Padre exorcista fala do que o demônio tem mais medo

Por 36 anos, o Padre Gabriele Amorth foi o principal exorcista do Vaticano e da diocese de Roma. Até sua morte em setembro de 2016, aos 91 anos, ele enfrentou inúmeros “encontros” com Satanás durante todo o seu ministério.

Estes foram objeto de muitas entrevistas concedidas pelo padre aos meios de comunicação de todo o mundo e nos deixam um mensagem muito importante.

Geração incrédula

Nossa geração tem sérias dificuldades em aceitar a hipótese de que o diabo exista e ainda que alguém possa ser possuído, este ceticismo se deve justamente pela perda de referência ao sagrado.

Quando a base da vida de uma pessoa não é realmente Deus, ela se torna sua própria medida, criando suas crenças e religiosidade.

Sem Deus, o homem busca outro deus para adorar e a nossa época, em especial é marcada pelo paganismo, onde as pessoas constroem sua devoção e seu deus.

Quem reza, o faz mal, pois a oração que não é acompanhada de interioridade e vida sacramental logo esfria e se torna vazia.

Perdeu-se o temor e a piedade a Deus, por consequência se esquece também do amor e respeito ao próximo.

Assassinatos, abortos e todo tipo de atentados à dignidade humana têm crescido rapidamente, inclusive o número de seitas satânicas, que por vezes sacrificam seres humanos para mostrar fidelidade ao príncipe das trevas.

Pode interessar: Lúcifer ficou bom? Saiba o que está por traz da série da Netflix

Uma luz de esperança em meio às trevas 

Ironicamente, os momentos de maiores trevas, podem nos mostrar caminhos de luz e conversão, trazendo grande crescimento espiritual.

Padre Amorth deixou em suas entrevistas uma mensagem de esperança, mesmo na aparência sombria e perturbadora das histórias da sua vida.

No entanto, nelas se revelam uma preciosa lição: de que o mal pode ser combatido – e derrotado.

Para a página em italiano do jornal Libero, em 3 de fevereiro de 2012, o Padre Amorth narrou algumas lembranças de seu primeiro “encontro” com o diabo durante um exorcismo:

“De repente, tive a distinta sensação de uma presença demoníaca próxima de minha testa. Senti o demônio me observando, me examinando, movendo-se ao meu redor.

O ar ficou gelado. Um amigo exorcista já havia me contado sobre essas mudanças bruscas de temperatura. Mas, uma coisa é ouvir dizer, e outra viver a experiência.

Na hora tentei me concentrar. Fechei os olhos e segui minha oração e no coração dizia: ‘Saia, rebelde. Saia, sedutor, cheio de truques e mentiras, inimigo da virtude, perseguidor dos inocentes. Deixe este lugar para Cristo, em quem não há nenhuma das suas obras”.

A superioridade de Deus

Para página de Luce di Maria, em maio de 2015 ele explicou o porquê os exorcistas interrogam o diabo, mesmo sabendo que ele é um mentiroso. O padre Amorth esclareceu:

“Temos que filtrar as respostas do diabo. Às vezes, o Senhor exige que ele diga a verdade, mostre que Satanás foi derrotado por Cristo e que é obrigado a obedecer aos discípulos que agem em nome do Senhor”.

De fato, acrescentou o Padre Amorth, o diabo às vezes declara que é forçado a falar e faz de tudo para evitá-lo. Ser forçado a revelar seu nome, por exemplo, é para ele uma grande humilhação, um sinal de derrota.

Ele busca vingança nesses casos e a conversa tende a ser ainda mais perigosa. O exorcista deve limitar-se às questões autorizadas pelo Rito e não se deixar conduzir pelo diabo.

Em outra entrevista, concedida à Revista Urlo em 2009, o padre Amorth disse:

“Uma vez, perguntei a um demônio por que, apesar de sua inteligência superior, ele preferia descer para o inferno. Ele respondeu: ‘Eu me revoltei contra Deus e mostrei que sou mais forte do que ele’. Para eles, a rebelião é um sinal de vitória e superioridade “.

O poder do Rosário no combate espiritual

Em seu livro “Eu, o último exorcista”, o padre Amorth conta um diálogo, num exorcismo que testemunha a força da Virgem Maria:

P. Amorth: “Quais são as virtudes de Nossa Senhora que mais te irrita?”

Satanás: “Ela me enfurece porque ela é a mais humilde de todas as criaturas e porque eu sou a mais orgulhosa. Porque ela é a mais pura de todas as criaturas e eu não sou. Porque ela é a mais obediente a Deus e eu sou a mais rebelde “.

P. Amorth: “Por que você tem mais medo quando eu digo o nome de Maria do que quando eu digo o nome de Jesus Cristo?”

Satanás: “Porque eu me humilho mais para ser derrotado por uma mera criatura do que por ele”.

P. Amorth: “Existe uma quarta qualidade de Maria que enfurece você?”

Satanás: “Ela sempre me frustra porque nunca foi tocada por qualquer mancha de pecado”.

O padre também lembrou que “Durante um exorcismo, Satanás me disse através da pessoa possuída: ‘Toda Ave Maria do Rosário é um golpe no meu rosto. Se os cristãos soubessem o poder do rosário, seria o meu fim “.

Segundo fonte Aleteia/Espanha

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password