Jovens estão sofrendo com o vício em pornografia aponta pesquisa

Adolescente cabisbaixoO vício em pornografia está cada vez mais próxima dos adolescentes aponta pesquisa britânica.

Números que impressionam

Uma ONG britânica chamada National Society for the Prevention of Cruelty to Children (NSPCC), entrevistou 700 adolescentes entre 12-13 anos e apontou dados alarmantes: 10% dos adolescente assumiram ser viciadas em pornografia.

O acesso a este tipo de conteúdo é facilitado através dos celulares e além dos canais como sites, links em sites de jogos, há trocas de imagens de desconhecidos ou pessoais.

Os jovens entrevistado apresentam sintomas de ansiedade, depressão e dizem ter problemas de relacionamento.

“Os jovens estão recorrendo à internet para aprender sobre sexo e relacionamentos. Sabemos que eles frequentemente têm contato com pornografia, muitas vezes sem intenção, e eles estão nos dizendo de forma muito clara que isso tem um efeito prejudicial e preocupante para eles”, diz à BBC Esther Rantzen, fundadora da ChildLine – serviço da NSPCC que atende e aconselha crianças e adolescentes.

Imagem distorcida

O mundo da pornografia apresenta homens e mulheres irreais, com corpo perfeito que usa e se deixa usar pelo outros. Os jovens se sentem impelidos a imitarem esta imagem.

As meninas disseram que sentem que devem imitar as atrizes para serem notadas pelos meninos. Já os rapazes sentem um profunda insatisfação com seus corpos e induzidos a participarem de atos sexuais para os quais não estão preparados.

Uma garota, hoje com 17 anos, disse ter sido assediada quando tinha 12 anos, pelo seu namorado da mesma idade: “Eu me senti suja, confusa, chocada. A pornografia não é só um vídeo de dez minutos – ela tem consequências“, disse ela.

Consequências

Além toda a destruição da autoimagem, a pornografia se espalha de maneira mais rápida devido à insensibilidade que ela causa à consciência; um em cada cinco jovens 12 a 13 anos consideram a pornografia algo normal do dia-a-dia.

Isso também deixa as crianças expostas a abuso por parte de adultos, portanto, todo cuidado é pouco. Infelizmente neste período os filhos se afastam dos pais e estes não muitas vezes não conseguem quebrar o gelo.

É necessário conversar de maneira natural com os filhos sobre sexo para que eles possam se defender de coisas nocivas como a pornografia.

Com informações de Sempre Família

Leia mais: A sexualidade humano como foi criada

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password