fbpx

São Felipe Neri – O Santo da Alegria

Você já ouviu aquela expressão, “quanto mais amamos, mais nosso coração expande”? Bom, essa expressão popular se tornou verdadeira com São Felipe Neri.

O São Felipe Neri, conhecido como “o Santo da Alegria”, amou tanto os pobres e o povo que Deus lhe confiou, que em sua morte constataram que seu coração estava maior que o normal, considerada uma doença cardiovascular, o coração expandido de São Felipe Neri faz jus a sua fama e a sua vida.

Uma vida doada, uma vida que não impunha limites ao amor, e um coração que sempre tinha espaço para mais um filho espiritual.

Biografia de São Felipe Neri

A história do santo começa em 21 de julho de 1515, em San Pier Gattolino, na Itália. São Felipe Neri cresceu num período muito difícil da Igreja, onde uma mentalidade pagã predominava na população e a corrupção política atingia todas as esferas, inclusive a Igreja.

Em meio a essa atmosfera caótica, o santo sempre buscou ser um bom católico. Ao visitar a região do Monte Cassino, conhece de perto os monges beneditinos e sente o chamado de largar tudo e dedicar sua vida a Deus.

No ano de 1544, Felipe teve uma experiência sobrenatural durante a vigília de Pentecostes. Enquanto rezava, recebeu uma grande infusão do Espírito Santo e viu entrar dentro de sua boca uma bola de fogo, que fez seu coração queimar e aumentar de tamanho.

Após sua morte, a autópsia mostrou que o seu músculo cardíaco era maior do que o comum, tendo chegado a deslocar duas costelas.

As histórias daqueles que conviveram com São Felipe Neri afirmavam que quando ele começava a ensinar as pessoas em seu Oratório, seu entusiasmo era tanto que era possível sentir no banco o batimento de seu coração.

Ainda como leigo, São Felipe Neri vivia como celibatário e não pensava em ser padre, pois considera-se muito indigno e pequeno para o sacerdócio. Porém, seu confessor lhe confirmou a vocação ao sacerdócio e em 1551 tornou-se sacerdote e se transferiu para a igreja São Jerônimo da Caridade, em Roma.

Foi nesta Igreja onde começaram os oratórios, onde São Felipe Neri ensinava espiritualidade, com reflexões profundas baseadas na vida do Santo, nas Sagradas Escrituras e em seus estudos universitários da Suma Teológica de São Tomás de Aquino.

O Santo ficou rapidamente conhecido como o Apóstolo de Roma, pois sempre estava disponível para atender confissões, celebrava diariamente a missa ao meio-dia, ficando em jejum desde a meia noite até a hora da missa.

Chamado a Evangelização

Por sua disponibilidade e desejo de cuidar de todos e levá-los ao céu, São Felipe Neri, aos poucos, foi transformando o cenário de uma Roma perdida ao paganismo, a uma Roma que voltava ao catolicismo, a verdadeira fé e a busca da santidade.

Conta-nos a tradição que tendo entrado em contato com Santo Inácio de Loyola, Felipe chegou a sondar a possibilidade de entrar para a Companhia de Jesus e evangelizar a região das Índias. Um monge cisterciense, porém, recebeu uma revelação de Deus, na qual ele dizia que a sua Índia era mesmo a Cidade Eterna (Roma).

O Santo era conhecido também por ser um grande místico. Bastava rezar a liturgia das horas que entrava em êxtase, rezava sempre com muito piedade e chamava grande atenção por sua pureza de coração.

Uma de suas frases mais marcantes sobre a pureza era que: “em matéria de pureza, só vence quem foge do pecado”.

Perseguição, Milagres e Morte

Por sua fama de santidade ainda em vida, São Felipe Neri sofreu diversas perseguições. Um famoso cardeal chamado Virgílio Rosário, desconfiado da fama de Felipe o investigou e caluniou o Santo, que não respondeu, mas acolheu a perseguição como providência divina para crescer em humildade.

Ainda em vida, o santo realizou diversos milagres que estão relatados nas suas biografias, mas um deles merece destaque.

Milagre em vida

No dia 16 de março de 1583 faleceu o Paolo Massimo, um jovem de uma importante família italiana, o padre foi chamado para assisti-lo nos últimos momentos de sua vida, porém, São Felipe Neri chegou tarde e o jovem já estava morto.

O Santo então o chama pelo nome, Paolo se levanta como se estivesse dormindo, recebe os sacramentos e volta a morrer, causando espanto em todos os presentes.

Morte e canonização de São Felipe Neri

No dia 26 de maio de 1595, São Felipe Neri morre para se juntar a Deus no Paraíso. Sua Canonização acontece rapidamente e em 1622 é proclamado Santo.

São Felipe Neri foi um grande Pai Espiritual, seus oratórios são conhecidos como fabricas de Santos, pois muitos Santos saíram de lá.

Sua obra, humanamente falando, não foi esplendorosa como a da Companhia de Jesus, mas o bem espiritual que fez foi tão grande, que seu minúsculo Oratório pode muito bem ser chamado de “fábrica de santos”.

“Não é soberba o querer passar em santidade os santos: porque o desejar ser santo é um desejo de querer amar e honrar a Deus sobre todas as coisas, e esse desejo, se fosse possível, dever-se-ia estender até o infinito, porque Deus é digno de uma honra infinita” (São Felipe Neri)

O Santo da Alegria

São Felipe Neri é conhecido como o Santo da Alegria porque durante toda a sua vida, mesmo com sofrimentos e doenças, permanecia sempre alegre, sempre animando o incentivando aqueles que estavam ao seu redor à santidade, a buscar o Paraíso.

Conheça o trabalho desenvolvido pela Aliança em Moçambique – Centro Paraíso

Fazia todas as coisas com um sorriso no rosto e uma disposição de coração para o céu.

Na ocasião dos 500 anos do nascimento de São Felipe Neri, o Papa Francisco, no ano de 2015, disse:

“Seu sorriso o transformou em um ‘apaixonado anunciador da Palavra de Deus’. Este foi o seu segredo, que fez dele um ‘trabalhador entre as almas’. Apaixonado pela oração íntima e solitária, no Oratório ele ensinava a rezar em comunhão fraterna”. E continuou “fortemente ascético na sua penitência inclusive corporal, propunha o esforço da mortificação interior marcada pela alegria e serenidade do lazer; apaixonado anunciador da Palavra de Deus, foi pregador tão parcimonioso de palavras a ponto de se reduzir a poucas frases quando a comoção o surpreendia”.

 

Recomendação de Filme:

“Preferisco il paradiso – Eu prefiro o paraíso”, o filme italiano de direção de Giacomo Campiotti, narra de forma leve e poética um pouco da vida do Santo da Alegria. Vale a pena assistir com toda a família.

 

Oração de São Felipe Neri:

“Meu Jesus Cristo, quero a Vós servir e não encontro o caminho.

Quero fazer o bem e não encontro o caminho.

Quero a Vós encontrar e não encontro o caminho.

Quero a Vós amar e não encontro o caminho.

Ainda não Vos conheço, meu Jesus, porque não Vos procuro.

Procuro-Vos e não Vos encontro. Vinde até mim, meu Jesus.

Nunca Vos amarei, se não me ajudardes, meu Jesus.

Cortai as minhas amarras se quiserdes que eu seja Vosso.

Jesus, sede para mim Jesus. Amém.”

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password