fbpx

Corpus Christi | Os efeitos da Eucaristia em nós – primeira meditação

“Este é o pão que desceu do Céu, para que aquele que dele comer não morra” (Jo 6,50).

1º A Eucaristia preserva-nos dos pecados futuros:

O pecado é a morte espiritual da alma. Portanto, se é preservado do pecado futuro é também preservado da morte futura.

O sacramento da Eucaristia preserva-nos dos pecados e da morte eterna.

Pelo fato de que nos unimos a Cristo pela graça e esta faz crescer a vida espiritual do homem como um manjar e remédio espiritual.

A Eucaristia é um sinal da Paixão de Cristo, pela qual foram vencidos os demônios.

É certo que muitos que se aproximam dignamente a este sacramento caem depois no pecado, e a razão é que o homem no estado de viandante se acha numa condição tal, que por seu livre-arbítrio pode dobrar-se ao bem e ao mal. Pelo qual, ainda que este sacramento em si mesmo tenha uma virtude preservativa do pecado, não tira, no entanto, a possibilidade do homem de pecar.

2º Pela Eucaristia se perdoa a pena do pecado.

O Sacramento da Eucaristia é ao mesmo tempo sacrifício e sacramento, é sacrifício enquanto é oferecido e é sacramento enquanto se recebe.

Como sacramento, tem aquele efeito para o qual foi instituído; alimentar espiritualmente pela união a Cristo e seus membros. Porém, como essa união se verifica pela caridade, por cujo fervor se consegue o perdão, não somente da culpa, mas também da pena, daí resulta que pela Eucaristia, o homem consegue a remissão da pena, conforme sua devoção e fervor.

A virtude de Cristo que se contém nesse sacramento é infinita, Porém, o que se tira do sacramento é apenas parte da pena, e não toda, não por causa de um defeito na virtude de Cristo, senão do defeito da devoção do homem.

3º A Eucaristia perdoa os pecados veniais:

Santo Ambrósio dizia: “Esse pão cotidiano se toma para remédio da debilidade cotidiana”. Pela caridade de Cristo oferecida no sacramento, nutre em nós e excita a caridade interior do homem.

Como uma vitamina nutritiva que repõe em nós a caridade perdida diariamente através das nossas faltas e consequentemente essa caridade apaga os pecados venais.

Em virtude deste sacramento, se verifica certa transformação do homem em Cristo, pelo amor, esse é o feito próprio deste Sacramento.

 

Adoradores da Misericórdia

No arco-íris de misericórdia que expressa todas as evangelizações da Aliança de Misericórdia, o amarelo representa os “Adoradores da Divina Misericórdia”. Ele são “aqueles irmãos e irmãs que consagram a própria vida à contemplação (…) como fermento e estímulo para que o Movimento todo permaneça vigilante”.

Conheça os Adoradores da Divina Misericórdia:

 

 

Fonte: Meditações de Santo Tomás de Aquino para a Páscoa e Pentecostes.

0 Comments

    Leave a Comment

    10 − 7 =

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password