fbpx

São Tomás de Aquino

São Tomás de Aquino é conhecido pelo nome de Doutor Angélico, por ser um dos doutores da Igreja que mais influenciaram a doutrina e norma da Santa Sé.

Um santo medieval, mas, ao contrário do que o preconceito pelo período poderia afirmar, um grande intelectual, sendo até hoje um dos filósofos mais importantes do mundo.

Pequena biografia de São Tomás de Aquino

 

São Tomás de AquinoSão Tomás de Aquino nasceu em uma família de nobres e desde cedo desejou a vida religiosa.

Em 1239, estudou as artes liberais. Era desejo de sua família que ele crescesse na carreira eclesiástica, tornando-se bispo e, quem sabe, Papa. Porém, Deus tinha outro chamado para Santo Tomás.

Então, o jovem escolheu entrar na ordem dos Dominicanos, que se dedicava ao estudo e a pregação; uma ordem mendicante, que vivia a pobreza, fazendo com que abandonasse toda a influência e riqueza da família para ser somente de Deus.

Neste período de sua vida, foi sequestrado por seus irmãos que não aceitavam seu ingresso na ordem. Mas, São Tomás não desistiu, sabia que seu chamado vinha de Deus. No ano seguinte ao seu sequestro, foi à Paris, onde ingressou na ordem e se tornou discípulo de Santo Alberto Magno.

No ano de 1252, formou-se em teologia e lecionou na universidade de Paris por três anos. Após esse período foi nomeado professor na cúria pontifical de Roma.

Em 1274, convocado pelo Santo Padre o Papa Gregório X, viaja para participar do Concílio de Lyon. Adoeceu, contudo, durante a viagem, vindo a falecer no mosteiro cisterciense de Fossanova, aos 49 anos de idade.

São Tomás foi canonizado em 1323, e proclamado Doutor da Igreja em 1567. Deixou um grande legado para a Santa Igreja e para o mundo.

 

A Importância de São Tomás para a Igreja e para o mundo

 

Chamado de Doutor Angélico e também de o “Príncipe da Escolástica”, São Tomás de Aquino deixou um verdadeiro tesouro em obras para a Igreja e para o mundo.

Foi responsável por reformar o ensino universitário, introduzindo o filósofo grego Aristóteles no estudo da filosofia.

Ele foi um dos mais importantes divulgadores da teologia natural. Muito da filosofia moderna bebe dos escritos e pensamentos de São Tomás, em seus comentário a Aristóteles.

A física, a ética, a metafisica e a teoria política de São Tomás são uma grande referência até hoje. Mas, mais do que isso, com seus escritos, São Tomás combateu heresias, ajudou milhares de estudiosos a encontrarem a verdade e a verdadeira fé.

Com sua Summa Teológica, São Tomás tratou dos principais assuntos da fé, os dogmas da Igreja, como deveriam ser feitas as interpretações das Sagradas Escrituras e o estudo das artes liberais.

Tratou de temas como a Beleza, a Bondade, e a Verdade; escreveu um tratado somente sobre a “prova lógica” da existência de Deus e a Summa Teológica é hoje uma das grandes fontes do Catecismo da Igreja Católica.

Com tudo isso, São Tomás sempre permaneceu humilde, pois sabia que seu estudo e toda sua vida se voltavam para a maior glória de Deus, para descobrir e encontrar a VERDADE (o Cristo) e, por isso, em seus últimos momentos afirmou que tudo o que escreveu era como palha se comparado aquilo que era a contemplação de Deus.

Foi responsável por escrever cânticos como o Pange Lingua e o Adoro te, Devote, lindos cânticos que são entoados até hoje nas Igrejas do mundo todo.

São inúmeras as riquezas que São Tomás deixou para nós, desde a Summa contra os Gentios, seu comentário a Aristóteles, a Summa Teológica até a Catena Aurea (comentários aos Evangelhos).

Suas meditações e seus ensinos são uma grande riqueza que a Igreja no Concílio Vaticano II tem buscado reavivar e tirar novos em bons frutos, pois seus escritos ultrapassam os séculos e ao mesmo tempo são profundamente atuais.

São Tomás e a Atualidade

 

Num mundo de tantas opiniões e informações a todo momento, São Tomás nos ensina a parar e contemplar, a entender que nossa busca maior é a da VERDADE, que nossa prioridade precisa ser sempre a oração.

São Tomás nos mostra que devemos sim estudar, mas não para nos elevarmos, e sim para nos encontrarmos com Aquele que é o Caminho, a Verdade e a Vida.

Nosso estudo, nossa formação, nosso trabalho, tudo precisa ser para a maior glória de Deus, para contemplarmos o Senhor em nossa vida, para que nossa vida possa ser um agradável incenso que sobe ao céu.

O famoso escritor britânico, Chesterton, em sua biografia de São Tomás diz:

“São Tomás, veio de um mundo em que poderia ter se dedicado ao ócio, e continuou a ser um desses homens para os quais o trabalho tem algo da placidez do ócio. Ele era um trabalhador árduo, mas ninguém o tomaria como um trabalhador compulsivo.

Trazia em si algo indefinível que distingue as pessoas que trabalham sem precisar trabalhar, pois era por nascimento um cavalheiro de uma casa importante, e essa facilidade poderia permanecer como um hábito depois de ter deixado de ser impulso.

Todo santo é homem antes de ser santo, e um santo pode ser feito a partir de todo tipo de homem”.

Veja também: Dica de leitura| Biografia de Santo Tomás de Aquino por G.K. Chesterton

São Tomás nasceu na nobreza, poderia ter passado a sua vida como quisesse, mas escolheu servir a Deus. Sua família queria para ele as pompas da Igreja, mas ele escolheu a pobreza, uma vida simples, dedicada ao estudo e ao ensino e, principalmente, fazer do seu ofício diário uma forma de louvar a Deus.

São Tomás de Aquino, rogai por nós!

 

Cântico das Vésperas: Pange língua:

LATIM

Pange, lingua, gloriósi

Córporis mystérium,

Sanguinísque pretiósi,

Quem in mundi prétium

Fructus ventris generósi

Rex effúdit géntium.

Nobis datus, nobis natus

Ex intácta Vírgine,

Et in mundo conversátus,

Sparso verbi sémine,

Sui moras incolátus

Miro clausit órdine.

In suprémæ nocte coenæ

Recúmbens cum frátribus

Observáta lege plene

Cibis in legálibus,

Cibum turbæ duodénæ

Se dat suis mánibus.

Verbum caro, panem verum

Verbo carnem éfficit:

Fitque sanguis Christi merum,

Et si sensus déficit,

Ad firmándum cor sincérum

Sola fides súfficit.

TANTUM ERGO SACRAMÉNTUM

Venerémur cérnui:

Et antíquum documéntum

Novo cedat rítui:

Præstet fides suppleméntum

Sénsuum deféctui.

Genitóri, Genitóque

Laus et jubilátio,

Salus, honor, virtus quoque

Sit et benedíctio:

Procedénti ab utróque

Compar sit laudátio.

Amen.

 

PORTUGUÊS

Canta, ó língua,

o glorioso mistério

deste corpo e do sangue precioso,

derramado pelo mundo.

Fruto de um ventre generoso,

Rei de todos os gentios.

Dado a nós, por nós nascido

De uma intacta virgem,

E no mundo vivendo,

Espalhando a semente da palavra,

O tempo certo da sua permanência

Encerrou no rito admirável.

Na noite da última ceia,

Reunido com os seus discípulos,

Observando todo o rito,

naquilo que é prescrito,

Por suas próprias mãos aos Doze,

entregou-se em alimento.

O verbo encarnado, o pão real

com sua palavra muda em Carne:

O vinho torna-se o Sangue de Cristo,

E como os sentidos falham,

Para firmar um coração sincero

Apenas a fé é eficaz.

TÃO SUBLIME SACRAMENTO

Veneremos curvados:

E a antiga lei

Dê lugar ao novo rito:

A fé venha suprir

A fraqueza dos sentidos.

Ao Genitor e ao Gerado

louvores e júbilos,

saudando-os, honrando-os, dando-lhes

graças e bendizendo-os:

Ao Procedente de ambos

demos os mesmos louvores.

Amém.

 

 

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password