Missionário conseguiu mestrado pela Universidade Gregoriana de Roma

O missionário Rafael Brito, tornou-se Mestre em Filosofia pela Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma/Itália.

Uma conquista

Depois de 2 anos de estudos elaborando a tese do mestrado que teve como tema “A fidelidade a si mesmo e à consciência como fundamento e princípio do agir moral, segundo Thomas More”, Rafael celebrou em família e com amigos esta conquista.

Rafael já tem mestrado em Teologia pela Pontifícia Universidade da Sardegna defendendo a tese com o tema “O Mistério da Trindade na obra e vida em Cristo, de São Nicolas Cabasilas”.

“Foi muito bom e os professores gostaram muito, pois é uma tese que propõe uma originalidade grande e já é uma abertura para um futuro doutorado”, disse Rafael numa breve entrevista. O orientador da sua tese foi o Padre Kevin Flannery, a maior autoridade em Aristóteles na atualidade.

Quem foi São Thomas More

Rafael defende a tese frente à bancada.
Rafael defende a tese frente à bancada.

Rafael ao lado de professores e esposa e filho.
Rafael ao lado de professores e esposa e filho.

A base do pensamento de São Thomas More está contida na célebre máxima: “Não posso pensar de um modo e agir de outro”. Ele, em suas obras, ensinou valores como honestidade, a honra e a fidelidade, não simplesmente uma fidelidade a si ou a alguém, mas aos valores que cada um guardou durante a vida.

A tese de Rafael desenvolve e investiga precisamente o que levou o homem que foi o braço direito do rei da Inglaterra, com o cargo de Lord Chanceler (na época pessoa mais poderosa do reino depois de Henrique VIII), a dizer “não” às ordens de seu soberano e ser preso por isso.

O rei queria divorciar-se de sua esposa, a rainha Catarina de Aragão, e casar-se com Ana Bolena, sua amante. Como não era permitido pela Igreja Católica, ele resolveu promulgar o Ato de Soberania, ou seja, se autoproclamar chefe soberano da Igreja local rompendo assim com Roma.

Rafael segura o filho no colo em frente à Universidade Gregoriana
Rafael segura o filho no colo em frente à Universidade Gregoriana após a defesa.

Depois ele realizou o Ato de Sucessão que consistia em fazer com que o parlamento reconhecesse os filhos de sua amante como herdeiros legítimos e assim sucessores do trono, renunciando a paternidade da filha que ele teve com a Catarina.

Pode interessar: Missionário se encontra com o Papa Francisco no Vaticano

Ele convoca todos os homens nobres para firmar este ato e o único a ir contra esta ação foi sir (título de nobreza inglês) Thomas More que se recusou a assinar o ato alegando que nunca poderia ir contra a sua consciência. O rei, então, manda prendê-lo na Torre de Londres.

“Eu não vou agir contra a minha consciência, pois se o fizer, eu morro de verdade; o homem pode ser decapitado e não lhe acontecer nada, mas se for contra a sua consciência, ele pode viver, mas viverá como um cadáver”.

A partir deste exemplo, Rafael mostra qual deve ser o nosso comportamento na sociedade, como o político deve se portar, expõe o pensamento do santo sobre como deve ser a política.

Pode interessar: Quer ser um missionário da Aliança? Conheça nosso caminho vocacional

Referência mundial com obras como “Utopia”, “Diálogo no conforto” e na “Tribulação entre outras”. No fim de sua vida ficou 400 dias preso por não aceitar ir contra a sua consciência, por causa dos caprichos do rei Henrique VIII, da Inglaterra.

A Universidade Gregoriana é referência em Ciências Humanas, especialmente nas áreas da Teologia e Filosofia. Ela foi fundada em 1551 por Santo Inácio de Loyola.

Rafael Brito é missionário casado com Lilian Furlan e tem dois filhos. Eles estão na Itália em missão desde 2013.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password