São José, exemplo para os homens do nosso tempo

São José meu protetor

“Assim, tomei por advogado e senhor o glorioso São José, encomendando-me muito a ele. Vi com clareza que esse pai e senhor meu me salvou, fazendo mais do que eu podia pedir, tanto dessa necessidade como de outras maiores, referentes à honra e à perda da alma. Não me lembro até hoje de ter-lhe suplicado algo que ele não tenha feito” (Santa Teresa D´Ávila).

Desde muito cedo aprendi a admirar as maravilhas de Deus nas vidas de seus santos. Confesso que entre as tantas as opções de literatura que se encontram à nossa disposição, as biografias desses grandes homens e mulheres de fé são as que mais me prendem a atenção e fazem um bem imenso à minha alma.

Contemplá-los tão humanos, cercados de fraquezas e, ao mesmo tempo, tão cheios de Deus, me inspira a não desistir na busca pela santidade.

Homem virtuoso

Dentre tantos, São José, patrono da Igreja, emerge como um daqueles por quem possuo um grande carinho e uma devoção especial. Assim como Deus não escolheu qualquer mulher para ser a mãe de seu Filho, com o mesmo cuidado elegeu José para ser o pai adotivo de Jesus.

De fato, José foi um exemplo de virtudes! Chamado de “justo” pelas Escrituras, destacou-se pelo esmero com que desempenhava seu ofício. Ao mesmo tempo, soube equilibrar o seu tempo para ser fiel à Deus (nos preceitos que lhes eram próprios como judeu) e aos cuidados com a sua família.

Com os olhos fixos no alto, guardou a castidade da Virgem Santíssima e foi dentro de sua casa uma presença de pureza. Capaz de sonhar sonhos grandes, manteve-se com os pés no chão.

Exemplo de pai

Homem prudente, marcado pelo silêncio e pela escuta, procurou sempre na oração tomar as melhores decisões. Não teve receios em sacrificar a si mesmo, seus sonhos e vontades, em prol dos planos de Deus e de sua família.

Em uma época em que enfrentamos o esfacelamento da figura paterna e da própria masculinidade, São José nos aponta o caminho para sermos homens segundo o Coração de Deus: o trabalho duro unido à uma profunda vida de oração; o silêncio inerente à virtude da pronta obediência; a capacidade de sacrificar-se por amor na certeza de que há mais alegria em dar do que receber!

Que o Senhor nos ajude a contemplar a sua vida e imitar os seus exemplos.

Façamos como o Papa Francisco: confiemos nossos desejos e sofrimentos ao Patriarca São José, na certeza de que ele vela por nós e por toda a Igreja de Deus.

Jaqueline Sampaio

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password