Dom Henrique, uma vida doada pela Igreja – Nota de pesar

Com pesar e sentimento de orfandade, recebemos na noite de sábado (18), a notícia do falecimento de Dom Henrique Soares da Costa, de 57 anos, bispo de Palmares/PE.

COVID-19

Dom Henrique foi acometido pelo covid-19 e estava internado há alguns dias em Recife/PE, recebendo cuidados médicos. O prelado, nos últimos dias, sofreu uma piora no quadro de saúde e se dizia bem espiritualmente, mesmo no momento que estava vivendo.

Dom Henrique e a morte

Após a notícia da morte de Dom Henrique, vários vídeos onde ele fala sobre a vida e a morte começaram a circular pela internet, num deles, de uma pregação realizada na Canção Nova, o prelado diz:

“A vida não é sua. A vida é dom! Você não é o dono da sua vida. Se você fechar cinco minutos a boca e o nariz, você morre. A vida você recebe o tempo todo no ar que respira, no alimento que come, na água que bebe. E esse bicho que precisa o tempo todinho ser sustentado por Deus, esse bicho se acha o dono do mundo, o dono da vida, o dono do bem e do mal. O dono da verdade e da mentira. O bicho que vai virar pó! Veja: o bicho iludido, quanto mais sabido, mais iludido! Quanto mais autossuficiente, mais tolo, mais bobo. Quanto mais pose, maior a queda no fim”.

Dar a vida

Num encontro para jovens, falando sobre vocação, Dom Henrique exortou os jovens sobre dar a vida e sobre perseverar, dizendo que a juventude é um período bonito de doação, mas que muitos dos que se doam não têm a coragem de perseverar até o fim.

“Porque, é quem perseverar até o fim que será salvo! É quem tiver coragem de ir morrendo. Hoje vocês são jovens, eu quero ver quando estiverem velhinhos, já com dores nas juntas, já sem poderem fazer o que faziam, alquebrados pelo tempo, enrugados. Eu quero ver se nos olhos de vocês, os velhinhos, ainda haverá aquele brilho quando falam de Jesus”, falou o bispo de Palmares. “Nossa geração precisa entender que o amor morre pelo amado. E que um amor que não tem a coragem de morrer pelo amado, não é digno do nome de amor, não chamem de amor! Chamem de emoção, de folia, de paixão, do que quiserem, mas não chamem e nem brinquem com essa palavra ‘amor’, pois Deus é Amor!”, conclui.

Legado de Dom Henrique

Na noite de sábado, o nome de Dom Henrique esteve nos trends topics do Twitter Nacional, como um dos assuntos mais falados naquela rede social. Alguns mais devotos, até mesmo já o proclamavam “santo súbito”, como o fizeram com São João Paulo II já no funeral.

Além das centenas de pregações em retiros, encontros fechados e TVs, Dom Henrique tinha seu próprio canal no Youtube, onde catequizava os seus “paroquianos virtuais”, congregando mais de 80 mil inscritos e 2.952.178 visualizações.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password