Direcionamento para o Movimento para 2021

Imagem de divulgação/facebook.

No dia 31 de dezembro aconteceu a Missa da Festa da Mãe de Deus e de comemoração dos 21 anos de fundação da Aliança de Misericórdia.

O deserto espiritual

Por conta do avanço da segunda onda da pandemia e restrições no Estado de São Paulo, a celebração contou apenas com a participação dos missionários residentes na Casa Mãe (Botuquara) e foi transmitida pela página do Movimento no Facebook.

Durante a homilia, padre João Henrique, um dos fundadores da Aliança, deu alguns direcionamentos para o Movimento para o ano de 2021. “Estamos passando por um tempo difícil – disse – um tempo de deserto espiritual. É um tempo que não faz prever para 2020, um tempo muito melhor (a nível econômico, nem político, nem ecológico, nem espiritual) – e continuou,mas é no momento de máxima fraqueza, quando os apóstolos se fecharam no Cenáculo, que Deus, em Sua misericórdia, soprou poderosamente o Espírito do Senhor; é nossa Palavra (constitutiva)”.*

“O Espírito do Senhor repousa sobre mim, porque o Senhor consagrou-me pela unção; enviou-me a levar a boa-nova aos humildes, a curar os corações doloridos, a anunciar aos cativos a redenção, e aos prisioneiros a liberdade”*

Logo depois pediu aos presentes (estendendo a todo o movimento) “força”, dizendo que este ano será o melhor “de nossas vidas se eu for melhor”!

O caminho da cruz

Reforçou que cada um tem a força para se entregar a Deus e que “a única coisa que pode limitar a minha liberdade (para entregar-se) é a falta de confiança na autoridade que Deus me dá para um caminho de santidade, caminho que passa pela cruz”.

Queremos anunciar um Pentecostes de misericórdia, que passa, porém, pela nossa conversão pessoal.

E como anunciar esse Pentecostes? A palavra escolhida por padre João Henrique foi o trecho do discurso de Pedro que está em Atos dos Apóstolos 2, 37-38: “Quando ouviram isso, ficaram aflitos em seu coração e perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: “Irmãos, que faremos?””.

Antes de orar, o fundador deixou claro que a conversão é obra do Espírito Santo.

“Disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo”.

Um “tempo de misericórdia”

“É tempo de Misericórdia!”, clamou, convidando todos a perdoar e pedir perdão por todas as faltas. Padre Custódio complementou com uma frase de grande impacto de um teólogo protestante (Billy Graham) que dizia “o verdadeiro avivamento não é descer às ruas com tambores, mas subir ao Calvário com grande choro”.

Que neste ano, como resumiu padre Custódio, possamos viver um avivamento de conversão, com um olhar novo sobre nosso carisma, além disso, seguir o exemplo de São José, contemplando silenciosamente a obra da salvação. Ele também será o santo guardião da Aliança para este ano e os missionários dedicarão um lugar especial para o pai adotivo de Jesus nas casa através de uma imagem.

Oração a São José

Os fundadores elaboraram uma oração para ser rezada todos os dias pelos membros da Aliança. Você também pode rezar conosco:

“São José, servo obediente.
José, homem justo e forte, pai amável e fiel, esposo amoroso e casto.

Gerai-nos com Maria na fé e no amor.
Educai-nos como Cristo na justiça e na humildade.

Intercedei por nós, para que sejamos revestidos pelo Espírito Santo na força da tua pureza. 

Acolhei-nos na intimidade da Família Santa de Nazaré, para que, não vivendo mais para nós mesmos, o teu filho Jesus viva em nós e nos abra as portas da Trindade Santa no Céu”. São José, rogai por nós!

Que possamos suplicar por um grande recomeço da nossa vida espiritual, uma grande conversão, pois a glória do Senhor está próxima a manifestar-se no mundo!

Confira a homilia na íntegra:

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password