fbpx

São Nicolau – O Verdadeiro Papai Noel

O Papai Noel não é um personagem criado para vender brinquedos ou refrigerantes, ele não é um produto comercial para subverter o valor do Natal, o verdadeiro Papai Noel foi um grande Santo e Bispo Católico. É São Nicolau, que dedicou sua vida a apontar o caminho para o Cristo Menino, que nasceu em Belém.

 

Conheça agora a Verdadeira história por trás do Papai Noel

A Tradição da Igreja nos conta que São Nicolau foi um bispo de Myra, região onde hoje é a Turquia, aproximadamente no século IV.

São Nicolau pertencia a uma família muito rica da região, mas tinha um profundo amor por Deus e uma vocação religiosa, por isso, quando seus pais faleceram, São Nicolau não quis ficar com a herança, mas usou do dinheiro para praticar a caridade. E é aí que começa a história do Papai Noel.

Ele era conhecido por fabricar brinquedos para as crianças carentes, distribuir dinheiro aos pobres, e um dos acontecimentos mais famosos da santa caridade de São Nicolau, nos conta que ele deixou sacos de ouro na janela de 3 meninas que eram forçadas a se prostituir.

São Nicolau não é só o bom velhinho que distribuía presentes e dinheiro para a caridade. Não, ele foi um santo firme, um bispo católico que se impôs contra as heresias do seu tempo.

A Tradição nos conta que, durante o Concílio de Niceia, o nosso “bom velhinho”, em seu ímpeto por defender a verdadeira fé, deu um soco em Ário, o herege.

O episódio levou São Nicolau a ter seu episcopado contestado por alguns bispos, mas a providência Divina veio em seu favor, e alguns bispos sonharam com Jesus e Maria defendendo o Santo e assim ele foi restituído.

São Nicolau é padroeiro da Rússia, da Grécia e da Noruega, foi um dos santos mais venerados na história da Igreja. Mas hoje, infelizmente, foi esquecido e substituído por uma figura caricata que pouco representa o espírito do Natal.

A Deturpação do Papai Noel

Infelizmente, após a reforma protestante, a devoção a São Nicolau foi enfraquecida, especialmente na Inglaterra seu nome foi alterado para Old Christmas ou Father Christmas e, posteriormente, de Santo Claus.

Em 1964, a Coca-Cola popularizou a imagem do Papai Noel que temos hoje: um senhor velhinho, vestido de vermelho, barbudo e bonzinho que mora no Polo Norte, e distribui presentes para as crianças na madrugada do dia 24/12 com suas renas mágicas.

Esse retrato mistura interesses comerciais, tradições nórdicas, lendas urbanas histórias ficcionais. Não há problema nenhum em gostar do Papai Noel, mas é muito importante lembrarmos da sua origem.

Mais do que um bom velhinho de vermelho que mora no Polo Norte, um santo católico que viveu os ideais evangélicos até o seu último suspiro.

 

O espírito do Natal de São Nicolau

São Nicolau era um grande devoto da Virgem Maria e do mistério da Encarnação. Para ele, assim como para os cristãos de seu tempo, o Natal era o tempo de celebração da esperança e da caridade, onde Deus se abaixa humildemente no maior ato de caridade da história, se fazendo como nós.

O espírito do Natal é o espírito da caridade, da oração e da humildade, onde reconhecemos em Jesus o Mestre, o Rei que veio habitar em nosso meio.

Por isso, a caridade neste tempo, a vida de oração e a defesa da fé são as marcas de São Nicolau e o verdadeiro sentido do Papai Noel.

Esse é o verdadeiro Papai Noel, o Santo que comemoramos hoje, no dia 6 de dezembro.

São Nicolau, rogai por nós!

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password