fbpx

Os Reconvertidos ao mundo

Por que tanta gente abandona o caminho da prática cristã? Por que voltam a praticar coisas que antes tinham vergonha? Pe. Gabriel nos leva a uma sincera reflexão.

O que houve?

Eu tomo susto todos os dias quando abro o Facebook. Volta e meia, vejo uma publicação excêntrica, incomum, estranha. Quando analiso a foto da pessoa, me vem à mente a lembrança de alguém conhecido. Vou me explicar:

Eu estou por aqui (Facebook) desde 2012. De lá para cá, muita gente que me adicionou como ‘amigo’, eram pessoas de Igreja. Uns se diziam consagrados à Nossa Senhora.

Outros, aliados à grupos tradicionalistas ou carismáticos. Todos ostentavam em suas páginas fotos de eventos religiosos, frases de santos, de doutrina, etc. É muito raro eu aceitar o perfil de alguém que não comungue da minha fé.

Os tempos mudaram

Mas de uns tempos para cá, eu me assusto diariamente quando vejo estas mesmas pessoas com uma vida totalmente contrária do que viviam antes. Deixo alguns exemplos: quem pregava modéstia, usando roupas curtas.

Quem falava de renúncias, com cigarro na boca e latinha na mão. Quem aspirava a castidade, dançando funk no TikTok. Quem vestia camisa de santos, usando vestes de outras crenças e seitas. Quem era de grupo de jovens, declarando sua homossexualidade ao lado de seus parceiros (as). Quem defendia a família, tirando selfie com suas amantes…

Pode interessar: Como foi a conversão de Santo Agostinho e o que nos diz hoje

Tudo invertido

Minha preocupação não é o que eles publicam ou deixam de publicar, pois cada um cuida de sua vida. Minha preocupação é descobrir o porquê de tantas mudanças da noite para o dia!

Qual a explicação de tantos jovens desistirem de caminhar com Cristo para se lançarem de uma vez por todas nos braços do mundo? Foi falta de orientação? Foi falta de acompanhamento espiritual? Foi falta de fé? Faltou acolhida nas comunidades? O que faltou? Não sei… sinceramente, não tenho respostas. Talvez, eles tenham. Deixem que sigam a própria consciência.

Leia mais: Cura Interior pela confissão dos pecados

Quem está de pé

Quero, por fim, me dirigir a você que ainda está na Igreja. Ninguém te prometeu que a caminhada seria fácil, caminhar com Jesus exige sacrifício diário, até porque, na Igreja ninguém é perfeito! Como diz o ditado: “começar é de muitos, mas perseverar é de santos”.

Você que ainda está ao lado de Cristo, faça um favor a si mesmo: continue! Mesmo que as coisas pareçam difíceis, não desista. Satanás fará de tudo para te iludir, mas lembre-se do conselho do Apóstolo São Pedro:

“Se aqueles que renunciaram às corrupções do mundo pelo conhecimento de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, nelas se deixam de novo enredar e vencer, seu último estado torna-se pior do que o primeiro. Me­lhor seria não terem conhecido o caminho da justiça do que, depois de tê-lo conhecido, voltarem atrás, abandonando a Lei santa que lhes foi ensinada. Aconteceu-lhes o que diz com razão o provérbio: O cão voltou ao seu próprio vômito” (II Pd 2,22).

Pe. Gabriel Vila Verde, via Facebook

Mensagem do Acordi...

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password