fbpx

Corpus Christi | A Eucaristia nos confere Graça – segunda meditação

“O pão que eu darei, é a minha carne para a salvação do mundo” (Jo 6, 51).

Cristo vir visivelmente ao mundo lhe conferiu a vida da graça, do mesmo modo, vindo sacramentalmente ao homem, efetua a vida da graça, como diz o Evangelista: “O que me comer a mim, esse mesmo também viverá por mim” (Jo 6, 57).

O Sacramento da Eucaristia

O sacramento da Eucaristia produz no homem o mesmo efeito que a Paixão de Cristo produz no mundo. Por isso, diz São João Crisóstomo: “Quando te aproximas do tremendo cálice, aproxima-te como se houvesse de beber do mesmo costado de Cristo”.

O sacramento nos é dado como comida e bebida, e como a comida e bebida produzem a ação de sustentar, reparar e deleitar na vida material, tudo isto o produz esse sacramento na vida espiritual.

A respeito desse sacramento, nos diz Santo Agostinho: “Oh sacramento de piedade, oh sinal de unidade, oh vínculo da caridade!”.

Nos confere graça

Este sacramento confere espiritualmente, graça com a virtude da caridade. Por isso, São João Damasceno compara esse sacramento ao carvão que viu Isaías (Is cap 6).

Pois o carvão não é simples madeira, senão lenha, unida ao fogo e assim também o Pão da Comunhão, não é simples pão, mas está unido à Divindade,

Posto que os sacramentos produzem a saúde, diz-se por certa analogia, que neste sacramento se oferece o Corpo pela saúde do corpo, o Sangue pela saúde da alma.

Preparação para a Glória

O Sacramento da Eucaristia nos prepara para a Glória Futura, como disse Santo Agostinho: “Os homens, quando comem e bebem, o que buscam não é ter fome nem sede; porém isto, na verdade, somente Esta Comida e Esta Bebida saciam, pois faz imortais e incorruptíveis aos que a tomam, na companhia dos santos, donde terá lugar a paz e a unidade plena e perfeita”.

Adoradores da Misericórdia

Para expressar a centralidade da oração e a prioridade da contemplação no nosso carisma, alguns dedicam suas vidas à oração como Adoradores da Divina Misericórdia. São chamados a expressar a Misericórdia do Pai através da nossa entrega na adoração e na intercessão pela Igreja, pela conversão dos pecadores e pela purificação das almas do purgatório. Dentre estes, alguns, sentido um desejo de uma vida ainda mais intensa de silêncio e oração, vivem uma vida de clausura.

Saiba mais sobre os Adoradores, assistindo o “NaFonte”:

 

 

0 Comments

    Leave a Comment

    2 × 3 =

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password