Centro Dom Bosco processa ONG “Católicas” pelo direito de decidir

Em uma nota divulgada em sua página no Facebook, o Centro Dom Bosco/RJ, entrou com uma ação judicial declaratória contra o grupo abortista “Católicas pelo Direito de Decidir”.

Na última semana, saiu no Diário Oficial da União no dia 13/07, que o Governo Federal fez um convênio com a ONG destinando 100 mil reais do dinheiro público para promover o debate sobre o aborto no Brasil.

Em defesa da fé

Várias pessoas e organizações religiosas se mostraram contrárias a esta decisão, incluindo o Centro Dom Bosco. Leia na íntegra a nota de esclarecimento:

“Enquanto não há uma condenação formal da eterna Roma contra o grupo “Católicas pelo direito de decidir”, que vem utilizando imoralmente o termo “católicas” para fins de agenda revolucionária, resolvemos ingressar com uma ação judicial declaratória contra o grupo abortista.

A ação declaratória possui o objetivo de que seja declarado de uma vez por todas que o grupo promotor da cultura da morte não representa em absolutamente nada a Igreja Católica e, tampouco, pode responder por ela em âmbito civil.

Afirmamos que o grupo abortista não tem autorização eclesiástica para utilizar o nome “Católicas”, que não obedece o Magistério da Igreja na defesa da vida e que vem de forma afrontosa e abusiva se auto-intitulando dessa forma perante a sociedade com o claro intento de disseminar erro e a confusão entre as pessoas.

Oremos pela conversão dos abortistas, pela vida das mães que encontram-se em dificuldades e de todos os inocentes que passam por risco de vida”.

Façamos a nossa parte. Escreva um email para a Secretaria dos Direitos Humanos, dizendo NÃO ao envio de R$100.000 para as “Católicas” Pelo Direito de Decidir: agenda.gab@mdh.gov.br.

Do que depender dos católicos de verdade o reino da morte não prevalecerá sobre a nossa nação!

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password