fbpx

CJ2021| Deus, no céu, carrega as marcas desse abraço

A tarde do domingo no CJ2021 foi animada demais. Lançando o EP “Faço Festa”, o missionário Fabrício Freitas animou um show que fez com que toda a Tenda da Misericórdia tirasse os pés do chão, com sucessos como “Prepara o pezinho”, que já é tocada em todas as cidades onde a Aliança está e além do Movimento.

Para ouvir o EP “Faço Festa”, basta clicar aqui

O retorno do filho pródigo

Continuando com a partilha sobre o Filho Pródigo, o professor Rafael de Brito ministrou a terceira pregação do domingo do Congresso Jovem. A partir do versículo 19 do capítulo 15 do Evangelho de São Lucas, o missionário meditou sobre as novas vestes que o filho recebeu ao voltar para casa e sua postura ao retornar.

Leia também: O Pai me viu – testemunho de quem voltou pra casa

“Tudo o que Jesus fez, deixando-se manchar, ensanguentar, foi para que tivéssemos a certeza de que podemos voltar!”, relembrou o missionário, que também ministrou um ato profético de retorno do filho que representa cada um de nós. “Deus, no céu, carrega as marcas desse abraço”, lembrou o Rafael ao abraçar um jovem que estava com uma túnica imunda.

Santa Missa

A Santa Missa de encerramento do Congresso Jovem 2021 foi presidida pelo Pe. João Henrique, fundador da Aliança de Misericórdia e concelebrada pelos padres Leandro Rasera e Gilson Garcia.

Em sua homilia, o sacerdote pediu para que fizéssemos memória das graças que Deus já nos deu.

“A coisa mais importante na vida é não se esquecer e o trabalho do demônio continuamente é nos fazer esquecer as coisas de Deus”, disse o sacerdote.

“Deus não nos fez para a morte, Ele nos fez para a vida. A pandemia não é castigo de Deus, mas é consequência do pecado, por causa do demônio”, reforçou Pe. João Henrique.

Ao lembrar as curas realizadas por Jesus no evangelho desse domingo (Mc 5,21-43), o padre falou sobre a coragem da hemorroíssa que, mesmo sabendo da lei que a proibia de tocar em qualquer pessoa, foi até Jesus, justamente pela consciência da necessidade de sua cura. Ela ficou 12 anos sem poder tocar em ninguém, mas escolheu tocar Aquele que poderia mudar a sua história e ter a vida plena que só Ele pode dar.

“Não tenha medo de confessar aquilo que te humilha, pois Cristo não veio para te humilhar, mas para exaltar aqueles que se humilham”, lembrou o sacerdote ao exortar os participantes do Congresso sobre a humilhação e a confissão dos pecados, para que haja liberdade verdadeira.

O sacerdote ainda denunciou o número de abortos que nessa pandemia aumentou para mais de 73 mil por ano. “É um genocídio ainda no ventre das mães”, recordou.

“A nossa alegria não está no que temos, mas naquilo que deixamos de ter, pois o contrário de amar é possuir. Você não vale por aquilo que tem (…) você vale porque você é filho do Deus Altíssimo e só o amor pode te devolver a vida”, exortou.

Acompanhe durante a semana outros conteúdos sobre o Congresso Jovem 🙂

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password