Anunciação do Senhor

Hoje, 25 de março é uma data muito importante para a Igreja: neste dia celebramos a Solenidade da Anunciação do Senhor.

É o dia em que o Anjo Gabriel anunciou à Virgem Maria que o Salvador do mundo, o Verbo de Deus Encarnado viria ao mundo para nos salvar e com a saudação “Ave Cheia de Graça” anunciou que Maria foi a escolhida para dar à luz ao Salvador.

Daqui há exatos 9 meses, no dia 25 de dezembro, o menino Jesus virá ao mundo e celebraremos a festa do Natal.

E por isso hoje, mesmo em meio à quaresma, deixamos de lado um roxo de luto e de penitência, e vestimos o branco para festejar a alegria de que uma nova vida está a caminho e não é apenas uma nova vida, mas a Vida do Próprio Deus que assume nossa natureza humana, sujeitando-se ao tempo e ao espaço.

Com alegria, contemplamos o mistério do Deus Todo-Poderoso, que na origem do mundo cria todas as coisas com Sua Palavra, porém, desta vez, escolhe depender da Palavra de um frágil ser humano, a Virgem Maria, para poder realizar a Encarnação do Filho Redentor.

Para nós católicos a vida começa desde a concepção, logo, hoje, nesta data, a vida mortal de Nosso Senhor Jesus Cristo se inicia, a data em que celebramos a Anunciação do Senhor tem uma importância muito grande no calendário católico, hoje a eternidade de Deus entra no tempo dos homens.

Ou, como disse o Papa São Leão Magno: “a humildade foi assumida pela majestade; a fraqueza, pela força; a mortalidade, pela eternidade”.

Hoje é o dia de proclamar em alta voz e dizer: Ele vive, o Verbo de Deus se fez carne e habitou entre nós.

Neste dia da Anunciação do Senhor o Salvador vem ao mundo, hoje após o FIAT de Maria, o Espírito Santo desce sobre ela e a faz conceber em seu ventre Aquele que foi profetizado por todos os profetas, o Novo Adão, o Redentor da Humanidade, Aquele que nos amou até o fim.

É o momento histórico, a grande virada para a humanidade, o início da vitória de Deus sobre o mal e sobre a morte.

Por isso hoje rezemos com toda a Igreja:

“Ó Deus, quisestes que vosso Verbo se fizesse homem no seio da Virgem Maria; dai-nos participar da divindade do nosso Redentor, que proclamamos verdadeiro Deus e verdadeiro homem. Por nosso Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo”.

Com essa celebração, alegremo-nos pela salvação que entrou no mundo e lembremos de rezar por todas as crianças que estão no ventre de suas mães, em especial aquelas que tiveram sua vida ceifada antes do nascimento.

Pela Igreja, pelo fim a pandemia e por cada um de nós, rezemos contemplando o Mistério da Encarnação do Verbo:

O Anjo do Senhor anunciou à Maria.
E Ela concebeu do Espírito Santo!
(Reza-se uma Ave-Maria)

Eis aqui a Serva do Senhor.
Faça-se em mim segundo a Tua Palavra!
(Reza-se uma Ave-Maria)

O Verbo Divino se fez homem.
E habitou entre nós!
(Reza-se uma Ave Maria)

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
Como era no princípio, agora e sempre,
por todos os séculos dos séculos. Amém.

Oremos: Derramai, ó Deus, a Vossa graça em nossos corações para que, contemplando pela mensagem do Anjo, a Encarnação do Vosso Filhos, cheguemos por Sua Paixão e Cruz, à Glória da Ressurreição. Por Cristo Senhor Nosso. Amém.

Uma curiosidade: No tempo da Páscoa (do Sábado Santo até o Domingo de Pentecostes), a Igreja deixa de rezar o Angelus, que contempla a Encarnação do Verbo, para rezar o Regina Coeli, que contempla a Ressurreição do Cristo.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password