Encontro Nacional dos Coordenadores e Missionários de Aliança

No último final de semana, dias 25 e 26 de janeiro, na sede da Aliança de Misericórdia em São Paulo, aconteceu o retiro dos coordenadores e missionários de aliança. O encontro teve a presença de 220 participantes de 37 cidades, do estado do Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Amazonas e Ceará.

Acompanhe o nosso VLOG sobre o Encontro Nacional dos coordenadores

Amai o Senhor assumindo seu chamado

Os dois dias foram cheios de atividades que imergiram ainda mais os participantes no Carisma da Aliança. No sábado, após os momentos de agradecimento aos antigos coordenadores e apresentação dos novos que assumirão a coordenação nas comunidades de aliança, eles tiveram uma formação sobre a “Seriedade da Vocação do missionário de Aliança”.

O momento que foi conduzido pela missionária consagrada Hellena da Cruz e Ecila, missionária de aliança, abordou temas do Estatuto, entre eles o parágrafo 148 onde diz: “Cada coordenador terá o papel de harmonizar todas as forças e os serviços apostólicos do Movimento”, entrando na profundidade da vocação a fim de entregar-se ao chamado de Deus. Isso, na certeza que Ele dá a graça de conduzir com compromisso a missão que foi confiada. Por isso, o compromisso de responder o apelo de Deus, dispostos a viver a obra dentro da Aliança de Misericórdia.

Ao longo do dia, foi falado sobre o vocacional e também a respeito da perseverança no chamado, refletindo sobre os possíveis motivos que leva um membro a desanimar no caminho, transformando esses motivos em maturidade para permanecer.

Como um presente no encontro, a missa do sábado foi celebrada pelo Pe. João Henrique, fundador da Aliança de Misericórdia, e concelebrada pelo Pe. Evandro Torlai, vice-presidente do Movimento.

Encontros fraternos da Aliança

Já no domingo, que contou com uma adoração eucarística conduzida pelo Pe. Rodrigo Elias, tiveram ainda momentos de formações específicas. Mas, ainda de forma geral, Rafael Menezes e Gilmara, missionários da comunidade de aliança e de vida, respectivamente, falaram sobre a importância da acolhida dentro do Movimento. Onde, como membros, deve-se buscar acolher o outro de forma integral, vivendo uma experiência de fraternidade, ressaltando que não se baseia em uma atitude de “coleguismo”, mas sim em formas concretas de amizade mais profunda em Deus, como gesto de amor.

 “Eis que vos envio”

Regido por missas, orações e adoração o retiro proporcionou encontros fraternos, conhecimento e formação para os coordenadores das 37 cidades onde o Movimento está presente. Encerrando o retiro, a missa foi celebrada pelo Pe. Custódio, presidente do Movimento.

A Aliança de Misericórdia deseja ser ponte de luz nas cidades, levando a força do Carisma da Misericórdia. Os participantes vivenciaram momentos marcantes dentro do retiro e poderão proporcionar aos demais as ações do Espírito Santo, a fim de conduzi-los ao caminho do céu.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password