• Se Deus perdoa tudo por que existe um pecado que não tem perdão?

    Se Deus perdoa tudo por que existe um pecado que não tem perdão?

Por que o pecado contra o Espírito Santo é aquele que “não será perdoado nem nesta nem na outra vida”?

Entender a dinâmica do perdão divino

Deus é rico em misericórdia para com o pecador que se arrepende. Esta última atitude é fundamental para que haja a graça da reconciliação; sem intenção de se converter não há perdão.

Portanto, como dar algo a alguém que não aceita o presente? A blasfêmia contra o Espírito Santo é o pecado contra a verdade revelada, a recusa da graça de Deus unido à perseverança naquele pecado.

São João Paulo II lembrou, numa carta chamada Dominum et Vivifican, que o Espírito Santo é quem opera a consciência do pecado:

“E quando ele vier, dará ao mundo provas irrefutáveis de uma culpa, de uma inocência e de um julgamento: de uma culpa, pois não creram em mim (…)”.

O santo reforça que a pessoa é condenada mais pela impenitência: é quando o homem rejeita as evidencias do pecado, daquilo que fez.

“Ora, a blasfêmia contra o Espírito Santo é o pecado cometido pelo homem, que reivindica o seu pretenso ‘direito’ de perseverar no mal — em qualquer pecado — e recusa por isso mesmo a Redenção”.

Pode interessar: Tenho medo de me confessar. E agora?

Abandonar as práticas piedosas e os sacramentos

Estes são os primeiros sinais de que uma alma está caminhando para sua ruína, quando perde o temor e os gestos piedosos e abandona os sacramentos, sendo o primeiro deles, a confissão.

Mostrar respeito às coisas santas indica que uma pessoa considera-se inferior a Deus, e esta piedade pode ser um canal de conversão.

Ao abandonar a confissão, a pessoa vai por ela mesma, confiando nas próprias forças sem “dever nada a ninguém”. Ela não leva em consideração o que Deus pensa, mas, o que as pessoas pensam dela e passa a opor-se à lógica do Reino de Deus.

A pessoa exclui Deus dos seus pensamentos e modo de agir; a moral perde-se e quando a razão se corrompe é muito difícil reverter tal situação.

“Não se pode pregar a graça a um homem cuja consciência emudeceu e que não conhece os valores morais mais corriqueiros. Para que ela possa intervir, ele deve saber primeiro que é um pecador” (Bento XVI, Dogma e Anúncio, ed. Quadrante).

Saiba mais: Cura interior através do perdão dos pecados

Voltar para o Senhor

Por isso, a Igreja e a liturgia não cessam de nos fornecer os meios necessários para voltar para o Senhor, enquanto há tempo. Para isso, como disse o Papa Bento XVI, é necessário que tenhamos consciência de que pecamos, para que a graça da conversão venha até nós.

O Magistério da Igreja, para ajudar o fiel a fazer o exame de consciência, enumera 6 atitudes que levam ao pecado contra o Espírito Santo. São elas:

  1. Desesperar da salvação;
  2. Presunção de se salvar sem merecimentos;
  3. Combater a verdade conhecida;
  4. Ter inveja das graças que Deus dá a outrem;
  5. Obstinar-se no pecado;
  6. Morrer na impenitência final.

Vençamos todos os dias as nossas más inclinações. Não deixemos de procurar os sacramento, principalmente o da Confissão, para que sempre tenhamos a possibilidade de dizer: “Pai pequei contra o Céu e contra Ti”.

Que o Senhor com o Seu Espírito nos ajude.

Bibliografia:

Padre Paulo Ricardo
Blog de Robson Oliveira
Vatican.va, Dominum et Vivificantem

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password