fbpx

São João da Cruz – uma vida unida à vida de Cristo

“Quem não procura a cruz de Cristo, não procura a glória de Cristo” (São João da Cruz)

São João da Cruz é um santo e Doutor da Igreja que, com sua proposta de vida espiritual, influenciou os caminhos da Igreja.

Biografia

Nasceu em 1542 na Espanha, seu pai Gonzalo de Yepes era de uma família rica de Toledo, porém, perdeu sua herança ao se casar com uma jovem de família humilde, Catarina Alvarez.

Quando ainda era criança, seu pai faleceu e por isso precisou se mudar para a cidade de Medina, onde começou a trabalhar para ajudar sua mãe.

João estudava gramática com os Jesuítas e, por influência da companhia de Jesus, dedicou-se a tornar-se religioso e viver uma vida de profunda oração.

Aos 21 anos entrou no Carmelo, aos 25 foi ordenado sacerdote e adotou o nome de João da Cruz.

São João da Cruz possuía um grande desejo de oração e de se unir à Cruz de Cristo, por isso começou a achar a Ordem Carmelita muito “suave” e isso o inquietava, até que conheceu Santa Tereza de Ávila.

Santa Tereza partilhava do desejo de uma maior espiritualidade na ordem e tinha conseguido autorização para fundar conventos reformados da Ordem. Essa união de dois santos possibilitou uma volta às origens da Ordem Carmelita. São João da Cruz, animado com o exemplo de Tereza, começou a reforma masculina.

Porém, o processo de reforma não foi fácil. São João da Cruz começou a enfrentar diversas perseguições, alguns superiores e até conventos inteiros se opuseram às reformas, chegando ao ponto de São João da Cruz ficar preso por 9 meses em um convento que não queria aplicar as reformas.

São João da Cruz, em meio ao sofrimento, encontrou a oportunidade para viver sua espiritualidade de forma muito profunda e abraçar a cruz com alegria, assim como Jesus fez.

Com paciência e humildade, São João da Cruz cumpriu sua missão de reformar o Carmelo Masculino. Em sua biografia, o santo conta que sempre fazia 3 pedidos ao Senhor:

1) Pedia força para bem sofrer e trabalhar;

2) Que não morresse estando em cargo de superior;

3) A graça de morrer humilhado e desprezado por todos, assim como nosso Senhor.

Deus atendeu suas preces e antes da sua morte, São João da Cruz foi severamente caluniado, destituído de todos os seus cargos e passou seus últimos dias em completa solidão.

São João da Cruz faleceu em 14 de dezembro de 1591 aos 49 anos. Llogo após a sua morte, passou a ser venerado. Em 1952 São João da Cruz foi aclamado como Padroeiro dos Poetas da Espanha.

A Espiritualidade de São João da Cruz

A espiritualidade de São João da Cruz consiste em desejar se unir à Cruz de Cristo, sofrer como o Cristo sofreu, ser desprezado como Cristo foi desprezado, tornar-se, com a graça de Deus, o mais próximo possível de Jesus no momento da Paixão.

Esse desejo pela união ao sofrimento redentor, unir seus sofrimentos aos de Cristo, intercedendo por toda a Igreja e suplicando a própria conversão, é a máxima da espiritualidade de São João da Cruz e foi vivida com profundidade em sua vida.

São João da Cruz é Doutor da Igreja por seus ensinamentos; o espírito de sacrifício, a busca da humildade, a profunda oração e a intensa intimidade com a Palavra de Deus são alguns dos ensinamentos que podemos encontrar em seus escritos.

Alguns livros onde conseguimos compreender um pouco da Espiritualidade de São João da Cruz são: “A subida ao Monte Carmelo e “Noite Escura.

São João da Cruz e Nivaldo

Esse profundo desejo de São João da Cruz de unir sua vida à vida de Cristo, seu sofrimento ao sofrimento do Cruxificado, impactaram fortemente nosso querido missionário Nivaldo da Cruz, que também desejou unir sua vida à de Cristo Crucificado e como o bom ladrão pode estar ao lado do Senhor em sua Paixão.

São João da Cruz tem uma famosa frase que diz: “O Amor não cansa nem Se Cansa”. Certa vez, Nivaldo ouvindo a frase e a compreendendo ‘errado’ disse: “O Amor não cansa e nem descansa, e então passou a usar essa frase como lema de vida.

Nivaldo não se cansava de amar, ia até o fim por seus irmãos e fez isso até o dia de sua morte, unindo-se totalmente ao Bom Pastor, bem como São João da Cruz que hoje celebramos.

Oração pela Paz – São João da Cruz

“Ó, Bendito Jesus, faz com que minha alma se aquiete em ti. Permite que tua poderosa calma reine em mim. Governa-me, Rei da Calma, Rei da Paz. Dá-me controle; controle sobre minhas palavras, meus pensamentos e minhas ações. Livra-me, amado Senhor, de toda irritabilidade, de toda falta de mansuetude e de doçura. Por tua profunda paciência, concede-me a paciência e a quietude de minha alma. Faz com que nisso e em tudo, eu seja semelhante a Ti. Amém”.

São João da Cruz, rogai por nós!

 

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password