Ovelhas no pasto

Eu Sou a Porta das ovelhas – Palavra do mês Abril – 2019

Eu Sou a Porta das ovelhas, se alguém entrar por mim será salvo” (Jo 10,9)

A primeira porta a ser restaurada na reconstrução dos muros da Cidade Santa é a Porta das ovelhas, assim como relata o livro do Profeta Neemias (Ne 3,1). Esta revelação da Palavra é muito significativa, no nosso caminho de maturidade e restauração espiritual.

Esta porta estava próxima à piscina de Betsaida ou tanque de Betesda, e por ela entravam as ovelhas para o sacrifício e ali eram lavadas na piscina para serem, assim, purificadas e conduzidas ao templo.

Para começar o nosso processo de restauração precisamos, então, primeiramente, entrar por esta porta, a mesma pela qual o Cristo entrou em Jerusalém para viver o mistério da sua paixão, morte e ressurreição, para a nossa salvação (cf. Jo 5,1-16).

Ovelhas no pasto

Qual o sentido desta porta para o nosso caminho espiritual?

Para nossa compreensão deste tema e para ajudar-nos na vivência diária desta Palavra em cada dia deste mês, quero destacar três caminhos fundamentais que poderão nos iluminar neste itinerário de restauração espiritual:

  1. Jesus é a porta, só passando por Ele seremos salvos

A salvação não vem pelas nossas forças, pelo nosso esforço, pelas nossas boas obras:  a salvação é Cristo. O Santo Padre, o Papa Francisco, não cansa de lembrar-nos que o Senhor sempre “primeireia”.

Isso significa que Ele nos ama por primeiro, que sempre é Sua a iniciativa do amor: “Deus demostra o Seu amor por nós, pois Cristo morreu por nós quando ainda éramos pecadores. Quanto mais agora, então, justificados por Seu sangue, seremos por Ele salvos da ira” (Rm 5,8).

A salvação é um dom gratuito, que vem do Senhor, que apenas precisamos acolher. Ele nos salvou, Ele nos ama, Ele Se entregou por nós.

BAIXE O WALLPAPER DA PALAVRA DO MÊS DE ABRIL

E, nesta luz podemos entender melhor porque o profeta João Batista, no início do Quarto Evangelho, ao indicar Jesus para o mundo, revela a sua mais profunda identidade: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo! (Jo 1, 29).

Jesus é o Cordeiro imolado por nós, e ao mesmo tempo, a porta pela qual entramos no Coração Misericordioso do Pai; é, ainda, o Pastor que me conduz e revela a verdadeira identidade cristã: “não tem amor maior daquele que dá a vida pelos seus amigos! (Jo 15,13).

Passar pela porta, que é o próprio Jesus, significa, então, entender Sua Palavra que nos diz que sem Ele nada podemos fazer!” (cf. Jo 15,5) e, ao mesmo tempo, que tudo é possível a Deus (cf. Mt 19,26).

“Eu Sou a Porta das ovelhas, se alguém entrar por mim será salvo” (Jo 10,9)

    1. Jesus é o meu Pastor

Passar pela porta das ovelhas significa também aprender a segui-Lo, a confiar n’Ele, crendo que “Ele veio para que eu tenha vida, e vida plena” (cf Jo 10,10). Por isso, deixar-se conduzir por Cristo significa reconhecer Sua voz, escutar e viver a Sua Palavra, cumprir a Sua vontade.

Aqui entra o mais violento ataque do diabo que, desde o começo da história da salvação, quer separar-nos da vida de Deus, gerando a grande e terrível “suspeita” contra o Senhor: “Se vocês comerem não morrerão coisa nenhuma, seus olhos se abrirão e se tornarão como deuses!” (cf. Gn 3,4).

Esta “dúvida maligna” é a mais profunda ferida gerada pelo pecado original: não acreditar no Seu Amor, não confiar na Sua vontade. Assim, poderíamos interpretar que a ação da serpente no livro de Gênesis, a sugestão de satanás, como aquela de sempre querer dizer que Deus não é o “Deus para nós”, mas o “Deus contra nós”.

BAIXE O WALLPAPER DA PALAVRA DO MÊS DE ABRIL

Seja feita a Tua vontade

O inimigo de Deus quer nos deixar pequenos, pobres, sofridos, e sempre irá semear na nossa mente este tempero da suspeita que dará à vontade do Pai um gosto de amargura e lágrimas, e consequentemente ao pecado um falso sabor de prazer e liberdade.

Quando celebro a Santa Missa, vejo nos olhos de muitas pessoas, que ao rezar a oração do Pai Nosso, assumem uma expressão carrancuda, ao pronunciar as palavras “Seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu!”. Como é difícil perdermos a nossa vontade, deixando que a vontade Deus se manifeste em nós!

Ser verdadeiro discípulo e seguir Jesus, como único Pastor e único Senhor da nossa vida, significa passar pela porta que nos conduz em verdes pastagens, às águas tranquilas e na segurança do Seu amor.

Convido você para meditar o Salmo 23, à orar com o Salmo, à cantar, adorar e contemplar a grandeza de Deus, mergulhando na alegria, bondade, paz e força da Sua Presença.

  1. Sermos ovelhas que seguem o Pastor

Eu te convido: vamos caminhar com Jesus, entrar em Jesus, Ele é a porta das ovelhas feridas, Ele é a porta da Misericórdia! E com Jesus, aprendemos que significa o sentido da vida é dá-la, “pois há mais alegria em doar do que receber” (At 20,35).

Foi assim que Ele nos convidou a testemunhar para o mundo o nosso carisma: “nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (Jo 13,35). O Amor nos impulsiona a não viver mais para nós mesmos, mas a sairmos de nós, à bater na porta do coração do outro que foi feito para amar e ser amado.

Eu Sou a Porta das ovelhas, se alguém entrar por mim será salvo” (Jo 10,9)

Um breve testemunho

Nunca esqueço da experiência de uma minha amiga, que foi falsamente atraída pelo ocultismo, pela sexualidade desregrada, pelo maldito vitimismo, e chegou até a planejar a sua própria morte, fixando hora e lugar para tirar sua vida.

Mas, naquela hora e naquele lugar, Jesus a encontrou, e manifestou a Sua Misericórdia e vida plena, transbordante.

Hoje, ela é uma pessoa maravilhosa que irradia felicidade e doa a vida para que os homens conheçam este amor que a resgatou. Incansavelmente ela se doa, sem poupar as forças e, apesar da idade avançada, parece sempre jovem e transbordante de vida e alegria.

Termino com um breve pensamento do Papa Francisco: Os rios não bebem sua própria água; as árvores não comem seus próprios frutos. O sol não brilha para si mesmo; e as flores não espalham sua fragrância para si. Viver para os outros é uma regra da natureza (…). A vida é boa quando você está feliz; mas a vida é muito melhor quando os outros estão felizes por sua causa.

Deus te abençoe!

Pe. João Henrique

Fundador da Aliança de Misericórdia

<

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password