Cultura de Morte Vs Valor da Vida

Ilustração de um bebê no útero da sua mãeDefender a vida sempre

Em nossas “andanças” por aí, fomos encontrando, ao longo do ano, muita gente que resolveu se debruçar sobre a questão do “aborto” e nos trouxe uma gama de pensamentos que são como remédio para as feridas que a cultura de morte tem causado em nossa sociedade hoje, tentando nos levar para uma insanidade mental.

Ah! Nada como a verdade! Mesmo que em gotas, tomemos este remédio para não sairmos por aí reproduzindo ideias, muito bem elaboradas por pessoas que têm interesses próprios, inclusive econômicos, e acabam fazendo de nós os seus “idiotas úteis”, se os deixarmos que façam.

Não!

Somos geração acordada, ligada, conectada. Somos gente de bem, e formamos uma “Rede Pelo Bem”, para defender a Vida desde sua concepção até o seu declínio natural, e ponto!

Vamos ouvir quem é a favor da Vida?

O vozes no deserto

“Não só os ovos de tartaruga merecem proteção militante dos que vociferam por aí, mas também a vida humana!” Desemb. Ricardo Dip

“A mulher que recorre ao aborto (…) carregará em seu corpo e sua mente consequências nefastas! (…) 1% das mulheres estupradas de fato engravidam e, destas, 70% decidem ter o filho. Em cerca de 1 ano se recuperam do trauma do estupro, ajudadas até mesmo pela vida que chegou.

As mulheres na estatística de 30% que decidiram abortar levam de 8 a 9 anos para se recuperar dos traumas, que agora já são 2: ter sido violentada e ainda ter sepultado seu filho dentro de seu próprio ventre.” Prof. Bernardo Küster

“O maior índice de suicídio nos EUA é o de mulheres que já abortaram e isso não se mostra!” Prof. Felipe Nery

“É uma mentira que a legalização do aborto diminua sua ocorrência, pois, a partir da legalização, o aborto enraíza-se na cultura e passa a ser uma opção quando o método contraceptivo falha – a começar do exemplo russo, onde a média de abortos por mulher em idade fértil é de 6 a 9!” Dra. Isabella Mantovani

Questão ideológica

“Quando viram que jogar a mulher contra o homem não bastava, então começaram a jogar a mulher contra a família, mas não foi suficiente, pois a maternidade e o amor pelo matrimônio estavam entranhados nela. Então começaram a jogar a mulher contra a própria mulher – convencê-la de que deveria ser liberta de si mesma!” Pe. Dr. José Eduardo de Oliveira

“O movimento feminista infelizmente está sendo instrumentalizado pelas grandes fundações.” Renata Gusson

“Se o bebê ‘fizesse parte do corpo’ da mulher, para retirá-lo de lá seria necessária uma amputação e não o parto, e ele deveria conter somente e o mesmo DNA da mãe e não de ambos os pais!” Sara Winter

“A gente pensa que o planeta é azul, mas este planeta está enlameado de sangue! Chega de matar! Chega de matar o adulto, mas chega de matar também a criança! (…) A gravidez é que é uma questão de saúde pública, o aborto não!” Elba Ramalho

Vida humana, um bem a ser cuidado

“Um bem meta-patrimonial seria um bem de valor inestimável. Vejam se há algum valor que pague a vida de um ente querido e aí me respondam se existe e o que seria um bem meta-patrimonial! (…) Nós somos todos insubstituíveis, irrepetíveis e inegociáveis (…) e é por isso que não podemos sacrificar a vida de um em desfavor de outro.” Desemb. Ricardo Dip

Que tal? Neste Natal celebremos e valorizemos a Vida de todos aqueles que nascem, e nos unamos em oração para que possam continuar a ter a chance e o direito de nascer!

Desejamos a todas as pessoas de bem um Feliz e Santo Natal! Celebremos juntos a Alegria, a Esperança e a VIDA!

 “Cada criança que nasce traz o sorriso de Deus e convida-nos a reconhecer que a Vida é um dom Seu!” Bento XVI

Equipe Rede Pelo BemSaiba mais: Por que o aborto é chamado de antissacramento de Satanás?

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password