fbpx

Para Deus não existe caso perdido

Estamos nessa semana celebrando nosso irmão Nivaldo, o primeiro missionário da Aliança de Misericórdia, e se tem algo que é evidente na vida de Nivaldo, é que ele sabia que para Deus não existe caso perdido.

Para Deus não existe caso perdido

Muitas vezes vemos as pessoas cometerem os mesmos erros dia após dia, nós mesmos, quantas vezes confessamos o mesmo pecado? Humanamente séria até lógico dizer que somos um caso perdido, que eu e você não temos mais jeito.

Mas Deus não nos vê assim, Deus enxerga cada um como um filho predileto e é capaz de nos perdoar tantas vezes quanto for necessário, basta que para isso peçamos perdão.

Nivaldo, de ladrão a bom pastor

Camiseta manchada de sangue e cruz de Nivaldo
Acervo histórico/Camiseta que Nivaldo usava no dia do acidente. Sobre ela a cruz que sempre tinha consigo.

Nivaldo sabia disso, ele sabia, pois viveu isso na pele. Vinha de uma vida desordenada, do uso de drogas e da criminalidade, mas encontrou na misericórdia de Deus a força para superar seus vícios e se tornou o primeiro missionário da Aliança de Misericórdia, mostrando ao mundo o que a misericórdia de Deus é capaz de fazer.

E ele viveu isso até o fim: Nivaldo não considerava ninguém um caso perdido, e quando soube que um filho da Comunidade (acolhido) havia fugido e voltado para a Cracolândia, não pensou duas vezes e foi atrás da ovelha perdida.

Não desista de ninguém!

Ele sabia que muitas vezes a ovelha que se perdeu não tem forças para voltar e, por isso, precisa ser colocada nos ombros e resgatada, assim como Jesus, que deixa as 99 para ir atrás da que se perdeu. Nivaldo deu a vida por essa ovelha.

Não a encontrou, mas encontrou o Paraíso e, por seu testemunho, esse filho voltou para casa, voltou para a Comunidade e centenas de outras pessoas foram tocadas e são até hoje ao ouvirem sua história.

Ele sabia que não devemos desistir de ninguém, por mais difícil que pareça. Por mais que aparentemente a pessoa não queira ser ajudada, devemos sempre estender nossa mão e fazer o que está ao nosso alcance.

Voltar para casa!

Sabemos que não podemos forçar ninguém à conversão, pois nem Cristo forçou, Ele sempre respeitou nosso livre arbítrio.

Porém, assim como Cristo e todos os santos, nosso irmão Nivaldo não esperou para saber se o filho queria voltar, fez sua parte, deu sua vida, entregou tudo que tinha, e confiou na providência divina e no desejo que está no coração de todos os homens: o desejo de voltar para casa.

Conheça a história do Ir. Nivaldo da Cruz, o primeiro missionário do Movimento Aliança de Misericórdia:

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password