O Advento e o Natal | À espera do Senhor que vem

“O povo que andava nas trevas viu uma grande luz; sobre aqueles que habitavam uma região tenebrosa resplandeceu uma luz.” (Is 9,1)

O significa o Advento

José e Maria grávidaO fim do ano se aproxima e junto com ele surgem em nossas casas, nas ruas, nas igrejas os mais diversos enfeites e luzes que nos remetem ao Natal.

Muito mais que um tempo comercial (influência da atual sociedade consumista) os símbolos que a Igreja aderiu ao longo dos séculos tem o intuito de nos levar mais profundamente a este tempo de Esperança:

O Senhor está próximo” (Mt 3,2) e a sua presença é o cumprimento das promessas de salvação e libertação para nós, seu povo amado.

A tradição Católica traz aqui o tempo litúrgico do Advento, palavra de origem latina que significa vinda ou chegada.

O Advento tem seu início já no primeiro domingo de dezembro, último mês do ano. Essa sensação de finalização de um ciclo, causa em nós naturalmente um desejo de revisão de vida.

Como foi o nosso ano? Que escolhas fizemos? Fomos fiéis a Deus? Andamos nos Seus caminhos? Procuramos ser melhores segundo o Evangelho?

Planejar e recomeçar

O Advento é oportunidade de olharmos para nós com um sincero desejo de recomeço. E de forma maravilhosa a Igreja nos comunica essa verdade, pois o Advento dá início ao ano litúrgico e sendo revivido ano a ano, também significa oportunidade de fazer melhor do que fizemos, gera o recomeço de caminho, dá oportunidade de escrever nova história em páginas brancas de nossa vida.

Escrita esta que deve seguir o Evangelho de Cristo, os traços e os exemplos que Jesus nos transmite através da liturgia durante todo o ano.

Cristo é a Luz, é a Misericórdia que se encarna, é o acolhimento diário que vem nos envolver em Seu amor e nos aceitar novamente no desejo de sermos melhores para Ele.

A esperança é o grande espírito desse tempo, esperança essa tomada de reconhecimento e arrependimento de nossos pecados para assim partirmos para uma vida nova.

Ontem, Hoje e Sempre

Portanto o Advento é representado dentro dessa dinâmica “circular”, é a expectativa “já presente” do “ainda por vir”.

Representa essa presença do Messias no ontem, no hoje e sempre, sendo resposta aos antepassados, pois é protagonista do anúncio dos profetas mais antigos, mas também presente no hoje porque nos convida à conversão e a deixarmos a manjedoura de nosso coração pronta para recebê-Lo.

Por fim, também nos remete a um futuro esperado, à Parusia, sua Vinda Gloriosa. O convite que a liturgia nos faz nesses quatro domingos é de uma maior vigilância, “Vigiai, pois, porque não sabeis a hora em que virá o Senhor”. (Mt 24, 42), mas por crer que Ele virá e renovará a face da terra é que devemos estar preparados.

Assim permanece em nossa boca e em nosso coração o constante “Vem, Maranatha” (Ap 22,20) também inserido no tempo do Advento.

Um tempo para o anuncio da Boa Nova

Para nós da Aliança de Misericórdia o mês de dezembro, e por isso o Advento, é vivido à luz do Anúncio e da presença de Maria de forma muito forte. É nesse mês que realizamos a Missão Thalita Kum na cidade de São Paulo.

Nessa semana de evangelização intensa e anúncio do Natal, nós missionários nos vemos mergulhados nessas realidades descritas acima de forma concreta, e isso é um presente para nós.

Nas praças mais movimentadas desta cidade imensa, no meio da confusão do comércio, do consumismo, nos deparamos com milhares de rostos e corações sedentos por Deus.

Em contrapartida gritamos (literalmente!) que Ele está próximo, que a esperança existe e quer fazer parte da vida de todos. Ele virá e já está no meio de nós!

E é com Maria, nossa constante educadora e mestra que aprofundamos a intimidade com Jesus como “escravos do seu amor”.

Contemplar Jesus nos braços de Maria

Refletimos e nos preparamos através do método de consagração a Jesus por meio de Maria Santíssima, de São Luís Maria Grignion de Montfort, para a renovação anual desta consagração realizada todos os anos em nosso Movimento na virada do ano.

Portanto, caminhamos intimamente com Maria no tempo do Advento e percebemos nela a forma mais perfeita de esperar o Senhor que nascerá.

Na escuta atenta, no silêncio frutuoso e cheio de profundidade e na resposta pronta e generosa, Maria viveu cada dia de sua gestação e nos indica o caminho para nos preparar bem e deixar um lugar maravilhoso em nós para Jesus nascer.

É com a intercessão dela que queremos mais uma vez neste ano caminhar para uma melhor vivência do Advento, permitindo assim que esse tempo transforme nossa vida e nos torne melhores para Deus!

Danúbia do Menino Jesus, missionária na Comunidade de Vida

Leia mais: Como planejar o ano novo que vem

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password