fbpx

Santa Isabel de Portugal – A Rainha da concórdia e da paz

Santa Isabel de Portugal

Santa Isabel de Portugal foi uma Santa e Rainha Católica, conhecida por ser uma grande defensora e propagadora da Cristandade.

Nasceu em 1271, na Espanha, filha do rei Pedro II de Aragão. Descendente de Reis, Imperadores e Santos, Isabel foi criada pelo avô Tiago I que levava uma vida profundamente cristã.

Santa Isabel é considerada uma das rainhas mais belas que já passou pela corte Espanhola e Portuguesa, além de ter sido uma mulher de muita fé, inteligência notável e de uma diplomacia invejável.

Casou-se com Dom Dinis por escolha de seu pai. Seu marido ficou conhecido pelos diversos casos extraconjugais que teve e por fazer da vida de Santa Isabel um constante martírio branco.

Tiveram dois filhos: Constância, que se tornou rainha de Castela (Antigo Reino que hoje pertence à Espanha), e Afonso, que se tornou rei de Portugal.

Dom Dinis teve diversos filhos fora do matrimônio, mas Santa Isabel, numa caridade profunda, acolhia e criava cada um deles como seus dentro da fé católica.

Porém, os sofrimentos de Santa Isabel não pararam por aí. Sua filha morreu cedo, deixando o neto para a santa criar. Durante todo o reinado, a santa se colocava como diplomata em meio às desavenças políticas e familiares entre o marido e Afonso, o filho que ameaçava o futuro de Portugal e Espanha.

Santa Isabel foi conhecida ainda pela profunda caridade demonstrada a todo o povo, ajudava os enfermos e pobres, sustentando diversos asilos, creches, tratando pessoalmente dos leprosos do reino.

Fundou o Hospital dos Inocentes em Santarém, ergueu o Mosteiro de Santa Clara de Coimbra, o mosteiro cisterciense de Almoste e o santuário do Espírito Santo em Alenquer.

Em 1335, com a morte de Dom Dinis, Santa Isabel abdicou de seu título de nobreza, depositou sua coroa no altar de São Tiago de Compostela, doou toda sua fortuna para obras de caridade e mudou-se para o mosteiro das Clarissas, em Coimbra, ingressando na Ordem Terceira Franciscana, onde passou o resto de sua vida em oração, pobreza e caridade com os pobres que ali chegavam.

Santa Isabel de Portugal morreu em 4 de julho de 1336, sendo canonizada em 1665 pelo papa Urbano VIII. Ela é padroeira de Portugal.

Uma Santa que é um grande exemplo de que a riqueza e poder não necessariamente nos afastam da santidade, mas que, se tivermos nosso olhar na “Coroa da Glória”, podemos ser usados como instrumento de caridade e ajuda aos irmãos.

Conhecida como Rainha Santa da concórdia e da paz, Santa Isabel é um exemplo de dedicação a causas que vale a pena ao exercício da vocação, até o heroísmo.

Por ser uma Rainha e Padroeira de Portugal é uma irmã mais velha para todos nós brasileiros.

Peçamos a intercessão e o dom da fortaleza que Santa Isabel tanto demonstrou em vida.

 

Leia também: Santa Isabel, rainha das virtudes

 

Oração a Santa Isabel de Portugal:

“Altíssimo e Soberano Senhor Nosso, que quisestes dar-nos exemplos nos vossos servos, não somente nos claustros e desertos, onde santificastes tantas almas, mas também nos tronos dos reis, e no meio da grandeza e magnificência dos palácios colocastes a virtude, para nos desenganardes de que em todos os estados pode haver o espírito de cristianismo e a salvação. Sois Vós quem, na Rainha Santa Isabel, nos destes o exemplo de um ânimo pacificador, humilde, generoso e caritativo, virtudes tão dificultosas no meio das grandezas humanas, pelo que sejais, para sempre, bendito e louvado. 

Nós vos pedimos, Senhor, por intercessão desta Santa Rainha, que tão grande foi no mundo e que não é menor no céu, as graças de que tanto precisamos (fazer o pedido); de modo particular a paz em nossos corações e nossos lares. Ó Deus, que sois tão admirável entre vossos santos, compadecei-Vos de nossas misérias e deixai-Vos mover das preces de vossa serva: excite-se a nossa sonolência, anima-se a nossa franqueza: recebamos todos novo ânimo na devoção desta grande serva vossa, reformem-se nossos costumes, e preparem-se assim para nós os caminhos da eterna felicidade. Assim seja.”

Santa Isabel de Portugal, rogai por nós!

 

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password