fbpx

Escola de Maria: Escola do amor e da confiança

Fazei tudo o que ele voz disser

São as palavras usadas por Maria em ocasião do casamento em Caná da Galileia, em que o evangelista nos diz que nesta importante ocasião faltava vinho, símbolo da alegria e prosperidade para o casal e convidados ali presentes. E isto seria motivo de vergonha para os anfitriões, mas Maria toma ali aquela aflição e parte para a iniciativa do amor em intercessão àquele que seria capaz de restituir a alegria e o sentido.

Após a resposta de Jesus, Maria simplesmente confia, se abandona e descansa na vontade de Deus “fazei tudo o que ele vos disser” e com essa atitude nos ensina como agir diante das nossas esperas e sofrimentos.

Esta lição é parte da escola da Virgem Maria, escola do amor e da confiança. Amor que toma a iniciativa e é pelos seus filhos sempre, e ainda através da confiança, indica o caminho certo e seguro em que se pode descansar.

O Segredo para chegar até Jesus

Com essas simples palavras citadas acima Nossa Senhora nos revela o segredo para nos encaminhar até Jesus, e a partir disso nos conduz a felicidade plena e sem mancha, e sua missão de educadora na Fé está mais uma vez cumprida.

A Aliança de Misericórdia nasce do seio de Maria e é em sua escola cheia de fecundidade e intimidade com Deus que aprendemos a caminhar rumo a vontade Santa do Pai.

Entre seus ensinamentos principais estão a acolhida e a obediência. Maria foi quem primeiro acolheu pelo seu sim obediente a Vida do Filho de Deus e esse se tornou o passo que nos gerou vida infinita. Mesmo que em seu coração houvesse o medo e a incerteza, sentimentos que tantas vezes nos acompanham, esses não superaram a confiança no Deus que a conhecia e que ela também conhecia e amava.

Palavra e Silêncio

A Mãe nos forma na Palavra e silêncio. O verbo que agora era tornado carne em seu ventre, antes mesmo de lá estar era já presente através da vida comprometida com os ensinamentos divinos, vividos com dedicação e seriedade.

Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; Porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe.” (Mateus 12:48-50).

A quem mais seria tão propício ser chamada Mãe de Jesus, senão Maria, se são esses os critérios para sê-lo?!

É com Maria que “aprendemos a ‘permanecer de pé‘ (Jo 19,25), perante toda dor e provação, conformando-nos a Cristo crucificado, para gerar com Maria, a mãe da humanidade, os homens e as mulheres do nosso tempo, nesta hora de parto.

Aprendemos assim a amar, até o extremo, deixando-nos transpassar a alma pelo grito de Cristo nos sofredores de hoje…” (Estatuto da Aliança de Misericórdia Pag. 23, 38). Somos filhos de Maria e é com a mãe que se aprende gestos, escolhas, ações, neste caso tão agradáveis a Deus.

Mãe educadora

Em particular em minha vida tive sempre Maria como verdadeira mãe e educadora. Ainda criança perdi minha  mãe, que muito jovem veio a falecer por conta de um câncer. Porém a mesma me deixou seu maior presente: a consagração e proximidade com Maria.

E foi com seu silêncio e sensibilidade extremamente maternos que pude perceber em tantos momentos sua presença em minha vida. Sobretudo me conduzindo a Jesus, sendo um canal sensível e pobre que levou-me diretamente a amar seu Filho e preferi-Lo acima de tudo.

Tudo é grandioso, pelos frutos que hoje consigo colher e desfrutar, mas sua ação é simples, sensível e cotidiana, realizada no amor e abertura de coração para as pequenas delicadezas e favores do Pai. E assim se faz a sua “Escola”: em gestos, sensibilidade, entrega, amor…

Rogai por nós Mãe amada para que encontremos em suas palavras “fazei tudo o que ele vos disser” a direção para nossa vida e assim vivendo, também a encontremos junto ao teu Filho no lugar que tu juntamente com ele preparas para nós!

Irmã Danúbia do Menino Jesus

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password