fbpx

São Brás: Bispo e médico de corpo e alma

São Brás, um grande santo católico e médico nascido em Sebaste, Armênia, por volta do ano 300. O Santo foi muito mais do que um médico de doenças físicas, seu coração se voltava também para a cura da alma.

São Brás em um momento de reflexão, questionou seu papel como médico, ansiando por uma forma mais direta de servir a Deus. Tornou-se um eremita, vivendo em uma gruta dedicada à oração. Sua fama como homem santo espalhou-se pela Capadócia, onde suas bênçãos curaram não apenas doenças físicas, mas também as almas daqueles que o buscavam.

Após a morte do Bispo local, a população o convocou por São Brás para liderar a comunidade ele aceitou o chamado, estudou, ordenou-se padre e, em breve, foi sagrado Bispo. Sua residência episcopal foi construída aos pés da gruta que testemunhou seus anos de eremita, tornando-se o epicentro da igreja na região.

No entanto, seu caminho cruzou-se com a crueldade do prefeito tirano Agricola, um inimigo fervoroso do cristianismo. As perseguições começaram, e São Brás foi preso sem resistência, recusando-se a renunciar à sua fé. Mesmo na prisão, ele continuou a oferecer conselhos e orações.

Uma situação de sua vida que fez com que ele se tornasse o padroeiro das gargantas se deu nesse tempo.  Durante seu encarceramento uma mãe aflita procurou São Brás para salvar seu filho engasgado. Com uma simples oração e o sinal da cruz, o menino foi milagrosamente curado.

A prisão testemunhou mais milagres, enquanto São Brás, mesmo diante das torturas, confortava aqueles que o visitavam. A tragédia atingiu seu auge quando mulheres, buscando ajudar São Brás, foram mortas pelos soldados do governador. No entanto, o santo, em um ato miraculoso, andou sobre as águas e escapou ileso.

A ira do governador culminou na decapitação de São Brás em 3 de fevereiro de 316. Sua festa é celebrada nessa data como um tributo à sua coragem e devoção. Após sua morte, as relíquias de São Brás foram inicialmente mantidas na catedral de Sebaste, mas uma reviravolta surpreendente levou-as a Maratea, em Potenza, onde os moradores construíram uma basílica em sua homenagem, dando origem ao “Monte São Brás”.

A história de São Brás continua a inspirar, destacando sua fé inabalável e os milagres que deixaram um legado duradouro. Em todo o mundo, a invocação a São Brás permanece como um símbolo de proteção contra os males da garganta, testemunhando a força espiritual desse médico que se tornou bispo e mártir.

Oração a São Brás

Ó bem-aventurado São Brás, que recebeste de Deus o poder de proteger os homens contra as doenças da garganta e outros males, afastai de mim a doença que me aflige.

(Faça seu pedido)

Conservai a minha garganta sã e perfeita para que eu possa falar corretamente e assim proclamar e cantar os louvores de Deus. Com a graça de Deus e com a Vossa ajuda, prometo esforçar-me, ó glorioso Mártir São Brás, para que a fala que sair da minha garganta seja sempre:

De verdade e não de mentira;
De justiça e não de calúnia;
De bondade e não de aspereza;
De compreensão e não de intransigência;
De perdão e não de condenação;
De desculpa e não de acusação;
De respeito e não de desacato;
De conciliação e não de intriga;
De calma e não de irritação;
De desapego e não de egoísmo;
De edificação e não de escândalo;
De ânimo e não de derrotismo;
De conformidade e não de lamúrias;
De amor e não de ódio;
De alegria e não de tristeza;
De fé e não de descrença;
De esperança e não de desespero.

São Brás intercedei diante de Deus por mim, por minha família e por todos os que sofrem dos males da garganta. Que por nossas palavras possamos bendizer a Deus e cantar os seus louvores.

São Brás, rogai por nós! (3 x)

Ó Deus, por intercessão de São Brás bispo e mártir, nos livre dos males da garganta e de toda e qualquer doença. Amém.

 

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password