fbpx

Caminho Quaresmal – Quarto Domingo da Quaresma 2021

Este é o Quarto Domingo da Quaresma e, à luz da Misericórdia de Deus, continuemos o nosso caminho, com as meditações propostas por Pe. João Henrique, fundador.

(Se desejar partilhar, conte para nós como tem sido seu caminho de meditação até aqui. Envie-nos uma mensagem no Inbox do Instagram).

Clique aqui para baixar as meditações de todos os dias da semana

Quarto domingo

“Mas, quem age conforme a verdade, aproxima-se da luz, para que se manifeste que suas ações são realizadas em Deus” (Jo, 3-21).

Luz da Palavra:

Naquele tempo, disse Jesus a Nicodemos: “Do mesmo modo como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que o Filho do Homem seja levantado, para que todos os que nele crerem tenham a vida eterna. Pois Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna.

De fato, Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele. Quem nele crê, não é condenado, mas, quem não crê, já está condenado, porque não acreditou no nome do Filho unigênito.

Ora, o julgamento é este: a luz veio ao mundo, mas os homens preferiram as trevas à luz, porque suas ações eram más. Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, para que suas ações não sejam denunciadas. Mas, quem age conforme a verdade, aproxima-se da luz, para que se manifeste que suas ações são realizadas em Deus” (Jo 3,14-21).

 Clique aqui para baixar as meditações de todos os dias da semana

Meditação sobre a Misericórdia:

“O homem deve também unir-se ao meu Coração em todos os seus atos, de sorte que, se quiser, por exemplo, comer ou dormir, diga mentalmente: ‘Senhor, em união com o vosso amor que criou para mim este alívio, vou servir-me dele para vossa glória e para a necessidade do meu corpo’. Ou então, quando houver um trabalho por fazer, diga: ‘Senhor, em união com esse amor que vos fez trabalhar com as vossas mãos e vos faz ainda trabalhar continuamente em minha alma; unindo-me ao amor com que me confiais agora esta tarefa, quero desincumbir-me dela para vossa glória e para a salvação de todos. Já que dissestes: Sem mim nada podeis fazer, dignai-vos tornar perfeita esta obra pela união com as vossas obras, como uma gota d’água que cai num rio e torna-se parte de suas águas’” (Amor, Paz e Alegria – André Prévot – pag 64).

Reflexão do Quarto Domingo

O evangelho de João apresenta uma contraposição entre a luz e as trevas, entre a verdade e a falsidade que vão se refletir em obras. Sem dúvida cada obra manifesta o coração de seu autor, elas são um retrato da nossa integridade.

E o homem íntegro é aquele que nada tem a esconder, por isso a luz transpassa o seu coração. É um coração sempre aberto, reflexo do coração de Jesus transpassado na cruz que se abre totalmente a todos. Não há ninguém que dele não tenha acesso, que não possam ver a manifestação de suas obras.

Assim, se quisermos que nossas obras se tornem luz, devemos nos unir ao coração de Jesus, para que possamos, ao contemplá-Lo, tornar-nos espelho de Suas obras e, como uma doce obra de suas mãos, refletiremos nas nossas obras a essência da qual fomos formados. E faremos ressoar em nós as palavras de Jesus à Sta. Gertrudes: “Sem mim … águas”.


 Clique aqui para baixar as meditações de todos os dias da semana

Propósito:

Espelhar em minhas obras o coração de Jesus

Exame de consciência:

Neste quarto domingo da Quaresma, tenho conseguido perceber o que se reflete das obras que realizo? Tenho algo a esconder ou sou livre, transparente? Meu coração é sempre aberto à Deus e ao outro? Tenho me unido ao coração de Jesus nos gestos e nas escolhas?

 Clique aqui para baixar as meditações de todos os dias da semana

0 Comments

    Leave a Comment

    1 × 5 =

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password