Amar | terceira Chave para um Pentecostes de Misericórdia

O Amor é esta chave divina que nos abre ao dom do Espírito que é “sem medida” (Jo 3, 34) O Apóstolo João, “aquele que Jesus amava” nos faz entrar neste mistério;”NISTO…consiste o Amor”, e enumera três passos para vive-lo. Queremos mergulhar e viver nestas 3 dimensões do Amor.

Terceira Chave para o Pentecostes de Misericórdia: Amar

1) Acolher o Amor:

Na Segunda Chave, entendemos que a frase «nisto consiste o Amor », diz respeito ao fato de que, não fomos nós que amamos a Deus, mas que foi Ele nos amou primeiro. (I Jo 4,10).

Por isto, o primeiro passo da escola do Amor é acolher este Amor, é acolher a sua Palavra, deixarmos amar por Ele que deseja viver em nós; este primeiro movimento do Amor é exatamente o que buscamos viver = uma vida de ORAÇÃO.

Este movimento de Amor que se doa por nós, sempre, sem medida, independentemente da nossa resposta, gratuitamente, como MISERICÓRDIA…”Ele me amou e se entregou por mim”…e Ele sempre me ama e se doa por mim sem medida pois “DEUS É AMOR” (I Jo 4,8).

2) Dar a vida

Existe um segredo “NISTO” que queremos contemplar na escola de São João : “Nisto conhecemos o Amor, ele deu a sua vida por nós…e nós também devemos dar a nossa vida pelos irmãos” (I Jo 3, 16).

Esta dimensão do amor é bem concreta. Não deixa dúvidas. O próprio João explica claramente : “Se alguém, possuindo bens neste mundo vê o seu irmão na necessidade e lhe fecha as entranhas, como permaneceria nele o Amor de Deus ?” (I Jo 3, 17).

Só posso receber o Amor do Pai na medida em que me torno irmão. A nossa vida não pode parar nas palavras ou na oração!

“Não quem diz Senhor, Senhor entrará no Reino dos Céus” (Mt 7, 21) nos fala Jesus, e João acrescenta:

“Filhinhos, não amemos com palavras nem com a língua, mas com ações e na verdade” (I Jo 3, 18) pois “se alguém disser que ama a Deus mas odeia o seu irmão é um mentiroso : pois quem não ama ao seu irmão a quem vê, a Deus a quem não vê, não poderá amar” (I Jo 4, 20).

Segunda Chave foi ORAR, ORAR, ORAR…aqui AMAR, AMAR, AMAR…amar a todos, amar sem distinção, gratuitamente, amar os inimigos…amar como Jesus amou ! “Sede misericordiosos como o Pai é Misericordioso”(Lc 6, 36) e esta é a meta do Jubileu da Misericórdia.

3) Amor recíproco

Existe enfim um terceiro “NISTO” no Amor. É o caminho deste amor, chave do Paraíso e característica dos discípulos de Jesus : “Nisto reconhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns pelos outros” (Jo 13, 35).

Esta é realmente a chave que nos faz entrar na vida da Trindade Santíssima, que nos permite de “viver o Paraíso entre nós !” No Amor recíproco todo homem repousa, contempla, experimenta a alegria da Presença de Jesus e do Seu Espírito no meio de nós…o Espírito nos faz, assim, um só corpo, um só coração, uma só alma.

Como então viver hoje este Amor no Cenáculo que nos prepara ao Pentecostes de Misericórdia deste Jubileu ?
Amando, Amando e, enfim, Amando.

Eu posso simplesmente ser Amor com todos, sempre, mesmo com quem pecou, errou comigo ou me machucou.

Por isto, este amor que não cansa e não desiste de ninguém, conseguir despertar amor, a resposta de amor dos irmãos, então, pela Graça de Deus, as portas do Paraíso se abrirão para nós e experimentaremos uma nova efusão do Espírito Santo no Pentecostes de Misericórdia, neste Cenáculo, com Maria a Mãe do amor pois “o Amor de Deus foi derramado no nosso coração pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Rm 5, 5).

Os abençoo,

Pe. João Henrique
(Aliança de Misericórdia)

Veja também:

Primeira Chave
Segunda Chave

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password