Num poema Maria Paola explica a santidade

Poema da Santidade

“Santidade é aceitar a Vontade de Deus com um grande sorriso
Aceitar a Vontade de Deus quando Ele vem em nossa vida
Aceitar que tome de nós aquilo que deseja
Aceitar que nos use como quer
Sem consultar-nos
Infelizmente, nós não gostamos de não ser consultados

Santidade é deixar que Ele nos use
Utilize-nos
Despedace-nos
Esvazie-nos totalmente de nós mesmos

A santidade é para cada um de nós um dever simples
É acolher a Deus com um sorriso, sempre
Em qualquer circunstância, custe o que custar…

Vem Senhor na minha vida
Não me consulte
Vem quando Tu quiseres
Faça de mim aquilo que Tu quiseres

Entrego toda a minha vida nas Tuas mãos
O meu tempo, os meus projetos, os meus familiares, os meus desejos
O meu futuro
Tudo te pertence Senhor

Faça de mim aquilo que Tu quiseres
Não importa que Tu me desvendes antes, me revele antes, aquilo que
programaste para mim
Faze-o porque sei que esta será a minha felicidade

A minha vida é entregue nas Tuas mãos
Ser aquilo que Tu desejas, Senhor
Esta é a minha felicidade
Dá-me a alegria de aceitar a tua Vontade na minha vida
Dá-me a capacidade de sorrir quando te vejo vir ao meu encontro
Eis-me aqui, Senhor.”

Fragmentos do Diário de Maria Paola. São Paulo: Comunidade Aliança
de Misericórdia, s/d, pp.33-34.

Saiba mais: Quem foi Maria Paola, co-fundadora da Aliança

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password