncio da misericórdia aos pobres se dá na mais profunda compreensão do que significa a palavra pobre, no sentido bíblico e eclesiológico, aquele que sofre, seja na miséria física, emocional ou espiritual, que nosso canto seja o bálsamo que lava feridas, um cântico de paz que vence a guerra e promova o encontro da miséria do homem com a Misericórdia de Deus.

Somos chamados a ser sarça que arde

Nossa arte tem por obrigação a busca também do anúncio através do belo, que mostra ao mundo a beleza do Pai revelada no Filho e que coloca em movimento o mundo através do Espírito Santo, levando cada pessoa a uma experiência pessoal com a Pessoa do Espírito Santo e assim, vivendo uma verdadeira e profunda “metanóia”, conversão de seus pensamentos, costumes e atitudes.

Não podemos nos esquecer, porém, que somos sarça que arde, que chama atenção para que as pessoas, ao se aproximarem, façam uma experiência com o Sagrado, um verdadeiro encontro com o motivo de nossas canções.

Por fim, queremos não só com os lábios, mas pela Graça de Deus com nossas vidas, expressar o amor misericordioso do Senhor que nos alcançou por primeiro e que nos faz cantar com alegria, humildade e autoridade que “O Todo-Poderoso fez em mim maravilhas, Santo é seu nome” (Lc 1, 49).

Hoje em nossa Comunidade, temos dois principais Ministérios, desejando propagar através de canções o Carisma da Misericórdia para todo o mundo:

Ministério Aliança de Misericórdia e Acordi

<

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password