fbpx

Caminho Quaresmal – Quinto Domingo da Quaresma 2021

Chegamos ao quinto domingo do tempo quaresmal. Nesse último domingo desse tempo penitencial, antes da Semana Santa, nosso fundador, Pe. João Henrique, nos convida à vivência da entrega total, assim como o fez Jesus.

Clique aqui e baixe as meditações para todos os dias dessa semana!

Quinto domingo

“Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só um grão de trigo, mas se morre, então produz fruto” (Jo 12,24).

Luz da Palavra:

Naquele tempo, havia alguns gregos entre os que tinham subido a Jerusalém, para adorar durante a festa. Aproximaram-se de Filipe, que era de Betsaida da Galiléia e disseram: “Senhor, gostaríamos de ver Jesus”. Filipe combinou com André, e os dois foram falar com Jesus. Jesus respondeu-lhes: “Chegou a hora em que o Filho do homem vai ser glorificado.

Em verdade, em verdade vos digo: ‘se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só um grão de trigo, mas se morre, então produz fruto. Quem se apega à sua vida, perde-a; mas quem faz pouca conta de sua vida neste mundo, conservá-la-á para a vida eterna. Se alguém me quer servir, siga-me, e onde eu estou estará também o meu servo. Se alguém me serve, meu Pai o honrará. Agora sinto-me angustiado. E que direi? Pai, livra-me desta hora! Mas foi precisamente para esta hora que eu vim. Pai, glorifica o teu nome!”.

Então, veio uma voz do céu: “Eu o glorificarei e o glorificarei de novo!”. A multidão que lá estava e ouviu, dizia que tinha sido um trovão. Outros afirmavam: “Foi um anjo que falou com Ele”. Jesus respondeu e disse: “Esta voz que ouvistes não foi por causa de mim, mas por causa de vós. É agora o julgamento deste mundo. Agora o chefe deste mundo vai ser expulso, e Eu, quando for elevado da terra, atrairei todos a mim”. Jesus falava assim para indicar de que morte iria morrer (Jo 12,20-33).

Clique aqui e baixe as meditações para todos os dias dessa semana!

Meditação sobre a Misericórdia:

“Nesta chama de amor, tão grande que abrange o céu, a terra e tudo o que encerram, aplica o teu amor ao meu divino amor, para que ele aí se torne perfeito, e assim como um ferro em brasa se confunde com o fogo, eles se confundam num só amor” (Amor, Paz e Alegria – André Prévot – Pag. 30).

Reflexão – Quinto domingo

Jesus, mais uma vez, nos surpreende com Suas palavras. Agora utiliza a ilustração do grão de trigo para falar de uma morte que gera frutos, e contradiz toda lógica humana, onde somente uma vida abundante pode produzir frutos.

Para entendermos melhor esta fundamentação de Jesus, devemos nos questionar: o que é a morte? É um corpo sem vida, um corpo sem anima, diria “um corpo que não tem vontade própria”. É, portanto, um corpo que está pronto para a ressurreição, para receber uma vida gerada pelo sopro divino. É como se nos dissesse que, quando morremos à nossa vontade para receber a vontade de Deus, encontramos uma fecundidade abundante, para que o Pai que é a própria Vida, possa gerar através de nós e em nós uma vida nova.

Neste sentido, somos convidados a um caminho de morte contínua da nossa vontade para encontrar a vontade de Deus, para que, perdendo a nossa vida, possamos realmente ganhá-la. No entanto, a alma que vive inteiramente para Deus já encontrou o Paraíso na terra. Afinal, no céu, viveremos para Ele, dentro dEle, pela eternidade.

Clique aqui e baixe as meditações para todos os dias dessa semana!

Propósito:

Trabalhar a minha vontade para que se molde à vontade de Deus, que se apresenta para mim segundo a Sua Palavra.

Exame de consciência:

Neste quinto domingo da quaresma, preciso me perguntar: tenho buscado a vontade de Deus na minha vida ou levado uma vida cômoda? Deixo que sempre minha vontade prevaleça sobre os meus irmãos ou escuto também a vontade de Deus que me vem através deles?

Clique aqui e baixe as meditações para todos os dias dessa semana!

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password