Santa Mônica, a intercessora da família

Santa Mônica, foi mãe de um grande santo, Agostinho de Hipona – Bispo e Doutor da Igreja – que foi tanto um estudante brilhante quanto um hedonista jovem, pai de um filho fora do casamento.

Mulher cristã casada com um pagão, Mônica assistiu a jornada de seu filho e orou fielmente por sua conversão a Cristo. Por muitos anos, ela orou para que o coração e a mente de Agostinho se tornassem finalmente abertos – para que ele pudesse ter um autêntico encontro com Cristo e, assim, ser reformado e reorientado para a vontade de Deus.

Mulher fiel a Deus

Sua fidelidade foi gratificada e em uma das partes mais comoventes das Confissões de Agostinho, ele relatou como Mônica identificou a missão de sua vida que era de entregar seus filhos para a vida de fé.

Em Óstia, disse-lhe maravilhada: “Filho, pelo que sei, nada nesta vida me dá prazer. Não sei por que ainda estou aqui, já que não tenho mais esperanças neste mundo. Eu tinha uma razão para querer viver um pouco mais: ver você se tornar um cristão católico antes de eu morrer.

Deus dedicou seus dons a mim, pois sei que você até renunciou à felicidade terrena para ser Seu servo. Então, o que estou fazendo aqui?”.

Dias depois, ela ficou doente com febre e disse a Agostinho e seu irmão para enterrá-la lá – para não se preocupar com seus restos mortais, mas pediu-lhes um favor: “(…) que você se lembre de mim no altar do Senhor onde quer que você esteja”.

Santa Mônica é a santa padroeira das pessoas em casamentos difíceis, crianças difíceis e intercessora da conversão de parentes, particularmente dos próprios filhos.

Ela é a amiga consoladora no céu, que compreende totalmente o desespero dos pais que se sentem desamparados e confusos enquanto observam seus filhos se afastarem da Igreja. Como Mônica orou e jejuou para que seus filhos conhecessem a Cristo Jesus, ela é nossa poderosa companheira e intercessora para todos os que se sentem angustiados pelos “caminhos” de seus filhos e filhas .

Peçamos a intercessão de Santa Mônica

+ Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
Sob o peso da minha carga de coração, dirijo-me a você, querida Santa Mônica, e peço sua ajuda e intercessão.
Do seu lugar no céu, eu imploro que pleiteie diante do Trono do Santo,
pelo meu filho [Nome], que se afastou da fé e de
tudo o que tentamos ensinar.

Eu sei, querida Mônica, que nossos filhos não pertencem a nós, mas a Deus,
e que Deus muitas vezes permite esse desvio como parte da jornada em direção a Ele.
Seu filho Agostinho também perambulou; eventualmente ele encontrou a fé e passou a acreditar, e nessa crença tornou-se um verdadeiro professor.

Ajude-me, portanto, a ter paciência e a acreditar que todas as coisas – até mesmo esse desapontamento do afastamento da fé – funcionam, em última análise, para os seus próprios bons propósitos.
Para o bem da alma do meu filho, eu oro para entender e confiar nisso.

Santa Mônica, por favor, ensine-me a persistir na oração fiel, como você fez pelo bem do seu filho.
Inspire-me a comportar-me de maneira que não distanciem ainda mais meu filho de Cristo, mas apenas atraiam [Nome] gentilmente para sua maravilhosa luz.

Por favor, ensina-me o que você sabe sobre esse doloroso mistério da separação  e como se reconcilia na reorientação de nossos filhos  para o céu.

Ó Santa Mônica, amante de Cristo e Sua Igreja,
orai por mim e por meu filho [Nome], para que possamos adquirir o céu, unindo-se a ti, oferecendo louvor constante e agradecido a Deus, amém.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password