fbpx

Encontro com o Papa

Encontro do Papa Francisco com pessoas em situação de precariedade, em Roma
“É preciso continuar a sonhar!”

(Abaixo, reprodução da partilha dos missionários residentes na Bélgica, que acompanharam alguns irmãos em situação de precariedade, no encontro Fratello. O evento aconteceu em Roma, no mês de Novembro.)

A nossa fraternidade teve a graça de partir para esse grande evento do Papa com os excluídos de toda a Europa, e também tivemos 3 representantes de nossas casas de acolhida do Brasil. Foi um momento de graça, de viver o Jubileu da Misericórdia com a certeza que Deus acolhe a todos, sem distinção – e o nosso papa queria demonstrar isso nestes dias.

Gostaríamos de partilhar a experiência da Césarine, uma senhora que morou muitos anos na rua e que fez essa peregrinação conosco. Quando fomos convidá-la, dizendo do desejo do Papa de se encontrar com os pobres no último evento do Jubileu da Misericórdia em Roma, ela nos disse: “Sabe, essa semana, sonhei que apertava a mão do Papa! Quando acordei, fiquei muito brava e briguei com Deus, dizendo: porque esses sonhos acontecem, sendo que eu nunca vou conseguir realizá-los? Mas vocês vieram aqui hoje, e nós vamos para Roma! Quem sabe esse sonho não se realiza??” Não queríamos colocar muitas esperanças, afinal, participar de um evento é uma coisa, mas bem diferente é conseguir chegar perto do Papa, sem nenhum convite especial!

Chegamos em Roma, visitamos os principais lugares, e em cada Igreja, em cada monumento, era visível a alegria e o deslumbramento da Césarine e de todos nós que estávamos nessa viagem. Na sexta-feira era o dia do primeiro momento com o Papa, ele faria uma Catequese para os 4.000 irmãos reunidos na Sala Paulo VI. Acordamos cedo, e ficamos aguardando o grande momento – ouvir o Papa pela primeira vez, tão de perto! O papa Francisco fez questão de passar por toda a Sala cumprimentando e conversando com os irmãos… e o sonho da Césarine se cumpriu! Não somente ela, mas todo o nosso grupo de 12 pessoas pôde cumprimentar o Papa e dirigir a ele algumas poucas palavras, no meio de tanta emoção!

A Césarine, já com lágrimas nos olhos, esperava atenta pelas palavras do Papa Francisco e uma das suas primeiras frases foi esta aqui – colocamos as suas palavras na íntegra: Para mim, um homem ou uma mulher são muito pobres, mas de uma pobreza diversa da vossa, quando este homem ou esta mulher perdem a capacidade de sonhar, perdem a capacidade de levar por diante uma paixão. Não deixeis de sonhar! Como será o sonho de um pobre, de alguém que não tem casa? Não sei, mas sonhai. E sonhai que um dia teríeis podido vir a Roma, e que o sonho se realizou. Sonhai que o mundo pode mudar, e esta é uma sementeira que nasce do vosso coração!”

A Césarine, saiu da Sala Paulo VI cheia de alegria, e nós também! Ela não cansava de falar: “Não podemos deixar de sonhar! O papa pediu, então não vou deixar de sonhar, porque Deus pode fazer tantas coisas!

É isso o que nós desejamos a todos vocês, também na nossa preparação como Comunidade para o Advento e o Natal: um tempo fecundo de entregar a Deus todos os sonhos e deixar brotar no coração a esperança e a alegria da presença de Deus!

Ana Teresa, Diego e Angélica
Fraternidade Santos Anjos, Bélgica

Veja nas fotos abaixo como foram esses dias.

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password