fbpx

São Josémaria Escrivá – 7 atitudes para santificar o dia a dia

São Josémaria Escrivá é conhecido como o santo do Cotidiano. O fundador da Opus Dei dedicou sua vida a mostrar que a santidade é para todos e que podemos alcançá-la, seja qual for nossa circunstância.

 

Para São Josémaria, a santidade está nas coisas simples do dia a dia: cumprir bem cada tarefa, dedicar-se com amor às responsabilidades e trabalhos diários…

Conheça um pouco mais de quem foi São Josémaria Escrivá e aprenda 7 atitudes para santificar o dia a dia.

 

Pequena biografia de São Josémaria Escrivá

 

Josemaria Escrivá nasceu em Barbastro, na Espanha, em 9 de Janeiro de 1902 e foi educado desde cedo no catolicismo.

 

Em 1915, a indústria de tecidos do pai de São Josémaria entrou em falência, e ele teve de mudar-se para Logronho. É então neste lugar que Josémaria tem um primeiro vislumbre da sua vocação sacerdotal, depois de ver pegadas descalças de um religioso na neve, intuiu que Deus lhe pedia algo.

 

Decidiu assim seguir o caminho sacerdotal, mas, a pedido de seu pai, fez primeiro a faculdade de Direito, como aluno livre.

 

Em 28 de março de 1925 foi ordenado sacerdote. Em 1927 foi transferido para Madri, e lá fez um doutorado em Direito.

 

Fundação da Opus Dei

Na Universidade, em 2 de outubro de 1928, Deus lhe mostrou a sua missão: fundar a Opus Dei (Obra de Deus).

 

A Obra tem como intuito ensinar a jovens estudantes e trabalhadores a santidade da vida prática, a dar glória a Deus seja na Universidade, no trabalho, em casa ou nos serviços caritativos.

 

Desafios

Em 1936, começou a guerra civil espanhola. Com uma enorme perseguição religiosa, o Padre Josémaria precisou se refugiar e se esconder, exercendo em segredo o seu ministério. Foi esse um tempo muito difícil para o santo.

 

Canonização

São José Maria morre em 26 de junho de 1975 e rapidamente milhares de pessoas, incluindo padres em todo o mundo solicitam sua canonização. Em 17 de maio de 1992 foi beatificado, e em 6 de outubro de 2002 é canonizado pelo Papa João Paulo II.

 

Na ocasião de sua canonização, o Papa disse:

 

“Seguindo as suas pegadas, difundam na sociedade, sem distinção de raça, classe, cultura ou idade, a consciência de que todos estamos chamados à santidade”.

 

 

7 Passos para Santificar o Dia a Dia de acordo com São Josemaria:

 

A santidade é para todos e não se trata de uma “santidade barata”, é um convite a se tornar um “verdadeiro contemplativo no mundo”, é algo profundamente sério e em consonância com a Doutrina e Tradição católica. Veja agora 7 passos simples que podem te ajudar a santificar o seu dia a dia:

 

  1. Ame a realidade do dia a dia

 

“Queres de verdade ser santo?” perguntou São Josemaria. “Cumpre o pequeno dever de cada momento; faz o que deves e está no que fazes”.

 

Essas palavras têm um grande significado. A santidade está em cumprir o dever diário em cada momento, seja qual for. Não importando o seu tamanho, cumprir o dever com o coração voltado para o alto, com amor e estando presente naquilo que fazemos.

 

“Portanto, deixem-se de sonhos, de falsos idealismos, de fantasias, disso que costumo chamar de mística do oxalá: oxalá não me tivesse casado, oxalá não tivesse esta profissão… atenham-se, pelo contrário, sobriamente, à realidade mais material e imediata, que é onde o Senhor está”.

 

Não há outro caminho, meus filhos: ou sabemos encontrar o Senhor em nossa vida de todos os dias, ou não O encontraremos nunca”.

 

  1. Descubra a presença de Deus nas coisas cotidianas

 

Deus está em tudo, se move em todos. O Papa Bento XVI disse “Deus está perto de nós”, se Deus está perto de nós, cada detalha ao nosso redor está cercado por Deus. Disse são Josémaria:

 

 “Vivemos como se o Senhor estivesse longe, lá em cima, onde brilham as estrelas, e não percebemos que ele também está sempre ao nosso lado. Como então encontrá-lo, como entrar em relação com ele? Não esqueçamos nunca: há algo de santo, de divino, escondido nas situações mais comuns, algo que a cada um de nós compete descobrir”.

 

Cada momento do nosso dia, cada uma das nossas circunstâncias é uma possibilidade de contemplarmos Deus.

 

  1. Um santo é uma pessoa autêntica

 

Uma pessoa autêntica, de acordo com São Josémaria é uma pessoa que aprende a integralidade da vida, uma pessoa em que a oração está profundamente ligada ao aperfeiçoamento pessoal.

 

Adquirir as virtudes humanas, integrar suas realidades, ter paciência, serenidade face ao fracasso, relações humanas e amizades sólidas e profundas, tudo isso faz parte da vida autêntica e da santidade.

 

Em um diálogo, relatado em Caminho, ilustra bem este convite: “Perguntas-me: – Por que essa Cruz de madeira? – E copio de uma carta: ‘Ao levantar a vista do microscópio, o olhar vai tropeçar na Cruz negra e vazia. Esta Cruz sem Crucificado é um símbolo. Tem um sentido que os outros não entenderão. E aquele que, cansado, estava a ponto de abandonar a tarefa, aproxima de novo os olhos da ocular e continua trabalhando: porque a Cruz solitária está pedindo uns ombros que carreguem com ela’.”

 

  1. Aprenda a ver Cristo nos outros

 

Todos os dias cruzamos com dezenas de pessoas, na rua, no trabalho, até mesmo online através das redes sociais. A vida humana é uma vida de relacionamentos, família, amigos e para Josémaria o segredo era: “reconhecer nos nossos irmãos o Cristo que vem ao nosso encontro”.

 

“Nenhuma pessoa é um verso solto: fazemos todos parte de um mesmo poema divino, que Deus escreve com o concurso da nossa liberdade”.  “O apostolado é o amor de Deus que transborda e se dá aos outros”.

 

A Santidade passa pelos nossos relacionamentos, precisamos ver que é Cristo no outro, é Cristo que habita em nosso meio.

 

  1. Aprenda a oferecer o seu trabalho

O seu trabalho, ou o seu estudo são suas obrigações diárias, é aquilo que você faz todo dia e que é sua responsabilidade. São Josémaria dizia: “Põe um motivo sobrenatural na tua atividade profissional de cada dia, e terás santificado o trabalho”.

 

Colocar um motivo sobrenatural, fazer por amor, colocar Deus no meio é o caminho certo para a santificação do trabalho.

 

Podemos e devemos antes de começar a trabalhar ou estudar oferecer tudo a Deus, veja algumas opções de oferecimento:

 

Inspirai, ó Deus, as nossas ações e ajudai-nos a realizá-las, para que em vós comece e em vós termine tudo aquilo que fizermos. Por Cristo nosso Senhor.”

 

“Recebei, Senhor, minha liberdade inteira.

Recebei minha memória,

minha inteligência e toda a minha vontade.

Tudo que tenho ou possuo de vós me veio;

tudo vos devolvo e entrego sem reserva

para que a vossa vontade tudo governe.

Dai-me somente vosso amor e vossa graça

e nada mais vos peço,

pois já serei bastante rico.

Amém.”

 

  1. Santificar o descanso é possível

 

O nosso trabalho precisa ser santificado, também o nosso descanso. O descanso foi dado por Deus na criação, pois no sétimo dia Deus descansou.

 

Nós devemos descansar em Cristo, abandonar nossas preocupações n’Ele (Mt 11, 28-30) e também aproveitar o descanso para unir-se a Deus em comunhão.

 

Hoje em dia, vivemos em um ambiente caótico e competitivo, onde descansar verdadeiramente é quase impossível, mas nós católicos devemos saber o valor de cada coisa e entender que para tudo tem uma hora, inclusive para o descanso.

 

São Josémaria dizia: “O descanso dominical e festivo adquire uma dimensão ‘profética’, defendendo não só o primado absoluto de Deus, mas também o primado e a dignidade da pessoa sobre as exigências da vida social e econômica, e antecipando de certo modo os ‘novos céus’ e a ‘nova terra’, onde a libertação da escravidão das necessidades será definitiva e total. Em resumo, o dia do Senhor, na sua forma mais autêntica, torna-se também o dia do homem”.

 

O descanso é como a antecipação da Ressurreição, ilumina a fadiga do trabalho como união à Cruz de Cristo e por isso é necessário santifica-lo, unindo nosso coração ao D’Ele. Devemos trabalhar, mas devemos descansar, pois somos filhos de Deus e não escravos.

 

  1. Fazer tudo por amor

 

Fazer tudo por amor, essa frase resume muito bem a espiritualidade de São Josémaria Escrivá. Pois, colocando amor em tudo, santificamos nosso dia a dia, nossas relações, nosso trabalho, e aqueles a nossa volta.

 

São Josémaria dizia: “Tudo o que você faz por amor adquire beleza, grandeza”, para nos mostrar que não precisamos fazer coisas grandes, não precisamos de circunstâncias extraordinárias, podemos assim como Santa Teresinha, santificar o lavar a roupa, ou mesmo o fazer comida, o imprimir um documento ou ler um livro.

 

São Josémaria gostava, especialmente, de usar a imagem do burrinho junto ao poço, cuja vida, aparentemente insípida e monótona, se revela extraordinariamente fecunda.

 

“Bendita perseverança a do burrico – Sempre ao mesmo passo. Sempre as mesmas voltas. – Um dia e outro; todos iguais. Sem isso, não haveria maturidade nos frutos, nem louçania no horto, nem teria aromas o jardim. Leva este pensamento à tua vida interior”.

 

A santidade, portanto, nos mostra São Josémaria não está nas coisas grandes, mas em cumprir com amor a Deus cada atividade, em tudo oferecer ao Senhor.

“Portanto, ainda que, na Igreja, nem todos sigam pelo mesmo caminho, todos são, contudo, chamados à santidade, e a todos coube a mesma fé pela justiça de Deus” (LUMEN GENTIUM).

 

Peçamos que o Santo do cotidiano nos ajude a sermos fiéis ao nosso chamado à santidade diária.

 

Oração São Josémaria Escrivá

 

“Ó Deus, que, por mediação da Santíssima Virgem Maria, concedestes inumeráveis graças a São Josemaria, sacerdote, escolhendo-o como instrumento fidelíssimo para fundar o Opus Dei, caminho de santificação no trabalho profissional e no cumprimento dos deveres cotidianos do cristão, fazei que eu saiba também converter todos os momentos e circunstâncias da minha vida em ocasião de vos amar, e de servir com alegria e com simplicidade a Igreja, o Romano Pontífice e as almas, iluminando os caminhos da terra com o resplendor da fé e do amor. Concedei-me por intercessão de São Josemaria o favor que vos peço… (peça-se). Amém.”

 

São Josémaria Escrivá, rogai por nós!

 

 

Fonte:

Escriváworks

Opus Dei

Vatican

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password