Ícone da Ascenção de Jesus Cristo

3 lições que Ascenção de Jesus nos ensina

Ícone da Ascenção de Jesus Cristo
Ícone da Ascenção de Jesus Cristo.

Como podem estar tão alegres com a partida dAquele que os chamou? Como podem festejar com a distância que agora os afastará de Jesus, Aquele que os livrou do pecado?

Jesus se foi?

Nesse domingo, 2 de junho, a Igreja celebra a solenidade da Ascensão de Jesus, Festa que lembra o dia em que, depois de Sua ressurreição e diversas aparições aos apóstolos, Jesus volta ao Pai e “reassume” Seu trono ao lado direito do Criador.

É bonito como se encerra o Evangelho desse domingo, presente em Lc 24,46-53:

“Eles o adoraram. Em seguida voltaram para Jerusalém, com grande alegria”.

Como podem estar tão alegres com a partida dAquele que os chamou? Como podem festejar com a distância que agora os afastará de Jesus, Aquele que os livrou do pecado?

Pois bem, é justamente sobre isso que quero falar contigo nesse texto: três lições da solenidade da Ascensão de Jesus.

1ª lição: aqui sim, daqui não!

Imagem dos Apóstolos e Maria olhando para o alto
Imagem dos Apóstolos e Maria olhando para o alto.

A ascensão de Jesus aos céus nos lembra de nossa identidade de filhos de Deus e de nossa missão: retornarmos ao Pai que nos criou a partir do Seu amor.

Sim, estamos aqui, mas não somos daqui. O Céu é uma realidade para a qual todos fomos criados, mas da qual vamos nos afastando conforme aderimos ao pecado e as propostas do mundo, que são muito diferentes das propostas do Reino.

Jesus ao morrer e ressuscitar nos reabilita ao Reino: fomos lavados e tivemos nossas vestes alvejadas no Sangue do Cordeiro, portanto, temos o ingresso que nos abre as portas do Céu.

Ao voltar para o Céu, Jesus “encerra” sua missão de nos ensinar a ser gente, de nos fazer enxergar as consequências do afastamento daquela que é a nossa essência: sermos imagem e semelhança de um Deus que transbordou amor ao nos criar.

2ª lição: Ele está no meio de nós!

Como eu disse no início do texto: como os discípulos podiam estar tão felizes com a partida de Jesus?

Poxa, amavam tanto Jesus e estavam alegres e jubilosos sem O terem mais por perto a qualquer hora? É, estamos errados ao pensarmos assim.

Ao ascender, Jesus deixa de estar presente ‘apenas’ fisicamente em alguns lugares, para ser, com o Pai e o Espírito Santo, onipresente. Jesus não está mais apenas com aqueles que O podem ver e tocar, fisicamente falando. Mas está em todos os lugares, tocando corações, mudando vidas, restaurando famílias.

Está na Eucaristia em Corpo, Sangue, Alma e Divindade. Está na Palavra lida, meditada, vivida. Está no pobre, no preso, nos pequenos com quem nos encontramos todos os dias. Está onde dois ou mais estão reunidos em Seu Santíssimo Nome.

3ª lição: Uma espiritualidade do Céu

Sendo assim, a ascensão de Jesus nos eleva, nos dá uma espiritualidade voltada ao Céu e às coisas do Alto. Essa festa nos convida a irmos além daquilo que é passageiro, acreditando que no céu está o futuro preparado para todos os que acreditam no Cristo e que vivem a Sua Palavra de vida e verdade.

Como diz em uma das canções do Acordi, da Aliança de Misericórdia, em nossos dias, devemos sempre “fazer dessa vida passageira uma passagem para o Céu… e poder voar… e poder voar”.

Com os olhos voltados para o Céu, desejemos hoje e sempre, um dia habitar com Deus, com a Santíssima Virgem Maria, com os anjos e santos! Que assim seja!

Robson Landim, jornalista e colaborador da Aliança de Misericórdia

<

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password