fbpx

Como ser devoto da Misericórdia?

“Faço-te recordar, minha filha – disse Jesus à Irmã Faustina – que todas as vezes que olhares o relógio apontar três da tarde, submerge-te totalmente na Minha misericórdia, adorando-a e glorificando-a; suplica a sua onipotência para o mundo inteiro e especialmente para os pobres pecadores, já que nesse momento Ela se abriu de par em par para cada alma. (…). Nessa hora se estabeleceu a graça para o mundo inteiro: a misericórdia triunfou sobre a justiça”. (Diário 1572)

Misericórdia, plenitude da justiça

Foi nesta hora que aconteceu a Redenção do homem. Jesus redimiu nossos pecados, pagou a dívida que o homem havia contraído com Deus mediante sua Paixão e por Sua obediência até a morte, e deste modo nos reconciliou com o Pai.

Deste modo abriu-se as portas do Céu que Adão havia fechado. Na cruz, a misericórdia triunfou sobre a justiça; todavia não a cancelou, mas deu-lhe cumprimento.

Como é esta devoção?

Em 1937 em Cracóvia, Jesus se dirigiu à Santa Faustina, na hora de sua agonia, e lhe transmitiu uma outra forma de culto da Divina Misericórdia. Pediu que ela lhe rendesse honra na hora de sua morte. Meses mais tarde Ele apareceu-lhe na mesma hora e lhe disse:

“Faço-te recordar, minha filha – disse Jesus à Irmã Faustina – que todas as vezes que olhares o relógio apontar três da tarde, submerge-te totalmente na Minha misericórdia, adorando-a e glorificando-a; suplica a sua onipotência para o mundo inteiro e especialmente para os pobres pecadores, já que nesse momento Ela se abriu de par em par para cada alma. (…).

Nessa hora se estabeleceu a graça para o mundo inteiro: a misericórdia triunfou sobre a justiça”. (Diário 1572)

Jesus não propõe uma oração concreta para esta hora das três da tarde; mas disse que se podia, por exemplo, rezar a Via Sacra, fazer um visita ao Santíssimo Sacramento, e se o tempo não o permitir devido às obrigações, ao menos, durante uns momentos, ali onde estamos, ter a intenção de unir-se com Ele quando agoniza na Cruz, mesmo que seja por um breve momento.

Uma prática preciosa

O objeto desta devoção é o mistério da Paixão de Cristo. Esta oração na Hora da Misericórdia deve cumprir certas condições:

·  Acontecer às três da tarde (quando o relógio marca a hora exata),

·  Deve dirigir-se diretamente a Jesus, e em nossas suplicas e petições, fazer referência aos méritos ao valor de sus dolorosa Paixão.

Há aqui uma diferença com a prática do Terço da Misericórdia. Nele as súplicas são dirigidas ao Pai, que olhe a oferta do seu Filho “Eterno Pai eu vos ofereço…pela Sua dolorosa Paixão (de Jesus).

A meditação da Paixão do Senhor nos deve conduzir a proclamar e a louvar a Misericórdia de Jesus, e também de acordo com seus desejos, nos deve exortar a implorar a misericórdia para o mundo inteiro, especialmente para os pecadores e para os mais necessitados.

Segundo Fonte de Faustyna.pl

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password