fbpx

Festa das Tendas | Profetas da Esperança para um Pentecostes de Misericórdia

Pentecostes de Misericórdia“Se coloque agora como discípulo amado e incline a tua cabeça no peito do Mestre”, convidou Pe. Lincon no momento de adoração eucarística que aconteceu depois da primeira pregação deste sábado.

Marcada por palavras de ânimo e o pedido de um “reinflamar da chama que há em nós”, a Adoração ao Santíssimo Sacramento foi uma grande experiência de liberdade nessa manhã.

Profetas da Esperança

“Profetas da Esperança para um Pentecostes de Misericórdia” é o tema da segunda pregação deste dia e foi ministrada por nosso fundador, Pe. João Henrique.

No início da partilha, o sacerdote falou sobre o lançamento do livro “A Imaculada do Espírito Santo”, feito em parceria com a Editora Angelus, lembrando que a Virgem Maria é um remédio para esse tempo.

Você pode adquirir o novo livro da Aliança de Misericórdia através de nossa loja. Ao adquirir, você colabora com a missão do nosso Movimento com os mais pobres material e espiritualmente.

A imagem da Imaculada do Espírito Santo é “expressão do carisma da Aliança de Misericórdia”, recorda o fundador, ao explicar como, através de um momento de oração e sob total ação do Espírito Santo, o desenho foi feito.

O gemido de um povo

“A gente sabe: este é um tempo difícil. João Paulo II dizia que é um ‘tempo dramático e maravilhoso’, porque Deus Pai nunca abandona seus filhos”, recordou o fundador.

Nós temos que anunciar nesse tempo a esperança. A Imaculada vem dançando sobre as trevas, vem trazendo luz às trevas (…) abra a porta do teu coração para a Imaculada. Ela é tímida. Abra a porta do teu coração, do teu lar. Acolha essa mensagem de vida. Ela deseja derramar misericórdia sobre sua vida, sobre a Igreja, sobre a humanidade…”, convidou o sacerdote.

“Essa pandemia não é somente uma pandemia de vírus, é uma pandemia espiritual. Estamos percebendo no mundo um grande momento de trevas, de confusões, o povo dispersando no campo espiritual. Estamos vendo o sofrimento de tantas famílias que têm perdido pessoas queridas. Sabemos que o desemprego está crescendo, que a nossa moeda está desvalorizada, pessoas passando fome. Estamos sentindo em nossa carne o gemido de um povo oprimido“, disse Pe. Henrique sobre a pandemia do COVID-19 que tem afetado todo o mundo. “Será que nós não podemos arriscar a vida para evangelizar?“, questionou o sacerdote.

Boa notícia

Apesar de tudo isso, temos uma boa notícia: “O Senhor está conduzindo a história. E no meio de tudo isso, Ele está preparando uma renovação, uma terceira onda pentecostal”, disse com esperança.

Mas esse novo pede um passo: “Agora vamos seguir-Te de todo coração. O Senhor nos chama a esse passo de conversão profunda (…) Estamos experimentando uma ditadura cultural, como fala o Papa Bento XVI, em sua última autobiografia, existe uma ditadura cultural que quer excluir Cristo da história”, lembrou.

O Senhor intervém

Profetas da Esperança

“Normalmente na história da salvação acontece isso: quando as coisas parecem piorar, o Senhor intervém com Sua graça”, reforçou o padre em sua pregação.

“Fecha os olhos do corpo e acolhe o Espírito Santo que te chama para erguer-te novamente. Ele sopra como soprou sobre os apóstolos. Sopra sobre os filhos e filhas que se sentem oprimidos, aniquilados pelos sofrimentos, pelas perdas, pelas saudades”.

“Sopra, Senhor, pois o Senhor tem o poder de transformar todas as feridas em fontes de graças!“, clamou o Pe. João Henrique, num momento forte de oração por todos os que acompanham a Festa das Tendas em suas casas.

Reclinar-se no Senhor

Padre João Henrique cita uma visão de Santa Gertrudes, onde ela via São João Evangelista, que a convidou para também reclinar a cabeça no coração de Jesus. Na mensagem do discípulo amado, vemos uma promessa para os últimos tempos:

Gertrudes perguntou: “Bem-amado do Senhor, estas pulsações harmoniosas que me rejubilam a alma, rejubilaram a vossa quando repousaste, durante a Ceia no peito do Salvador?”. “Sim, ouvi-os e a suavidade delas penetrou-me a alma até a medula”. “Donde vem, pois, que no vosso Evangelho, apenas tenhais deixado entrever os segredos amorosos do Coração de Jesus Cristo?”. “O meu ministério, naqueles primeiros tempos da Igreja – respondeu o Apóstolo dileto, – deviam apenas dizer sobre o Verbo divino, Filho eterno do Pai, algumas palavras fecundas que a inteligência dos homens pudesse sempre meditar sem lhes esgotar jamais as riquezas: mas aos últimos tempos estava reservado a graça de ouvir a voz eloquente do Coração de Jesus“.

Despertar dos corações

“Não haverá renovação sem adoração e nem haverá avivamento sem conversão e arrependimento”, disse o sacerdote, ao lembrar de ações que têm acontecido nesse tempo, levantando uma nova geração de adoradores, como as feitas pelo Frei Gilson e o Instituto Hesed, da Ir. Kelly Patrícia, nas madrugadas. “Deus está agora, na agonia da pandemia, despertando muitos corações!”. “Dentro deste sofrimento, Deus está cavando espaços que o Espírito Santo vai preencher, pois quanto maior a nossa miséria, maior será a misericórdia”, falou com ânimo.

O padre também lembrou da missão da Cidade Rahamim que está sendo construída em Salto, interior do Estado de São Paulo: “é para acolher os filhos e filhas que se encontram com o Senhor, que de acolhidos, se tornam acolhedores”.

Ao fim, os padres João Henrique e Lincon, conduziram um momento de oração, onde exortaram os irmãos: “não desista da sua vida, não desista da sua família! (…) Peça ao Senhor: ‘Senhor, me resgata, Senhor, me levanta!”.

Conheça e ajude a construção da Cidade Rahamim. Assista o Parte de Nós:

Continue acompanhando a Festa das Tendas e postando suas fotos e vídeos com as hashtags #festadastendas2021 e #pentecostesdemisericordia

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password