• Inveja | Por que este pecado faz tanto mal?

    Inveja | Por que este pecado faz tanto mal?

 “Da inveja nascem o ódio, a maledicência, a calúnia, a alegria pela desgraça do próximo e o desprazer causado pela sua prosperidade.” (S. Gregório Magno)

A origem da Inveja

O décimo mandamento nos diz para não cobiçar as coisas alheias (cf. Ex 20, 17), condena e exige que seja banida a inveja do coração do homem, pois ela, se não contida, pode levar aos piores crimes.

A inveja é prima do complexo de inferioridade e às vezes da raiva, para os invejosos menos lúcidos. Ela é cega (cf. Mt 21 e Lc 1), morde (cf. Mt 20) e as vezes chega a doer.

“Ora, Deus criou o homem para a imortalidade e o fez à imagem de sua própria natureza. É por inveja do demônio que a morte entrou no mundo, e os que pertencem ao demônio prová-la-ão” (Sb 2, 23-24).

A Inveja é a tristeza sentida ao ver o outro feliz e agraciado e o desejo imoderado de se apropriar do que não lhe pertence, mesmo que indevidamente.

Desejar um mal grave ao próximo é pecado mortal e, segundo Santo Agostinho, a inveja é “o pecado diabólico por excelência”.

O que vem no pacote da inveja?

A tristeza é um dom dado por Deus para que o homem, ao pecar, sinta-se triste e retorne para Ele. Ao longo da vida colocamos outras coisas no lugar de Deus e quando não as possuímos, por exemplo o homem ou mulher que desejamos; um determinado bem ou status, ficamos tristes e deprimidos.

Todo homem possui um apetite sensível que o faz desejar coisas agradáveis que não possui. Este apetite o leva a desejar comer quando sente fome, a se aquecer quando sente frio etc.

São desejos bons em si, o problema surge quando não respeitamos os limites da razão e passamos a cobiçar o que não nos pertence.

O invejoso tem dificuldade em ver seus próprios talentos, em contemplar o que há de bom em sua vida. Olha para o que o outro possui e não consegue ver os bens que possui.

Os remédio contra a Inveja

É importante saber que Deus não nos fez iguais, deu-nos uma diversidade de dons para que completássemos Sua obra uns nos outros. É preciso louvar a Deus por nossos próprios dons e também pelos dons dos outros.

Concretamente podemos citar dois meios para vencer a inveja: a caridade e o louvor em ação de graças.

Agradecer a Deus nos leva a vencer o esquecimento produzido por este pecado e a entender que Deus não nos deve nada, Ele nos deu o que merecemos, somos agraciados.

“Alegrai-vos com os progressos dos vossos irmãos e, assim, Deus será por vós glorificado. Deus será louvado, dir-se-á, pelo fato de o seu servo ter sabido vencer a inveja, pondo a sua alegria nos méritos dos outros” (S. João Crisóstomo).

Quando brotar o menor sentimento de inveja em nosso coração, precisamos cortá-lo e substituir esse sentimento de desprezo por sentimento de amor e profundo desejo de que essa pessoa progrida e alcance sucesso.

Quando todos estivermos cheios de sentimentos de benevolência, o veneno da inveja há de desaparecer inteiramente”(S. Leão Magno).

Para aprofundar:

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password