Há anos sem se confessar? 5 Passos para retornar ao confessionário

Mulher ajoelhada no confessionário
Mulher ajoelhada no confessionário.

Coragem para confessar

Quando foi a última vez que você foi à confissão? Se forem meses, está num prazo bom para confessar-se e os pecados estão “fresquinhos” na memória. Agora, se está há anos (10, 20, 30, etc) sem procurar o sacramento da penitência, deve pensar seriamente em voltar ao confessionário.

Nosso objetivo não é forçar ninguém, longe disso. Mas, com certeza alguma vez passou pela sua cabeça a ideia de confessar-se. A consciência diz que você deve procurar, mas os sentimentos de medo, vergonha, começam a dominar a mente e adiam a decisão.

“Mas, já faz tantos anos”. Pois, é! Pode ser até que você nem saiba mais como iniciar processo de confissão, como o exame de consciência, o que dizer ao padre e o ato de contrição. Mas, neste artigo queremos indicar alguns passos muito simples para você ir diante do sacerdote seguro e livre.

Passo 1: Exame de Consciência

Esta é a parte mais importante da confissão. Para confessar os pecados é necessário chamá-los pelo nome, reconhecê-los. Se te ajudar vá a um lugar silencioso, peça ao Espírito Santo que te ilumine, mostrando os pecados que devem ser confessados.

O que confessar? Comece pelos pecados mortais.

O que é pecado mortal?

É o pecado cometido com consciência e que conduz à morte espiritual, afastando o cristão da vontade de Deus, além de transgredir de modo grave a Lei de Deus. Os pecados mortais estão relacionados aos sete vícios capitais e à transgressão dos 10 mandamentos.

Diante do sacerdote você deve começar a confissão por estes pecados; diga o número de vezes que você o cometeu (ou pelo menos um número aproximado, por exemplo “eu não fui à Missa por 20 anos”).

O padre já ouviu muitas confissões ao longo do seu ministério e por isso não irá se chocar com o que você dirá. Diga tudo e não omita nada pois, o que não for dito não poderá ser absolvido e aquela ferida continuará aberta em seu espírito.

Leia mais: Confissão sem medo

Passo 2: Procure os horário de confissão

Feito o exame de consciência você irá procurar nas igrejas os horários de confissão. Em santuários geralmente as confissões acontecem todos os dias. Algumas paróquias oferecem confissões antes da Missa. Se você conhecer o padre pode pensar até mesmo em agendar um horário assim que fique um pouco mais à vontade.

Chegue pelo menos uns 30 minutos antes para rezar mais um pouco e acalmar o “nervos”, pois é muito normal ficar ansioso e com vontade de desistir.

Passo 3: No confessionário ou sala de Reconciliação inicie sua confissão

Algumas igrejas possuem o confessionário, uma espécie de cabine onde não há contato visual somente se pode ouvir a voz. Ali deverá se ajoelhar. Outras possuem a sala de Reconciliação onde o padre aguarda o penitente e daí você ficará frente a frente com ele.

Seja qual for o modo, não tenha medo!

Tudo começa com o sinal da cruz. O padre normalmente pergunta: “Quanto tempo se passou desde sua última confissão?” Diga sem medo seja lá quanto tempo se passou, será a primeira barreira que irá se quebrar.

Depois ele irá sinalizar para que você diga os seus pecados. Nesta hora, seja direto(a), não enrole e comece dizendo todos os pecados mortais dos quais você se lembra.

Pode interessar: Cura interior através do sacramento da Confissão

Passo 4: Ouça os conselhos, a penitência e diga seu ato de contrição

Alguns padres fazem questão de, antes da absolvição, dar conselhos e falar palavras de consolação e incentivo. Ele então dará uma “penitência” específica, que pode ser certo número de orações (geralmente Pai Nosso e Ave Maria), ou algo relacionado a seus pecados.

O padre pode te convidar a fazer um ato de contrição, que é uma oração que expressa seu pesar pelos pecados cometidos. Se você não sabe rezar avise ao padre e ele o ajudará. Você também pode imprimir sua oração e levá-la no bolso.

Ato de Contrição

“Meu Deus, eu me arrependo, de todo coração de todos meus pecados e os detesto, porque pecando não só mereci as penas que justamente estabelecestes, mas principalmente porque Vos ofendi a Vós, sumo bem e digno de ser amado sobre todas as coisas. Por isso, proponho firmemente, com a ajuda da vossa graça, não mais pecar e fugir das ocasiões próximas de pecar. Amém”

Passo 5: Fique nos braços da misericórdia de Deus e faça sua penitência

Quando acabar a confissão o padre irá te absolver e, saindo do confessionário, você poderá demorar um pouco mais na igreja para agradecer a Deus e cumprir sua penitência.

É um momento único. Deus simplesmente apagou seus pecados, você está livre deles, por isso, agradeça a Sua Misericórdia que te resgatou e transformou. Adquira o hábito de se confessar regularmente a cada mês ou dois meses.

Quem se refugia em Deus jamais será decepcionado. Boa confissão!

Com informações de:

Aleteia/Inglês

Católico Orante

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password