fbpx

Brasil – A nação da Imaculada

No dia 7 de setembro o Brasil comemora a sua Independência.

Neste ano de 2022, estamos celebrando o bicentenário da Independência do Brasil.

Diferente de muitos outros países, a independência do Brasil não foi um movimento revolucionário, mas um passo concreto e consciente.

Há duzentos anos, alguns dias antes da Proclamação da Independência, Pedro de Alcântara, que viria a ser o Imperador Pedro I, se ajoelhou diante da imagem de Nossa Senhora Aparecida, como um gesto de devoção, pedindo a benção para o Império do Brasil.

Esse gesto, remonta a devoção à Santíssima Virgem que vinha desde a fundação de Portugal até chegar no Brasil.

Leia também: Terra de Santa Cruz

 

Venha conhecer este amor de longa data, tanto de portugueses quanto de brasileiros, à Virgem Maria concebida sem pecado original.

 

A Imaculada Conceição e Portugal

Desde o berço, na fundação de Portugal, a Imaculada Conceição era uma devoção importante, muito antes da proclamação do dogma da Imaculada.

Na conquista de Lisboa por D. Afonso Henriques, conquista que marca a fundação de Portugal, houve uma celebração de ação de graças em honra da Imaculada Conceição.

A espiritualidade que brotava da devoção à Nossa Senhora da Conceição foi novamente sublinhada no gesto que D. João IV assumiu ao coroar a Imagem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa, como Rainha de Portugal nas cortes de 1646.

A Imaculada Conceição torna-se bem antes da proclamação do dogma a peça central da espiritualidade portuguesa.

Tanto é assim que, desde a Idade Média até hoje, todos os formandos da Universidade de Coimbra fazem um juramento solene de defender a Imaculada Conceição e se colocar debaixo do seu amparo.

Em 8 de dezembro de 1854, a Igreja, através da bula “Ineffabilis Deus” de Pio IX, após consultar os bispos do mundo, define solenemente o dogma da Imaculada Conceição da Virgem Maria. Nesta época, Portugal, e também o Brasil, celebraram em festa a oficialização que Maria é a Imaculada, concebida sem pecado, Padroeira do povo português e Padroeira do Brasil.

Portugal, segundo São Nuno de Santa Maria, e D. João IV confiavam suas vidas e seu povo à Imaculada Conceição, como expressão de um povo agradecido pela sua Independência e Liberdade.

 

Nossa Senhora da Imaculada Conceição Aparecida padroeira do Brasil

A imagem encontrada no rio Paraíba, que hoje chamamos popularmente de Nossa Senhora Aparecida, é a imagem da Imaculada Conceição, ou Nossa Senhora da Conceição, que ganhou o título de “Aparecida”, pois apareceu aos pescadores em Guaratinguetá/SP.

É a mesma imagem e a mesma Maria. Portanto a mesma devoção herdada de Portugal e vivida com fé e piedade no Brasil.

Veja também a série: Muitos nomes, uma só mãe

A mesma Imaculada Conceição que acompanha Portugal desde sua fundação, quis tornar-se mãe e protetora do povo brasileiro.

Por isso aqui recebemos o manto azul, a coroa dada pela Princesa Isabel como sinal da aliança entre o Governo Temporal do Brasil com o Governo Sobrenatural da Terra de Santa Cruz (A Virgem Santíssima).

Por isso ela aparece aqui, aos simples pescadores, abençoa a nação, e nos põe debaixo do seu Manto.

 

Leia aqui: Uma mãe para chamar de nossa!

 

Nesse Dia da Independência recordemos que o Brasil é a Terra da Imaculada, o Brasil é o país de Nossa Senhora, o Brasil é a Terra da Cruz.

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password