O Sertão vai virar mar de Avivamento: a profecia

Nos dias 20 e 21 de junho de 2020, realizamos a primeira conferência “O sertão vai virar mar”. Esta conferência foi realizada através da comunhão das duas comunidades Aliança de Misericórdia e Colo de Deus.

Como surgiu a profecia

Contamos também com a participação de outras comunidades como Canção Nova, Comunidade Católica Kairós e com o nosso querido Padre Raphael Romão da diocese de Franca/SP. Mas em que consiste esta profecia e como chegamos a esta conclusão?

Muito se tem falado de avivamento. Mas poucos realmente entendem em que este consiste. A palavra avivamento vem do latim VIVUS, que nos remete à dimensão de vida e de despertamento.

De fato, a vida divina, por excelência, se manifesta na cruz e na ressurreição de nosso Senhor. Portanto, avivamento está profundamente ligado à dimensão da morte da semente que é o próprio Cristo (Jo 12,24). De fato, nenhum despertamento é possível se aquele que é despertado não está dormindo e não se pode falar de vida nova (ressurreição), sem o discurso da morte.

Qual a relação com o Nordeste?

Mas o que tem o Nordeste e o Norte do nosso país a ver com este tema? Tem tudo a ver, uma vez que o povo nordestino e nortenho do Brasil são, por excelência, aquela porção do povo brasileiro que conhece na própria história e carne, o valor da gota da chuva para o florescimento da planta.

Sim, o nordestino é acostumado com a morte cotidiana em sua vida. Como não pensar nos pequenos agricultores do sertão, que por falta de água, veem seus animais morrerem de sede e fome? Como não pensar nas mulheres fortes que no sol do meio dia não se escondem, mas enfrentam o calor do dia para tratar de suas crianças?

Vaqueiro @daciocamilo_unplash

O lugar mais “improvável”

Aí você pode me perguntar: tá bom, Rafael, mas onde você quer chegar com esta reflexão?

Quero somente afirmar, que o avivamento do Brasil nascerá no lugar mais improvável e nos corações dos improváveis. Deus sempre surpreende a história!

Ele não nasceu na suntuosa Jerusalém, mas em Belém, a menor e mais insignificante cidade de Israel. Belém foi a cidade que, no tempo de Noemi e Rute, ficou conhecida pela sua fome e pela seca que caiu sobre aquelas terras (Rt 1).  Mas foi no advento de uma súplica coletiva por uma salvação que nasceu na noite de natal, o menino Deus.

Amados, não é por acaso que Belém (do Pará) está no Norte do nosso país e Natal (Rio Grande do Norte) está no Nordeste. O povo nordestino está destinado a levar o cajado espiritual dos grandes profetas do sertão como: Ibiapina, Antônio Conselheiro e outros.

A profecia “o Sertão vai Virar mar, tem duas etapas:

  1. Uma conferência anual;
  2. Uma missão no agreste com a perfuração de um poço.

Nós acreditamos que todo avivamento traz em si a realidade da unidade e da transformação social. Por isso, os poços que perfuraremos com este projeto, se tornarão monumentos de bênçãos para os mais necessitados e, ao mesmo tempo, um testemunho vivo do agir de Deus.

Deixo logo abaixo a profecia na íntegra, para que possamos juntos clamar a Deus por um renovo para esta nossa amada nação:

“O sertão vai virar mar, e o mar vai virar sertão”

A profecia do beato Antônio conselheiro está cada dia mais se cumprindo. Não acredito, porém, que tal profecia deva ser interpretada no sentido literal, mas sim no sentido espiritual.

O meu coração se alegra e a minha alma se regozija quando penso neste povo forjado no fogo do sofrimento e da resistência, assim como a vegetação que cobre o sertão e as planícies das caatingas.

Povo este que, com coragem admirável, deixava sua terra e como Abraão se aventurava para as grandes metrópoles do Brasil, sem saber o que encontraria ali. Muitos destes meus irmãos desceram para o Sudeste e Sul do Brasil em busca do MAR de oportunidades.

Unidade de Carismas

Depois da experiência feita no Congresso Jovem no ano de 2018 na nossa casa de missão em Barbalha/CE, e depois de gestar esta percepção em meu coração por mais de um ano, essa profecia tomou forma e corpo no encontro anual da Comunidade Colo de Deus, o “Geração Atômica”.

Neste dia, para mim, ficou claro tudo: o sertão será alagado e se tornará um mar de avivamento espiritual para todo o Brasil! Será o Nordeste a avivar o nosso país!

Portanto, quero mais uma vez profetizar na tua vida, nordestino cabra da peste:

Tenha orgulho de tuas raízes, da tua história: Olhe para trás e lembre-se dos retirantes que, conduzidos pelos beatos, fugiram da opressão do faraó com nome de Coroné. Que no caminho viram se multiplicar a rapadura e a farinha e, na reza da rezadeira, testemunharam milagres e prodígios, como Israel.

Olhe para as tuas mãos: Elas são a continuação daquelas mãos calejadas que construíram nosso país e, ao mesmo tempo, reflexo das mãos de Nosso Senhor, que na Cruz cumpriu o maior de todos os trabalhos!

Olhe para a terra rachada pelo Sol: sedenta por uma gota de chuva, e, quando a chuva cair, a mesma terra refletirá o verde do paraíso perdido.

EU CREIO

O avivamento descerá do Nordeste e do Norte do país e chegará até os confins do mundo!

Assim como a Asa Branca que bateu asas e voou, o Espírito de Deus se levantará em um bater de asas do meio da seca e batizará este país, com o fogo que consome os corações!

E aprenderemos, a exemplo da árvore do juá que é capaz de suportar a provação da seca, porque consegue reter a água em suas raízes e, retendo a água, essa se torna sombra, descanso e remédio em suas folhas verdes e cascas.

E creia: todo nordestino que nasceu do Espírito de DEUS é chamado a florescer no deserto e na caatinga!

Nordeste, minha Terra Prometida

Rafael Ferreira de Brito, missionário da Aliança de Misericórdia

<

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password