Um texto de Maria Paola sobre “A Carta de amor escrita por Deus”

Bíblia aberta-vela acesa.

A Bíblia é a “Carta de Amor” que Deus escreve para nós, onde ele partilha conosco os seus pensamentos, os seus desejos, os seus projetos e nos convida à intimidade com Ele.

Uma declaração de amor

Imagine receber uma carta de uma pessoa que te ama: o teu coração começa a bater mais forte. Pois é: A Bíblia é a “Carta de Amor” que Deus escreve para nós, onde ele partilha conosco os seus pensamentos, os seus desejos, os seus projetos e nos convida à intimidade com Ele.

O Concílio Vaticano II escreveu este propósito nestas palavras: “Nos livros Sagrados, o Pai que está nos Céus vem amorosamente ao encontro dos seus filhos, a conversar com eles” (Dei Verbum 21).

Deus invisível, na riqueza do seu amor, fala aos homens como a amigos (cf. Ex 33, 11; Jo 15, 14-15) e conversa com eles (cf Br 3, 38) para os convidar à comunhão e admiti-la com Ele (Dei Verbum 2).

Então, o estudo da Bíblia não é para nós cristãos fim, em si mesmo, pois cada encontro com a Palavra de Deus é uma experiência de amor, de comunhão com Deus e os irmãos.

A Palavra é o alimento para o nosso caminho de cristãos: Ele mexe com a nossa vida, ilumina as nossas decisões, julga as nossas atitudes, impulsiona-nos a construir uma sociedade mais justa onde reina o amor.

“A palavra de Deus é viva, eficaz e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes: penetra até dividir a alma e espírito, junturas e medulas. Ela julga as disposições e as intenções do coração”. (Hb 4,12)

Maria Paola do Cordeiro Imolado
Cofundadora da Aliança

Texto extraído do livro “Palavra de Vida”, Editora DDM, 2014

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password