fbpx

A santidade como antídoto para o mal no mundo

Diariamente, somos bombardeados por notícias ruins. Ao ligarmos a televisão e vermos o jornal, somos quase transportados para uma enxurrada de tristeza e sofrimento e, muitas vezes, podemos ser tentados a pensar: onde está Deus com tanta maldade no mundo, com tanto sofrimento?

A Igreja, desde os primeiros séculos, nos responde essa pergunta de forma direta e simples: Deus está lá, ao lado de cada pessoa que sofre, crucificado por cada maldade humana e nos convidando a uma vida diferente, nos chamando à santidade.

Os primeiros cristãos, pelo menos desde o século II, já tinham a consciência do chamado de Deus à santidade e da necessidade de serem instrumentos da boa obra de Deus neste mundo.

A santidade dos cristãos é o verdadeiro antidoto para o mal do mundo, pois o mal e as trevas só se combatem com o bem e o a luz. O pecado humano deve ser combatido com a santidade humana através da graça derramada por Deus.

Somos chamados à santidade!

A Constituição Dogmática Lumen Gentium, do Concílio Vaticano II, afirma em seu capítulo 5, o chamado universal à santidade, e nos diz:

Todos os fiéis de Cristo, de qualquer categoria ou status, são chamados à plenitude da vida cristã e à perfeição da caridade”. E completa ainda: “eles devem seguir os Seus passos [de Cristo] e conformar-se à Sua imagem, buscando a vontade do Pai em todas as coisas. Eles devem se dedicar com todo o seu ser à glória de Deus e ao serviço do próximo”.

Um documento dos primeiros séculos da Igreja chamado: Carta a Diogneto, afirma que os cristãos estão em “permanente conflito com o mundo”, pois sabem que seus valores evangélicos são incompatíveis com o que o mundo prega e por isso devem, com sua santidade, transformar o mundo.

Veja aqui: O coração insatisfeito pode ser a chave para o Reino de Deus?

Ou seja, para nós católicos a santidade não é uma simples escolha, mas uma necessidade. Somos chamados a isso e nos resta responder como Maria o nosso FIAT, confiando que Deus nos ajudará, pois apenas com nossas forças somos incapazes.

Tudo Pelo Reino: Assuma a sua Missão

Como ser Antídoto o mal para o mundo

Assim como a passagem de Romanas 12,2 nos diz: “E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento (Metanoia), para discernir o que é bom, agradável e a perfeita vontade de Deus”.

Somos chamados a ser essa transformação que queremos ver no mundo, somos eleitos como sinal da Boa Nova, Sal da Terra e Luz do mundo, luz que ilumina as trevas que encontramos diariamente em nossa sociedade.

Homens e mulheres que lutam pelo que é BOM, BELO e VERDADEIRO, não nos deixando calar pela mentira do mundo.

Profetas de uma nova sociedade

Cristãos que bradam pela vida, pela família e pela fé, que não se deixam levar pelas sutilizas de ideologias sanguinárias, que não se deixam enganar pelo pecado e pela cultura de morte e de libertinagem.

Que sabem que no fim o Imaculado Coração de Maria triunfará e todo o mal já foi vencido lá na cruz. Portanto, não importam os sofrimentos, Deus prevalecerá.

Ser a diferença que deseja ver

Somos chamados a ser santos em um mundo de pecado e, como diz o escritor britânico Chesterton: “o santo é um remédio por ser um antídoto…, isso explica por que tantos deles tenham sido mártires”.

Mesmo que nos leve ao martírio, somos chamados a viver, remar contra a correnteza, sermos o antídoto que o mundo precisa para vencer o mal.

Levar a verdade onde existe a mentira, amor onde só existe ódio, vida onde a morte impera e esperança para todos os confins da Terra.

Somos chamados a levar Cristo crucificado e ressuscitado ao mundo todo, em cada momento de nossas vidas, vivendo a santidade em nosso cotidiano e, unidos com a Igreja, corpo Místico de Cristo, sermos o antídoto para o mundo.

Não estamos só

Seguindo o exemplo de tantos santos ao longo da Igreja e repetindo aquilo que São Josemaria Escrivá nos dizia “Santificar o próprio trabalho é a missão de todo Cristão”.

O católico é chamado a unir-se na caridade para que, pela graça santificante, haja uma transformação do seu ser e este seja um instrumento da Boa Obra do Pai neste mundo.

Firmes e corajosos

Irmãos, busquemos viver a santidade, com todas as nossas forças, com toda a nossa alma e com todo o nosso entendimento, pois sabemos que Deus nos chama e espera de nós uma resposta.

Somos essa resposta para o mundo. A sociedade, mais do que nunca, precisa de bons católicos que não se calem diante da verdade, que não se abaixem ao mal, mas que permaneçam com os olhos fixos na cruz do Senhor.

Sejamos firmes em nossas escolhas, fiéis aos nossos propósitos e fervorosos em nossas caridades e evangelizações. Temos o hoje para sermos o antídoto para o mal do mundo, temos o agora para sermos aquilo que Deus sonhou de nós e temos, se Deus nos ajudar, a eternidade para gozar de Sua amizade unidos a todos os santos no céu.

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password