• Palavra do Mês de Julho | A Lectio Divina – 5 degraus para viver a Palavra

    Palavra do Mês de Julho | A Lectio Divina – 5 degraus para viver a Palavra

Palavra do Mês de Julho | A Lectio Divina – 5 degraus para viver a Palavra

 

Feliz o leitor e os ouvintes das palavras desta profecia, se observarem o que nela está escrito, pois o Tempo está próximo.” (Ap 1,3)

A LECTIO DIVINA

Estas palavras, que abrem o livro do Apocalipse, revelam a maneira certa de nos aproximarmos da Palavra de Deus, para que ela possa dar fruto na nossa vida. Precisamos ler, escutar, meditar, compreender, observar e obedecer a Palavra.

Tentamos percorrer estes passos concretamente, pois, como dizia Clemente de Alexandria: “Quem obedece ao Senhor e, por meio dEle à Escritura que nos foi dada, é transformado plenamente à imagem do Mestre: essa pessoa pode viver como Deus em sua própria carne.

Esta altura, não a podem alcançar se não aqueles que seguem a Deus, deixando-se conduzir por Ele por meio da Escritura”.

Em outros termos, a Palavra nos “diviniza”, nos torna “grávidos” de Jesus. Como Maria podemos, pela vivência da Palavra, “gerar Jesus” no hoje da nossa história, dando carne ao Verbo que escutamos nas Escrituras, que meditamos no coração, que encarnamos na vida.

O cristão é “outro Cristo”. Ele irradia, como diz São Paulo o bom perfume de Cristo (cf. 2Cor 2,15) até que Cristo viva nele (cf. Gl 2,20).

Deixar de meditar é se desumanizar

O mundo faz de tudo para que vivamos distraídos, alienados, descentrados de nós mesmos, pois, como nos ensina Santa Tereza d’Ávila: “Quem não medita a Palavra se torna um capeta ou um animal. Por isso, o demônio procura afastar-nos da meditação”.

Você deseja tornar-se um animal ou um capeta? Ou, quer deixar que Cristo viva em ti? Você deseja exalar o fedor da mundanidade materialista ou o bom perfume de Cristo? Eis o caminho certo…

“Feliz o leitor e os ouvintes das palavras desta profecia, se observarem o que nela está escrito, pois o Tempo está próximo.” (Ap 1,3)

Os Padres da Igreja ensinam um método prático para aproximar-se da Palavra de Deus de modo eficaz e frutuoso: a lectio divina ou a leitura orante da Palavra de Deus.

A lectio divina foi praticada na Igreja desde o começo, foi assim batizada por Orígenes no séc. III e generalizou-se nos séculos IV e V, como maneira predominante de ler a Bíblia, e, a partir desta leitura, veio a leitura do Ofício Divino.

Os degraus da Lectio Divina

Na Aliança de Misericórdia adotamos este método identificando cinco degraus no caminho da Palavra. Primeiramente, precisamos invocar o Espírito Santo. Podemos rezar assim: “Pai, derrama sobre mim o dom do Espírito Santo.

Jesus, batiza-me no teu Espírito. Espírito Santo, vem sobre mim. Enche-me de ti, dá-me um novo coração para poder-te conhecer e uma nova língua para louvar-te. Purifica-me, liberta-me, renova-me, unge-me.

Dá testemunho de Jesus em meu coração. Concede-me o teu gozo e a tua paz. Maria, mãe de Jesus, acompanha-me e dispõe o meu coração para escutar, meditar, acolher a Palavra como você a acolhe, para que se torne viva em minha vida. Amém.

Agora, vamos subir os cinco degraus.

1º degrau: ler a Palavra

Uma leitura lenta, quase silabando o texto, em oração, como se nunca o tivesse lido antes: o que o texto diz?

2º degrau: meditar a Palavra

Acolher no coração como pessoa viva que deseja falar para mim: o que Jesus quer dizer para mim nesta Palavra? Esta meditação se estende ao longo do dia, relembrando, “ruminando” esta Palavra (como diziam os Padres da Igreja).

3º degrau: viver a Palavra

Ao longo do dia, para podê-la praticar em toda oportunidade e circunstância concreta possível: como respondo, na vida, a esta Palavra?

4º degrau: partilhar a Palavra

É dando que se recebe! A experiência da Palavra é para ser doada, partilhada. Esta partilha gera uma comunhão divina em que o próprio Jesus se faz presente, como para os discípulos de Emaús, para explicar-nos as escrituras com uma luz totalmente nova (cf. Lc 24,13-35): eu partilho a Palavra com os meus irmãos?

5º degrau: anunciar a Palavra

Todo cristão tem que ser discípulo e missionário, pois este é o grande mandado de Cristo (cf. Mc 16,15-18), é um dever e uma exigência de toda pessoa de fé: eu anuncio a Palavra de Deus?

São cinco passos, como são os dedos da mão. Precisamos ter nas mãos sempre o Santo Evangelho, que é a revelação do Amor do Pai. De fato, vivendo assim, perceberemos que toda Palavra de Deus se resume numa única Palavra: Deus é Amor, Ele me ama!

Escute o que diz São João:

“Naquele, porém, que guarda a Palavra de Deus, o amor de Deus é plenamente realizado” (1Jo 2,5).

Por isso, Santo Agostinho chega a dizer que, se um dia queimassem todas as Bíblias do mundo e no meio das cinzas só sobrasse um pedacinho com o versículo da primeira carta de João “Deus é Amor” (1Jo 4,8), toda bíblia seria salva!

“Feliz o leitor e os ouvintes das palavras desta profecia, se observarem o que nela está escrito, pois o Tempo está próximo.” (Ap 1,3)

O segredo para viver a Palavra

Desde quando éramos jovens, com o Pe. Antonello e com a Maria Paola, descobrimos este segredo.

Quando o Senhor colocou nos nossos corações o seu sonho de uma “Aliança de Misericórdia”, o nosso desejo era apenas este: uma família que viva o Evangelho sem restrições, que nunca substituísse à “loucura evangélica” pela sabedoria ou pela prudência humana.

Foi por causa da Palavra que nasceu a Aliança de Misericórdia!

Nunca me esquecerei quando, chegando ao Brasil, uma criança de rua, que dormia fora da Igreja de um bairro na periferia de Belo Horizonte, me disse: “Oh tio, tira eu desta vida que estou levando”.

Naquela época, alguns irmãos da minha Comunidade de origem me disseram que não podíamos acolher aquela criança, por causa do nosso estilo de vida, por falta de estruturas, por não ser prudente…

Por outro lado, a Palavra de Deus batia à porta do meu coração e Jesus me dizia “aquele que receber uma destas crianças por causa do meu nome, a mim recebe” (Mc 9,37).

Esta Palavra me deixava incomodado até que, após um longo discernimento, com os primeiros irmãos demos o nosso “sim para um mundo melhor” e deixamos tudo para buscar fazer do Evangelho o tudo da nossa vida, nosso maior tesouro.

Nisto encontramos o sentido da nossa vida e a verdadeira felicidade.

Pe. João Henrique

Wallpaper da Palavra de Julho

Crie lembretes para viver a Palavra

Coloque o wallpaper na sua área de trabalho, no seu celular e onde for oportuno para não se esquecer de viver a Palavra de Deus.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password