Experiência com os pobres em Moçambique

Presente em Moçambique há dois anos, os missionários da Aliança de Misericórdia colecionam uma série de experiências com os pobres que inspiram e motivam.

Missionária entrega café a morador de rua em Moçambique.
Missionária entrega café a morador de rua em Moçambique.

Enxergando o próximo

As atividades no bairro do Hulene nos impulsionaram a não ignorar a triste realidade da lixeira: cerca de 3.000 pessoas trabalham informalmente na reciclagem do lixo.

Organizamos encontros de formação para as “mamanas” (mães) e procuramos meios para evitar que as crianças recém-nascidas permaneçam o dia todo na lixeira, expostas a todo tipo de riscos e enfermidades.

Em uma dessas visitas, conhecemos o Sr. Manoel que morava já há 17 anos na lixeira. Deficiente, sem condições de se movimentar, sobrevivia graças ao apoio daqueles que trabalhavam ali ao redor, às vezes encontrando apenas no lixo a comida e o necessário para viver.

Conseguimos, junto às Irmãs da Caridade, uma casa de acolhida para o sr. Manoel e o Justino também, outro senhor, já doente, que encontramos na lixeira.

Eles tiveram até direito a uma festa de despedida com bolo, pois o sr. Manoel queria de alguma forma agradecer às pessoas que o ajudaram a sobreviver todos esses anos. Ele estava vivendo uma vida nova, lúcido, muito grato a Deus por tudo que estava vivendo, quase não o reconhecíamos, tamanha a mudança!

Saiba mais: A luta para tirar as mães com os filhos da lixeira

Devolvendo a dignidade

Infelizmente, algum tempo depois, o sr. Manoel ficou muito doente, foi hospitalizado, diagnosticaram uma tuberculose não-reativa e veio a falecer, sendo sepultado por nós no dia 05 de junho.

Nos consola o fato de que ele foi batizado e experimentou no seu último mês de vida, todo amor e misericórdia de Deus por ele! Algumas pessoas da Lixeira estiveram conosco. Foi muito simples, mas de uma profundidade muito significativa.

Os presentes são convidados a perfumar o corpo do falecido com talco e desodorante. Assim fizemos todos. Depois, cada pessoa ainda planta uma muda sobre a campa e rega com água, relembrando que Jesus está no mistério do crescimento da vida.

Nós podemos plantar e regar, mas o suspiro da vida, o germinar vem de Deus. Cada um ainda testemunhou em poucas palavras algo sobre o Papá Manoel Chongo.

Simplesmente ele é o rosto da Misericórdia! O Justino, que saiu da Lixeira junto com ele em 09/04, nos fez um apelo: “Por favor, família, eu também preciso da Misericórdia de Jesus, como Manoel está no céu, também eu quero estar lá um dia. Não esqueçam de mim, família, também sou dependente dessa misericórdia que salvou Manoel”.

Jesus Misericordioso tem colocado raízes profundas nessa terra abençoada. Temos um intercessor junto de Deus pedindo por nós, olhando por todo o povo do Hulene, sobretudo, as pessoas da Lixeira.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password