Quer proteger sua família? Entronize a Sagrada Família em sua Casa

Casal brinca com filho bebê
A família é ícone da Santíssima Trindade.

Uma família como todas as outras

Quando contemplamos a imagem da Sagrada Família de Nazaré pensamos na graça que foi morar num lar tão santo; José e Maria estavam cuidando do Verbo Encarnado, a origem de todo mundo criado.

Você já fez a experiência de imaginar como era o dia a dia deles? Deus enviando os anjos para lhes dar o sustento, Jesus Menino fazendo o milagre da multiplicação do pão, Maria falando com o anjo quase todo dia, não é verdade? Errado!

Brincadeiras à parte, o cotidiano desta família não era diferente de nenhuma outra que morava naquele vilarejo de pouco mais de duzentas pessoas. Eles eram tão comuns que frases do tipo: “Não é este o filho do carpinteiro?” (Mt 13,55) ou “Pode vir alguma coisa boa de Nazaré?” (Jo 1,46), ressoavam nas bocas de quem estava surpreso com Jesus.

Trinta anos de silêncio

A porta que o Filho de Deus escolheu para entrar no mundo foi a família e não poderia ser outra melhor. Dentro de um lar aprendemos a ser gente, a andar, falar, repartir o que temos, a valorizar o trabalho; aprendemos administração e finanças e principalmente aprendemos a amar incondicionalmente.

Muitos de nós não percebem, mas a família é a faculdade da vida. Se ela vai mal nos tornamos pessoas feridas, frustradas, com dificuldades nos relacionamentos e na vida em sociedade.

Os trinta anos de vida oculta de Jesus foi para Ele a oportunidade de aprender o ofício do pai e os macetes da construção (Não se constrói uma casa sobre a areia” Mt 7, 21-27), de ver e entender qual era o segredo de sua mãe para que os pães saíssem tão gostosos (“O Reino dos Céus é como a mulher coloca o fermento na massa” Mt 13,33).

Todas essas simples tarefas do cotidiano se tornaram sinais do Reino. Deus quis mostrar ao homem a dignidade de sua vida e sua condição a partir de um lar. Deu pra compreender que maravilha é esta verdade?

Pode interessar: Santa Mônia, a intercessora da Família

“As primeiras testemunhas do nascimento de Cristo, os pastores, encontraram-se diante não só do Menino Jesus, mas de uma pequena família: mãe, pai e filho recém-nascido.

Deus quis revelar-se nascendo numa família humana, e por isso a família humana tornou-se ícone de Deus! Deus é Trindade, é comunhão de amor, e a família é, com toda a diferença que existe entre o Mistério de Deus e a sua criatura humana, uma expressão que reflete o Mistério insondável do Deus amor.

O homem e a mulher, criados à imagem de Deus, tornam-se no matrimônio ‘uma única carne’ (Gênesis 2,24), isto é, uma comunhão de amor que gera vida nova.

A família humana, num certo sentido, é ícone da Trindade pelo amor interpessoal e pela fecundidade do amor”. (Papa Bento XVI, Festa da Sagrada Família, 27/12/2009)

Restaurar todo o mundo 

A vida humana iniciou-se com a união do homem e da mulher, esta é querida e abençoada por Deus e é a partir de uma, que começa a restauração de toda a humanidade.

Quando uma família se volta a Deus de todo coração, dedicando-Lhe cada ação (passeios, atividades, estudos, tarefas, etc.) para a sua Glória, muitas graças ela experimentará.

O demônio também sabe disso, e por isso investe todas as suas armas para fazer perder cada membro dela com falta de diálogo, adultério, violência e vícios; são armadilhas colocadas à porta de cada casa.

Para não ceder às sugestões do mal, você precisa proteger e blindar os seus.

Obs.: Antes que alguém diga que nem tudo é culpa do Diabo, avisamos que a escolha de seguir o mal caminho é de cada pessoa. Todavia, quem sugere e tenta é sempre ele e seus representantes, disfarçados de pessoas. Fica a Dica!

Pode interessar: A santidade na família de Santa Teresinha

Uma árdua batalha

Uma das videntes de Fátima, Irmã Lúcia, partilhou um aviso de Nossa Senhora sobre o ataque às famílias: “A batalha final entre o Senhor e o reino de Satanás será sobre o matrimônio e a família”.

Perceberam como é séria a coisa? Então, queremos propor um caminho de santidade em família muito simples, mas que precisa de total adesão principalmente dos pais. Primeiros passos:

Pai e mãe assumam sua autoridade: a não ser que vocês rejeitem esta missão, quem manda na vossa casa são vocês. Não se esquivem nem deleguem isso a ninguém.

Dêem exemplo de prática da fé: não adianta falar que Deus é bom, que precisa ir para a catequese, sendo que os pais não dão testemunho desta fé em suas vidas. Coloquem-se de acordo sobre isso e renovem os votos feitos no dia do matrimônio.

Dizer já é um passo, mas fazer a junção com o exemplo é poderoso! Procurem os sacramentos (confissão e eucaristia), caso estejam afastados e sigam em frente.

Faça uma pré-catequese em casa: na hora de ir dormir conte uma história bíblica para os filhos e faça a oração da noite com eles. Explique os fatos do dia a dia tomando exemplos bíblicos; as parábolas de Jesus são ótimas para tomar vários ensinamentos.

Entronização da Sagrada Família

Como um sinal de que vocês, pai e mãe, tomaram definitivamente a autoridade sobre a vossa casa, farão este gesto concreto: consagrar-se à Sagrada Família de Nazaré.

Arrumem um quadro ou uma imagem da Sagrada Família, levem ao padre para que abençoe e coloque num lugar de destaque em vossa casa.

Se vocês quiserem podem fazer uma espécie de rito para este dia: se confessem (toda família, se possível), rezem o terço de frente para a imagem e orem uns pelos outros.

Se perceberem que algo não está bem no relacionamento, é o momento de pedir perdão. Por fim, terminem com esta oração:

“Jesus, Maria e José, em Vós contemplamos o esplendor do verdadeiro amor e, confiantes, a Vós nos consagramos.

Sagrada Família de Nazaré, tornai também a nossa família lugar de comunhão e cenáculo de oração, autêntica escola do Evangelho e pequena igreja doméstica.

Sagrada Família de Nazaré, que nunca mais haja em nossa família episódio de violência, de fechamento e divisão; e quem tiver sido ferido ou escandalizado, seja rapidamente consolado e curado.

Sagrada Família de Nazaré, fazei que todos nos tornemos conscientes do carácter sagrado e inviolável da família e da sua beleza no projeto de Deus.

Jesus, Maria e José, ouvi-nos e acolhei a nossa súplica. Amém.”

Tenha força e coragem para dar este passo. Você verá quantas graças acontecerão em sua casa.

Com informações de:

Jesuscristo.org 

Crítica Nacional 

O Clarim

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password