Santa Dulce dos Pobres acolhe missionários da Aliança em sua terra

Um grupo de missionários da Aliança de Misericórdia foi acolhido na terra de Irmã Dulce, em Salvador, na Bahia, para uma semana missionária nessa região onde não há fraternidade ou Comunidade de Aliança do Movimento. 

Na terra de Santa Dulce

A missão está acontecendo na Paróquia Nossa Senhora da Piedade, no bairro Massaranduba, muito perto do primeiro santuário dedicado à Santa Dulce dos Pobres, primeira santa genuinamente brasileira.

No local também acontecem as obras sociais iniciadas pela santa que ficou conhecida como “Madre Teresa do Brasil”. Foi lá que começou tudo!

Experiência com o amor

Onde hoje é o santuário da Irmã Dulce, é o mesmo local onde nasceu o hospital que atualmente atende mais de duas mil pessoas por dia. 

Antes, o espaço era usado como galinheiro da congregação da religiosa.

“Nesse hospital que é ligado ao SUS, é tudo muito organizado. Lá as pessoas podem realmente fazer uma experiência com o amor, que o legado deixado por irmã Dulce”, reforçou Rafael Martins, missionário da Aliança presente em Salvador/BA.

O mesmo território onde está acontecendo a missão da Aliança, foi antes percorrido pelo “Anjo bom da Bahia”, em suas visitas pastorais.

A Igreja de Nossa Senhora da Piedade, que tem servido de “QG” nesse período de evangelização da Aliança, tinha irmã Dulce como catequista e pregadora da palavra aos mais pobres, material e espiritualmente.

Fama de Santidade

“Como estamos fazendo evangelização porta-a-porta, todas as pessoas, católicas ou não, falam da irmã Dulce e citam muitas coisas, como o amor pelos pobres, a experiência da religiosa de ir até o fim com cada pessoa atendida, a firmeza e claro, a decisão por sua vocação e pelos mais pobres”, relembrou Rafael.

Nitidamente “limitada” pelo peso da idade na maioria das fotos, o cansaço de irmã Dulce é caracterizado por uma coisa: a doação de sua vida que se consome pelo Evangelho, pelo Reino.

Pessoas que conviveram com a nova santa brasileira, relatam o poder de sua maternidade espiritual. Ela não uma mãe apenas para os mais pobres, mas também para os funcionários, para os leigos e para aqueles de quem ela se fazia próxima.

Canonização

A Canonização de Irmã Dulce acontece nesse domingo no Vaticano. Na ocasião, o Papa Francisco também canonizará mais quatro santos. O processo de beatificação e canonização de Santa Dulce dos Pobres foi um dos mais rápidos da história de Igreja.

Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, a irmã Dulce, nasceu em 1914 em Salvador, na Bahia. Ficou conhecida como “Anjo bom da Bahia” e também “Madre Teresa do Brasil”, por conta de suas obras de caridades e amor aos mais pobres dos pobres. A religiosa faleceu no dia 13 de março de 1992, também em Salvador/BA.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password